Abrir menu principal
Gian & Giovani
Gian e Giovani.jpg
Gian e Giovani antes de uma apresentação no ano de 2007.
Informação geral
Nome completo Aparecido dos Reis Morais (Gian)
Marcelo dos Reis Morais (Giovani)
Nascimento Gian: 20 de janeiro de 1967 (52 anos)
Giovani: 24 de agosto de 1970 (49 anos)
Origem Franca, São Paulo
País Brasil
Gênero(s) Música sertaneja
Período em atividade 1988-2014
2018-presente
Gravadora(s) Chantecler (1988-1995)
BMG Brasil (1995-1999)
Warner Music Brasil (1999-2001)
Sony Music (2001-2006; 2012)
EMI Brasil (2006-2007)
Atração Fonográfica (2007-2009)
Sunshine (2006-2014) (2018-presente)
Integrantes Aparecido dos Reis Morais
Marcelo dos Reis Morais
Página oficial www.gianegiovanioficial.com.br

Gian & Giovani é uma dupla sertaneja brasileira formada pelos irmãos Aparecido dos Reis Morais, o Gian (Claraval, 20 de janeiro de 1967) e Marcelo dos Reis Morais, o Giovani (Franca, 24 de agosto de 1970). A dupla lançou 18 álbuns, 2 DVDs e 3 VHS.[1]

CarreiraEditar

Tudo começou em Franca, no interior de São Paulo, quando os irmãos Aparecido, Arnaldo e Marcelo, ainda pequenos já tinham como brinquedo preferido um violão, por sinal tocavam escondido do pai. Sr. Francisco escondia o violão em cima do armário já que o instrumento era uma preciosidade.

A brincadeira foi ficando séria, e logo Sr. Francisco percebeu o talento dos filhos. Já nessa época Aparecido (Gian) revelou-se autodidata (conseguindo tocar várias músicas só de ouvir uma única vez). Foi quando, por volta de 1978, que seu Francisco resolveu incentivá-los a formar o primeiro trio infantil da região: o trio Sereno, Sereninho e Gaúchinho. E em pouco tempo já estavam fazendo apresentações ao vivo em bares e restaurantes.

Com o passar do tempo, por volta de 1983 Arnaldo por problemas na voz, acabou deixando o trio, e com essa mudança foi preciso criar um novo nome para os cantores que agora formariam uma dupla, foi quando o padrinho dos meninos sugeriu Gian e Giovani, aceito na hora pelos afilhados.

Ao assistir uma apresentação da dupla um comerciante decidiu ajudar os cantores, e assim, com muita expectativa e esperança, o próximo passo seria gravar um disco.

Mas antes de alcançar este feito Gian e Giovani teriam que trabalhar muito e recebiam o apoio dos moradores de Franca, que compareceram fielmente a todas as apresentações da dupla. Decidiram então organizar uma grande festa na cidade para juntar dinheiro e produzir um tape. Como era para arrecadar verba para gravar, então os ingressos foram um pouco mais caros, mas mesmo assim se esgotaram. Mesmo com sucesso da festa, o dinheiro não foi suficiente e Gian e Giovani tiveram que vender o carro que possuíam, uma Caravan.

Embarcaram para a capital paulista, e foram apresentados ao produtor musical Pinócchio, que aconselhou Giovani a cantar mais grave, criando um estilo próprio, pois seria um diferencial na época em que a maioria das duplas de sucesso do momento tinham tom de voz agudo.[2][3]“Vi o Giovani aquele baixinho cantando agudo, o fiz cantar grave para diferenciar dos demais, foi um contraste no mercado e o pessoal criticava muito, mas estouraram”, disse o produtor.

O tape foi gravado e apresentado a Paulo Rocco na época diretor da extinta Continental. No dia 11 de novembro de 1988, o grande sonho foi alcançado, o primeiro LP de Gian e Giovani foi lançado. Sr. Francisco conta que até chorou ao ouvir pela primeira vez a música dos filhos no rádio. O primeiro lançamento da dupla foi "Amante Anônimo" seguido de "Espuma Da Cerveja", "Você Em Minha Vida".[4] entre outras.

A dupla Gian e Giovani alcançou definitivamente a consagração nacional, em 1990, no segundo LP, com a música "Nem Dormindo Consigo Te Esquecer" a composição de César Augusto ultrapassou fronteiras garantindo a presença da dupla nas paradas de sucesso de todo o Brasil, recebendo diversas premiações e ganhando até uma versão em espanhol que obteve bastante êxito em vários países da América latina. Foi tamanho o sucesso que os irmãos venderam quase meio milhão de cópias[5], deste segundo álbum recebendo o disco de ouro[6]. A partir daí a dupla começou a receber diversos convites para participação em programas de rádio e televisão da época.

No terceiro álbum lançado em 1992, os irmãos despontaram nas rádios de todo o país com "Olha Amor", que passou várias semanas dentro do top-10 das paradas de sucessos, com isso, o single ficou em 10º lugar na tabela anual de 92[7] (2º lugar entre as Sertanejas). Por ser dos anos 90, o arranjo tinha como base a guitarra e os trompetes na introdução, que tinha o apelido popular de "ritmo jovem". Este estilo, acabou sendo considerado como o verdadeiro Sertanejo Popular, o que de fato, levantou a Música Sertaneja para as primeiras posições no Brasil.[8]

Em 1996 já no sexto álbum, e segundo com o selo BMG, os irmãos emplacavam nas paradas de sucesso com a balada "1,2,3 (Um, Dois, Três)" música que se tornou um dos grandes sucessos da dupla, que depois de algum tempo no segundo escalão das duplas sertanejas se tornava uma das principais representantes do gênero. No mesmo ano a dupla participou do especial Amigos, da Rede Globo, cantando as canções "1,2,3" e "Menina Veneno", junto com Zezé Di Camargo e Luciano.[9]

Já em 1997, lançam seu sétimo álbum e terceiro pelo selo BMG. Disco que trouxe inúmeros sucessos, e que garantiu a dupla o disco de platina triplo, pelas mais de 800 mil cópias vendidas na época. Com arranjos do Roupa Nova e produção de Paulo Debétio, a dupla acertou em cheio no repertório, com canções como "Não Vivo Sem Você", composta por Luiz Carlos do Raça Negra e Elias Muniz, e na versão feita pela dupla, "Eu Busco Uma Estrela", que despontou nas paradas de sucesso em todo o país. Um dos grandes momentos do disco, é a participação de Alcione na canção "Amiga, Amigo", uma balada com um toque de samba composta por Paulo Debétio, mostrou a capacidade da dupla em se aventurar noutros estilos, sem perder sua identidade.[10]

O ano de 1998 foi muito promissor para a dupla, pois com o lançamento do oitavo álbum intitulado como "Meu Brasil", a dupla mais uma vez alcançava as paradas de sucesso com o hit "O Grande Amor Da Minha Vida" também conhecida como "Convite de Casamento", música que dominou as rádios na época, se tornando uma das canções mais conhecidas da dupla. No dia 1° de novembro de 1998 a dupla gravou um CD ao vivo, tendo como local escolhido para a gravação o "Parque de Exposições Fernando Costa" em Franca, que contou com um público de mais de 80 mil pessoas,[11] que devido as vendagens expressivas no ano seguinte acabou por ser lançado também em VHS e mais tarde em DVD. Esse disco foi lançado com 250 mil cópias vendidas, e em menos de seis meses de lançamento, obteve uma ótima vendagem, alcançando até agosto de 1999, as 750.000 mil cópias. No entanto, como se conta em duplicidade, foram cerca de 1 milhão e meio de cópias desse trabalho ao vivo, que contou com os maiores sucessos de Gian e Giovani como "Nem Dormindo Consigo Te Esquecer", "Olha Amor", "Não Vivo Sem Você", "Eu Busco Uma Estrela", "Quem Será", "Mil Corações", "O Grande Amor Da Minha Vida" dentre outros.[12]

A voz da dupla foi a escolhida para o tema de abertura da novela "Marcas da paixão"[13], a canção[14] levava o mesmo título da trama, esta que foi exibida pela Rede Record entre maio e novembro de 2000, nesta época a popularidade de Gian e Giovani era tão grande que no ano seguinte os irmãos fizeram o grande show de abertura da 46ª edição da Festa do Peão de Boiadeiros de Barretos, evento este considerado como o maior rodeio da América Latina.[11][15][16]

No ano de 2003, o álbum lançado em 2002 recebeu a indicação ao Grammy Latino ao prêmio de "Melhor Álbum de Música Sertaneja"[17] de 2003, disco esse que contava com grandes sucessos que lideraram as rádios naquela época, como "Taça De Pranto", "Tatuagem", entre outros, esse álbum marcava a estreia dos irmãos na gravadora Sony Music.

O segundo DVD de Gian e Giovani foi gravado em 6 de maio de 2007 na cidade de Santana De Parnaíba (SP) na Barragem Edgard De Souza. O show contou com a presença de mais de 50 mil pessoas. Intitulado como "Uma História De Sucesso", o álbum contou com releituras de grandes sucessos da dupla e músicas inéditas, tendo várias participações especiais como César Menotti & Fabiano, Chitãozinho & Xororó e Inimigos da HP, este álbum comemorava os 20 anos de carreira que a dupla completaria no ano seguinte.[18]

No ano de 2010 a dupla recebeu o convite para participação do DVD especial Emoções Sertanejas, uma homenagem aos 50 anos de carreira de Roberto Carlos. A música escolhida foi “Eu Te Amo, Te Amo, Te Amo”, que na interpretação da dupla levantou e emocionou o público do Ginásio do Ibirapuera em São Paulo. O clássico do rei, sob nova versão, foi uma das mais pedidas nas rádios do Brasil.[19]

No final de 2014, a dupla anunciou que faria uma pausa na carreira a partir de 2015, e após um hiato de quase 4 anos na carreira, (de outubro de 2014 à março de 2018) os irmãos decidiram retornar definitivamente juntos aos palcos, a canção "E Se Eu Falar" foi a que deu o pontapé inicial na nova fase, e se tornou sucesso em todas as rádios do país. Além dela, os singles "Destino Traçado (Fogo com Gasolina)" e "Reencontro" também foram lançados em todas as plataformas digitais.[20][21][22]

A dupla é recorde de público, levando em torno de 130 mil pessoas em um único show em Uberlândia (MG).[11]

Com mais de 30 anos de carreira, 18 álbuns lançados, 2 DVDs, mais de 10 milhões de discos vendidos e turnês internacionais, foram inúmeros sucessos na lista de músicas que permaneceram no ranking das mais tocadas por semanas, onde vieram os discos de ouro, platina, platina duplo e diamantes. É possível dizer que Aparecido e Marcelo, ou melhor, que Gian & Giovani são um grande exemplo de verdadeiros vencedores, que no final dos anos 90 figuraram como uma das cinco maiores duplas sertanejas do país.[23]

Pausa na carreiraEditar

No dia 10 de outubro de 2014, os sertanejos anunciaram em comunicado divulgado nas redes sociais que a partir de 2015 não haveria turnê da dupla.[24]

E em março de 2018, o cantor Giovani anunciou por meio de suas redes sociais que a dupla estava de volta.[25] O primeiro show oficial da volta dos irmãos foi em Barretos (SP), na 63ª Festa do Peão de Boiadeiro, uma noite repleta de muita emoção e alegria que contou com um público de mais de 47 mil pessoas.[26]

DiscografiaEditar

Discos de carreiraEditar

Ano Título do Álbum Tipo do Álbum Gravadora
1988 Gian & Giovani Vol. 1 LP/K7 Chantecler
1990 Gian & Giovani Vol. 2 CD/LP/K7 Chantecler
1992 Gian & Giovani Vol. 3 CD/LP/K7 Chantecler
1993 Gian & Giovani CD/LP/K7 Chantecler
1995 Gian & Giovani CD/LP/K7 BMG
1996 Gian & Giovani CD/LP/K7 BMG
1997 Eu Busco Uma Estrela CD BMG
1998 Meu Brasil CD BMG
1999 Gian & Giovani Ao Vivo Em Franca DVD/CD Ao Vivo BMG
1999 Dois Corações CD Warner Music
2000 Aperte O Play CD Warner Music
2002 Tatuagem CD Sony Music
2003 Na Batida Do Seu Coração CD Sony Music
2004 Acústico Ao Vivo CD Ao Vivo Sony Music
2006 Te Amo CD EMI
2007 Uma História De Sucesso DVD/CD Ao Vivo Atração Fonográfica
2009 Perigo CD Sunshine
2012 Joia Rara - Ao Vivo CD Ao Vivo Sony Music

Projetos Especiais (Ao Vivo)Editar

Ano Título do álbum Tipo do álbum Gravadora
1995 Gian & Giovani (Ao Vivo no Palace) VHS BMG
1997 Eu Busco Uma Estrela (Ao Vivo no Olympia) VHS BMG

ColetâneasEditar

Ano Título do álbum Tipo do álbum Gravadora
1994 Gian & Giovani - Os Grandes Sucessos Coletânea Musical Chantecler/Warner
1997 Gian e Giovani - Sucessos de Ouro (Duplo) Coletânea Musical Warner Music
1998 O Melhor de Gian & Giovani Coletânea Musical BMG
1999 Focus: O Essencial de Gian & Giovani Coletânea Musical BMG
2003 Os Gigantes - Gian & Giovani Coletânea Musical Warner Music
2005 Maxximum Coletânea Musical Sony BMG Music
2006 Nova Série Coletânea Musical Warner Music
2006 Warner 30 anos: Gian & Giovani Coletânea Musical Warner Music

SinglesEditar

Ano Música Álbum Original
1988 "Amante Anônimo" Gian & Giovani Vol. 1
"Espuma da Cerveja"
1989 "Você Em Minha Vida"
"Meus Direitos"
1990 "Sua Vez" Gian & Giovani Vol. 2
"Nem Dormindo Consigo Te Esquecer"
"Caçador De Corações"
1991 "Roupa De Lua De Mel"
"Sonho De Nós Dois"
1992 "Olha Amor" Gian & Giovani Vol. 3
"Eu Quero Te Amar"
"Não Dá Pra Te Esquecer"
"Com Outro Foi Embora"
1993 "Sai Dessa Coração" Gian & Giovani Vol. 4
"Meu Coração Só Quer Você"
"Faz de Conta (L'Italiano)"
1994 "Cansei de Namorar a Solidão"
1995 "O Que é Que a Gente Não Faz Por Amor" Gian & Giovani Vol. 5
"Viola Caipira"
"Depois do Adeus"
"Dói"
1996 "Viagem Louca"
"1,2,3" Gian & Giovani Vol. 6
"Amor Demais"
"Te Amo Menina"
"Papel de Chiclete"
"Tô Pensando Nela"
1997 "Não Vivo Sem Você" Eu Busco Uma Estrela
"Eu Busco Uma Estrela"
"Me Dá Um Beijo"
"Amigo Seu"
1998 "Que Raio de Amor É Esse?"
"O Grande Amor da Minha Vida

(Convite de Casamento)

Meu Brasil
"Quem Será"
"Mil Corações"
"Caí no Laço"
"Meu Brasil"
1999 "Escravo Do Amor" Gian & Giovani - Ao Vivo Em Franca
"Mil Corações" (Ao Vivo)
"Dois Corações" Dois Corações
2000 "Gol do Coração"
"A Verdade Veio à Tona"
"Aperte O Play" Aperte O Play
2001 "Na Doçura dos Seus Beijos"
"Sete Dias"
"Nunca Mais Vou Esquecer"
2002 "Tatuagem" Tatuagem
"Pra Conhecer Uma Mulher"
"Taça de Pranto"
2003 "O Trem é Bão"
"Na Batida do Seu Coração" Na Batida do Seu Coração
"A Gente Não Consegue Se Amar"
2004 "Teimosia" Acústico ao Vivo
"Onde Andarás"
"Você Virou Saudade"
2005 "A Próxima Vítima"
"Peão de Vitrine" Trilha América Rodeio
2006 "Te Amo" Te Amo
"Amor Eterno"
"A Menina da Loja"
2007 "Por Que Será?"
"Dou A Cara Pra Bater" DVD Uma História De Sucesso
"Página De Amigos (part. Chitãozinho & Xororó)"
2008 "Vai Pescar Moçada"
"Entre o Beijo e a Boca"
2009 "Se É Amor" Perigo
"Arrepiou, Arrepiou"
2010 "Perigo"
"Eu Te Amo, Te Amo, Te Amo" Emoções Sertanejas
"Fonte de Desejos" (Ao Vivo) Apenas Single
2011 "Chorando Por Você" Joia Rara - Ao Vivo
"Para Tudo"
2012 "Esperanças Não Morrem Assim"
"Joia Rara"
2013 "Por Toda Vida"
2014 "Sai Dessa Vida" Apenas Single
2018 "E Se Eu Falar" Apenas Single
2019 "Destino Traçado (Fogo Com Gasolina" Apenas Single


Referências

  1. «Gian e Giovani - Dados Artísticos - Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira». Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira. Consultado em 19 de agosto de 2009 
  2. Piunti, André (10 de abril de 2012). «Vale a pena assistir: Gian e Giovani em 1988». Universo Sertanejo. Consultado em 13 de julho de 2019 
  3. «Pinócchio nos bastidores da música sertaneja sem mentiras». Consultado em 13 de julho de 2019 
  4. «Biografia de Gian e Giovani». Consultado em 13 de agosto de 2013 
  5. «A carreira de sucesso da dupla Gian & Giovani». Super Player FM. Consultado em 10 de novembro de 2018 
  6. «ÁLBUNS CERTIFICADOS - ABPD». ABPD. Consultado em 9 de maio de 2016 
  7. «Música tophits 92». Mofolândia. Consultado em 13 de julho de 2019 
  8. Lourenço, JV. «"Olha Amor" clássico sertanejo de 1992.». JVS World News. Consultado em 13 de julho de 2019 
  9. «Amigos (show)». Wikipédia, a enciclopédia livre. 4 de dezembro de 2016 
  10. http://dicionariompb.com.br/gian-e-giovani/dados-artisticos
  11. a b c «Gian e Giovani - Shows - Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira». Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira. Consultado em 12 de maio de 2013 
  12. «Folha da Região On-line -- Música: O auge de Gian & Giovani». Consultado em 29 de junho de 2017 
  13. Xavier, Nilson. «Marcas da Paixão». Teledramaturgia. Consultado em 13 de julho de 2019 
  14. Xavier, Nilson. «Marcas da Paixão com Gian & Giovani foi abertura da novela exibida pela Rede Record em 2000.». Teledramaturgia. Consultado em 13 de julho de 2019 
  15. «Gian e Giovani abrem a 46ª edição da maior festa de boiadeiros da América Latina.». Festa do Peão de Barretos | Os Independentes 
  16. «Show de abertura da Festa de Peão de Boiadeiro em Barretos, SP.». Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira. Consultado em 14 de maio de 2017 
  17. «Grammy Latino de Melhor Álbum de Música Sertaneja». Wikipédia, a enciclopédia livre. 18 de novembro de 2016 
  18. «Gian & Giovani conversam sobre novo CD e DVD "Uma História de Sucesso" no Bate-papo UOL - 21/11/2007 - UOL Música». musica.uol.com.br. Consultado em 20 de Março de 2016 
  19. «A História de Gian & Giovani». Mais Ourinhos | Muito Mais de Ourinhos pra Você!. Consultado em 20 de março de 2016 
  20. «Gian e Giovani estão preparando música inédita para os fãs». Radio Paranaiba FM. Consultado em 19 de janeiro de 2019 
  21. «Gian & Giovani lançam Reencontro em todas as plataformas digitais». Diversao.r7.com. Consultado em 19 de janeiro de 2019 
  22. «Gian & Giovani no Apple Music - ITunes». ITunes. Consultado em 19 de janeiro de 2019 
  23. «"Recordações" reúne Gian & Giovani, Paraná e Matogrosso & Mathias em Goiânia». Consultado em 7 de abril de 2019 
  24. «Dupla Gian e Giovani anuncia pausa em shows e não fará turnê em 2015». G1 - Música. Consultado em 2 de novembro de 2016 
  25. «A dupla sertaneja Gian e Giovani está de volta!». SBT - Sistema Brasileiro de Televisão. Consultado em 15 de abril de 2018 
  26. «Gian & Giovani tem retorno triunfante em Barretos». Barretão Notícias. Consultado em 7 de setembro de 2018 

Ligações externasEditar