Glenn Close

Glenn Close[2] (Greenwich, 19 de março de 1947) é uma atriz, cantora e produtora cinematográfica americana.[4]

Glenn Close
Close na estréia de Guardians of the Galaxy, em 2014.[1]
Nome completo Glenn Close[2]
Nascimento 19 de março de 1947 (74 anos)
Greenwich, Connecticut
Nacionalidade norte-americana
Ocupação Atriz
Atividade 1979–presente
Assinatura Glenn Close-signature.svg
Emmys
Melhor Atriz em Série Dramática
2008 - Damages
2009 - Damages
Melhor Atriz em Minissérie ou Telefilme
1995 - Serving in Silence: The Margarethe Cammermeyer Story
Tonys
Melhor Atriz Principal em uma Peça
1984 - The Real Thing
1992 - Death and the Maiden
Melhor Atriz em Musical
1995 - Sunset Boulevard
Globos de Ouro
Melhor Atriz em Cinema - Drama
2019 - The Wife
Melhor Atriz em Série Dramática
2008 - Damages
Melhor Atriz em Minissérie ou Telefilme
2005 - The Lion in Winter
Prémios Screen Actors Guild
Melhor Atriz Principal
2019 - The Wife
Melhor Atriz em Minissérie ou Telefilme
2005 - The Lion in Winter
Prémios National Board of Review
Melhor Atriz Coadjuvante
1982 - The World According to Garp
Prémios Critics' Choice
Melhor Atriz em Cinema
2019 - The Wife
Outros prêmios
Satellite Award de Melhor Atriz em Série de Drama
2009 - Damages
Satellite Award de Melhor Atriz em Cinema - Drama
2019 - The Wife
Prêmio Donostia do Festival de San Sebastián
2011 - Prêmio Honorário[3]
Festival Internacional de Cinema de Tóquio- Melhor Atriz
2011 - Albert Nobbs
Festival de Locarno - Melhor Atriz
2005 - Nine Lives

Citada como "uma das grandes atrizes da atualidade", pela Vanity Fair, Close recebeu vários prêmios ao longo de sua carreira, incluindo três Prêmios Emmy, três Tony Awards e três Prêmios Globo de Ouro. Ela também foi indicada oito vezes ao Oscar, detendo o recorde de mais indicações sem uma vitória por uma atriz.[5] Em 2016, foi indicada para o American Theatre Hall of Fame e, em 2019, a revista Time a nomeou uma das 100 pessoas mais influentes do mundo.[6]

Close começou sua carreira profissional no teatro em 1974 com Love for Love, na Broadway seu trabalho inclui as produções Barnum em 1980 e The Real Thing em 1983, pelo qual ela ganhou o prêmio Tony de melhor atriz principal. Sua estreia no cinema aconteceu em O Mundo Segundo Garp (1982), seguido por papéis nos filmes O Reencontro (1983) e Um Homem Fora de Série (1984); todos os três rendendo-lhe indicações para o Oscar de melhor atriz coadjuvante. Seus papéis em Atração Fatal (1987) e Ligações Perigosas (1988) lhe renderam indicações para o Oscar de melhor atriz.

Na década de 1990, ela ganhou mais dois Tony Awards por Death and the Maiden (1992) e Sunset Boulevard (1995). Pelo telefilme Servindo em Silêncio (1995) ela recebeu o Emmy de melhor atriz em minissérie ou filme para TV.[7] Nos anos seguintes Close estrelou os filme O Reverso da Fortuna (1990), 101 Dálmatas (1996)[8] e Força Aérea Um (1997), entre outros. Na televisão sua interpretação de Eleanor da Aquitânia em Bárbaros & Traidores (2003) lhe valeu um Globo de Ouro.[9] De 2007 a 2012, ela interpretou Patty Hewes na série dramática Damages, ganhando um Globo de Ouro e dois Primetime Emmy Awards.[10] Ela voltou aos palcos da Broadway em uma remontagem de 2014 de A Delicate Balance.[11] Durante este período, recebeu duas indicações para o Oscar de melhor atriz por Albert Nobbs (2011)[12] e A Esposa (2017), ganhando um terceiro Globo de Ouro por este último.[13]

CarreiraEditar

Iniciou sua carreira em 1979, trabalhando nos telefilmes Too Far to Go e Orphan Train. Estreou no Cinema em grande estilo, já sendo indicada ao Óscar de Melhor Atriz (coadjuvante/secundária) por seu primeiro papel, no filme O Mundo Segundo Garp, de 1982. Na obra de George Roy Hill, ela trabalhou ao lado de Robin Williams e Jessica Tandy. Apesar de ser apenas quatro anos mais velha que Williams, Close interpretou sua mãe.

Depois da ótima repercussão de sua estréia, Glenn Close estrelou o clássico The Big Chill (O Reencontro), de Lawrence Kasdan e conquistou sua segunda indicação ao Óscar, também como Melhor Atriz (coadjuvante/secundária).

Em 1984, Glenn Close trabalhou com Christopher Lambert no filme Greystoke . Contudo, a atriz não aparece em cena. Seu trabalho foi dublar a voz da personagem de Andie MacDowell. Foi indicada ao Oscar de Melhor Atriz (coadjuvante/secundária) pelo filme The Natural, estrelado por Robert Redford. No ano seguinte, trabalhou no suspense O Fio da Suspeita, de Richard Marquand (O Retorno de Jedi), em que divide os créditos com Jeff Bridges.

Seria em 1987 que Close atingiria o auge de sua popularidade e do sucesso de crítica, ao protagonizar cenas antológicas no filme Fatal Attraction indicado a seis Óscar, do diretor Adrian Lyne, o que lhe rendeu sua primeira indicação ao prêmio da Academia de Hollywood na categoria de Melhor Atriz. Para se consagrar definitivamente, Close assumiu o papel principal no clássico Dangerous Liaisons, de 1988, e causou reações favoráveis na crítica especializada devido à sua interpretação da Marquesa de Merteuil. O resultado foi mais uma indicação ao Óscar de Melhor Atriz que perdeu para Jodie Foster.

No drama Reversal of Fortune de 1990, Close interpreta Sunny von Bülow, uma milionária que entra em coma irreversível e é alvo do suposto interesse de seu marido em sua fortuna. O personagem de Jeremy Irons (que ganhou o Óscar de Melhor Ator por este filme) é acusado de tentar matá-la e contrata um advogado para conseguir provar sua inocência. Close também é a narradora da história.

No decorrer da década de 1990, trabalhou com diretores como Steven Spielberg (em Hook - A Volta do Capitão Gancho, de 1991) e Ron Howard (no filme O Jornal, de 1994). Também estrelou, ao lado de Meryl Streep e Winona Ryder, a super-produção A Casa dos Espíritos, de 1993.

Apenas no ano de 1996, Close esteve presente em três sucessos de público e crítica: trabalhou novamente com Stephen Frears em O Segredo de Mary Reilly; foi dirigida por Tim Burton em Marte Ataca! - dividindo a cena com Jack Nicholson -, e marcou o imaginário do público infantil com a produção da Disney 101 Dalmatians (Os 101 Dálmatas), no papel da vilanesca Cruela DeVil. Este papel lhe rendeu uma indicação ao Globo de Ouro de Melhor Atriz Comédia/Musical.

A partir daí, diminuiu seu ritmo de trabalhos em Hollywood e estrelou longas menores, como Um Canto de Esperança (1997), A Fortuna de Cookie (de Robert Altman, 1999), Coisas que Você Pode Dizer Só de Olhar Para Ela (2000), e The Stepford Wives (Mulheres Perfeitas, 2005). Viveu a advogada Patty Hewes no seriado Damages.

Filmografia (Cinema e Televisão)Editar

 
Glenn Close no Festival de Cannes em 2010.

PrêmiosEditar

CinemaEditar

Ano Filme Prêmio Resultado
1983 The World According to Garp Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante Indicado
Los Angeles Film Critics Association Award de Melhor Atriz Coadjuvante Venceu
National Board of Review de Melhor Atriz Coadjuvante Venceu
New York Film Critics Circle Award de Melhor Atriz Coadjuvante Indicado
1984 The Big Chill Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante Indicado
1985 The Natural Indicado
1986 Maxie Globo de Ouro de melhor atriz em comédia ou musical Indicado
Saturn Award de Melhor Atriz Indicado
1988 Fatal Attraction Oscar de melhor atriz Indicado
Globo de Ouro de Melhor Atriz - Drama Indicado
People's Choice Award de Atriz Favorita no Cinema Venceu
1989 Dangerous Liaisons Oscar de Melhor Atriz Indicado
BAFTA de Melhor Atriz Indicado
Chicago Film Critics Association de Melhor Atriz Indicado
1991 Hamlet David di Donatello de Melhor Atriz Estrangeira Indicado
1992 Meeting Venus Coppa Volpi de Melhor Atriz Venceu
1997 101 Dalmatians Globo de Ouro de melhor atriz em comédia ou musical Indicado
Satellite Award de Melhor Atriz (Comédia/Musical) Indicado
Saturn Award de Melhor Atriz Indicado
2001 102 Dalmatians Satellite Award de Melhor Atriz (Comédia/Musical) Indicado
2012 Albert Nobbs Oscar de Melhor Atriz Indicado
Globo de Ouro de Melhor Atriz - Drama Indicado
SAG Award de Melhor Atriz Principal Indicado
Satellite Award Melhor Atriz Indicado
Satellite Award de Melhor Roteiro Adaptado Indicado
"Lay Your Head Down"
de Albert Nobbs com Brian Byrne
Satellite Award Melhor Canção Original Venceu
2018 The Wife Gotham Award de Melhor Atriz Indicado
St. Louis Gateway Film Critics Association de Melhor Atriz Indicado
Washington D.C. Area Film Critics Association Award de Melhor Atriz Indicado
2019 Oscar de Melhor Atriz Indicado
BAFTA de Melhor Atriz Indicado
Critics' Choice Movie Award de Melhor Atriz Venceu
Globo de Ouro de Melhor Atriz - Drama Venceu
Independent Spirit Award de Melhor Atriz Venceu
SAG Award de Melhor Atriz Principal Venceu
Satellite Award de Melhor Atriz - Drama Venceu
2020
Hillbilly Elegy
"Prêmio por Atuação" no San Francisco International Film Festival Venceu
Sunset Film Circle Award de Melhor Atriz Indicado
2021 AARP Movies for Grownup Award de Melhor Atriz Coadjuvante Indicado
Critics' Choice Movie Award de Melhor Atriz Coadjuvante em Cinema Indicado
Detroit Film Critics Society Award de Melhor Atriz Coadjuvante Indicado
Framboesa de Ouro de pior atriz coadjuvante Pendente
Gold Derby Award de Melhor Atriz Coadjuvante Pendente
Globo de Ouro de Melhor Atriz Coadjuvante em Cinema Indicado
Hollywood Critics Association Award de Melhor Atriz Coadjuvante Indicado
Music City Film Critics' Association Award de Melhor Atriz Coadjuvante Indicado
Nevada Film Critics Society Award de Melhor Atriz Coadjuvante Venceu
Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante Pendente
SAG Award de Melhor Atriz Coadjuvante Indicado

TelevisãoEditar

Ano Trabalho Prêmio Resultado
1984 Something About Amelia Primetime Emmy Award de Melhor Atriz - Minissérie ou Filme Indicado
Golden Globe Award de Melhor Atriz - Minissérie ou Filme Indicado
1990 Sarah, Plain and Tall Primetime Emmy Award de Melhor Minissérie ou Filme para Televisão Indicado
Primetime Emmy Award de Melhor Atriz - Minissérie ou Filme Indicado
Golden Globe Award de Melhor Atriz - Minissérie ou Filme Indicado
1993 Skylark Primetime Emmy Award de Melhor Atriz - Minissérie ou Filme Indicado
1993 Serving in Silence:
The Margarethe Cammermeyer Story
Primetime Emmy Award de Melhor Minissérie ou Filme para Televisão Indicado
Primetime Emmy Award de Melhor Atriz - Minissérie ou Filme Venceu
Golden Globe Award de Melhor Atriz - Minissérie ou Filme Indicado
SAG Award de Melhor Atriz - Minissérie ou Filme Indicado
1997 In the Gloaming Primetime Emmy Award de Melhor Atriz - Minissérie ou Filme Indicado
SAG Award de Melhor Atriz - Minissérie ou Filme Indicado
2002 Will and Grace Primetime Emmy Award de Melhor Atriz Convidada em Série - Comédia Indicado
2004 The Lion in Winter Primetime Emmy Award de Melhor Atriz - Minissérie ou Filme Indicado
Golden Globe Award de Melhor Atriz - Minissérie ou Filme Venceu
SAG Award de Melhor Atriz - Minissérie ou Filme Venceu
2005 The Shield Primetime Emmy Award de Melhor Atriz em Série - Drama Indicado
Golden Globe Award de Melhor Atriz em Série - Drama Indicado
2007 Damages Venceu
SAG Award de Melhor Atriz em Série - Drama Indicado
2008 Primetime Emmy Award de Melhor Atriz em Série - Drama Venceu
2009 Venceu
Golden Globe Award de Melhor Atriz em Série - Drama Indicado
SAG Award de Melhor Atriz em Série - Drama Indicado
2010 Primetime Emmy Award de Melhor Atriz em Série - Drama Indicado
Golden Globe Award de Melhor Atriz em Série - Drama Indicado
SAG Award de Melhor Atriz em Série - Drama Indicado
2011 Indicado
2012 Primetime Emmy Award de Melhor Atriz em Série - Drama Indicado
Golden Globe Award de Melhor Atriz em Série - Drama Indicado

TeatroEditar

Ano Peça Prêmio Resultado
1980 Barnum Tony Award de Melhor Atriz em Musical Indicado
1984 The Real Thing Tony Award de Melhor Atriz em Peça Venceu
1992 Death and the Maiden Tony Award de Melhor Atriz em Peça Venceu
Drama Desk Award de Melhor Atriz em Peça Indicado
1995 Sunset Boulevard Tony Award de Melhor Atriz em Musical Venceu
Drama Desk Award de Melhor Atriz em Musical Venceu

Referências

  1. Peppers, Margot (12 de julho de 2013). «Want to dress like a high-powered lawyer without the hefty price tag? Glenn Close auctions off Armani and Prada power suits from her Damages wardrobe on eBay». Daily Mail. London 
  2. a b «Glenn Close». Consultado em 16 de novembro de 2018 
  3. «Donostia Awards» (em inglês). Donostia Awards. Consultado em 24 de fevereiro de 2019. Arquivado do original em 31 de março de 2019 
  4. «Glenn Close». LLC (em inglês). Hollywood.com. Consultado em 20 de Maio de 2012. Cópia arquivada em 26 de abril de 2013 
  5. Paul Sheehan (10 de fevereiro de 2021). «Glenn Close will rise to 4th place for most Oscar nominations by an actress with bid for 'Hillbilly Elegy'». Gold Derby (em ingles). Consultado em 22 de fevereiro de 2021 
  6. Time. «Glenn Close Is on the 2019 TIME 100 List». Time.com (em ingles). Consultado em 22 de fevereiro de 2021 
  7. Television Academy. «Serving In Silence: The Margarethe Cammermeyer Story». Emmys (em ingles). Consultado em 22 de fevereiro de 2021 
  8. Revista Quem (6 de outubro de 2020). «Glenn Close reencarna Cruella De Vil para evento beneficente». Globo.com. Consultado em 22 de fevereiro de 2021 
  9. Hollywood Foreign Press Assocation. «The Lion in Winter (2004)». Golden Globes (em ingles). Consultado em 22 de fevereiro de 2021 
  10. G1 (20 de julho de 2010). «Série com Glenn Close muda de canal e não é cancelada nos EUA». Globo.com. Consultado em 22 de fevereiro de 2021 
  11. Ben Brantley (20 de novembro de 2014). «Pretty Crowded for an Empty Nest». The New York Times (em ingles). Consultado em 22 de fevereiro de 2021 
  12. Exame (24 de fevereiro de 2012). «Com três indicações ao Oscar, "Albert Nobbs" chega ao cinema». Editora Abril. Consultado em 22 de fevereiro de 2021 
  13. G1 (7 de janeiro de 2019). «Glenn Close ganha Globo de Ouro de melhor atriz em filme de drama e faz apelo a mulheres: 'Precisamos seguir nossos sonhos'». Globo.com. Consultado em 22 de fevereiro de 2021 

Ligações externasEditar