Guida Vieira

sindicalista e política portuguesa

Guida Maria Vieira Martins (Madeira, 9 de fevereiro de 1950) é uma sindicalista, ativista feminista e política portuguesa.

Guida Vieira
Deputada à Assembleia Legislativa
Regional da Madeira
Período 2000
a 2004
Dados pessoais
Nome completo Guida Maria Vieira Martins
Nascimento 9 de fevereiro de 1950 (72 anos)
Madeira, Portugal
Nacionalidade portuguesa
Cônjuge Paulo Martins
Filhos Joana Martins
Partido Bloco de Esquerda
União Democrática Popular
Profissão bordadeira
Ocupação política, sindicalista, ativista feminista

PercursoEditar

Foi presidente do Sindicato das Bordadeiras da Madeira, dirigente e fundadora da União dos Sindicatos do Arquipélago da Madeira (USAM) e membro fundador e dirigente da associação feminista UMAR.

Na sua atividade sindical, fundou o Departamento de Mulheres da USAM e a Comissão Nacional de Mulheres da Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses, hoje Comissão da Igualdade.

Foi militante da União Democrática Popular e é hoje do Bloco de Esquerda, partido resultante da fusão da UDP com outros partidos de esquerda.

Foi deputada na Assembleia Municipal do Funchal entre 2013 e 2017, eleita pela Coligação Mudança, pela qual concorreu por indicação do BE.[1] Desde 2017, é deputada na Assembleia de Freguesia de São Martinho, no Funchal, tendo sido eleita pela Coligação Confiança, sucedânea da anterior e onde foi igualmente representante do BE.[2] É ainda conselheira municipal para a igualdade de género no Funchal desde março de 2014.[3][4]

Foi casada com Paulo Martins, falecido em 2014, companheiro de partido na UDP e no BE e deputado regional durante quase três décadas, de quem tem uma filha.[5][6][7]

Referências

  1. «Mapa Oficial nº 1-A/2013 da CNE» (PDF). Mapa oficial de resultados das eleições. Comissão Nacional de Eleições. 13 de dezembro de 2013. Consultado em 12 de fevereiro de 2020 
  2. «Mapa Oficial nº 1-A/2017 da CNE» (PDF). Mapa oficial de resultados das eleições. Comissão Nacional de Eleições. 30 de novembro de 2017. Consultado em 12 de fevereiro de 2020 
  3. Silva, Miguel (20 de março de 2014). «Guida Vieira é 'conselheira da igualdade' no Funchal». Diário de Notícias da Madeira. Consultado em 12 de fevereiro de 2020 
  4. Correia, Henrique (8 de março de 2019). «Cafôfo diz que ainda vivemos numa sociedade onde existe discriminação, violência e medo». Funchal Notícias. Consultado em 12 de fevereiro de 2020 
  5. Martins, Rosário (25 de fevereiro de 2015). «Guida Vieira olha com mágoa sindicalismo que não muda». Funchal Notícias. Consultado em 2 de setembro de 2018 
  6. «Resenha Biográfica de Guida Vieira» (PDF). Município do Funchal. Consultado em 2 de setembro de 2018 
  7. Correia, Henrique (8 de março de 2017). «Até a precariedade já é encarada como natural e a luta é vista como uma coisa de gente velha». Funchal Notícias. Consultado em 2 de setembro de 2018