Guilherme, Duque na Baviera

diplomata alemão

Guilherme, Duque na Baviera[1] (em alemão: Wilhelm, Herzog in Bayern; 10 de novembro de 1752 -  8 de janeiro de 1837) foi conde palatino de Birkenfeld-Gelnhausen entre 1789 e 1799 e primeiro Duque na Baviera entre 16 de Fevereiro de 1799 e a sua morte em 1837. Entre 17 de Dezembro de 1803 e 20 de Março de 1806, Guilherme foi Duque de Berg. Guilherme era bisavô da imperatriz Isabel da Áustria (Sissi) através do seu filho, o duque Pio Augusto na Baviera.

Guilherme
Duque na Baviera
Duque Guilherme na Baviera
Cônjuge Maria Ana do Palatinado-Zweibrücken
Descendência Maria Isabel na Baviera
Pio Augusto na Baviera
Casa Wittelsbach
Nome completo Wilhelm, Herzog in Bayern
Nascimento 10 de novembro de 1752
  Gelnhausen, Palatinado-Birkenfeld-Gelnhausen
Morte 8 de janeiro de 1837 (84 anos)
  Landshut, Baviera
Pai João do Palatinado-Gelnhausen
Mãe Sofia Carlota de Salm-Dhaun

Primeiros anosEditar

Guilherme nasceu a 10 de novembro de 1752 em Gelnhausen, filho do Conde palatino João, Duque de Gelnhausen e da sua esposa, a marquesa Sofia Carlota de Salm-Dhaun. Em 1778, Guilherme tornou-se membro honorário da Academia de Ciências e Humanidades da Baviera. [1]

Casamento e descendênciaEditar

Guilherme casou-se com a condessaMaria Ana do Palatinado-Zweibrücken-Birkenfeld, irmã do primeiro rei da Baviera, Maximiliano I, e filha de Frederico Miguel, Conde Palatino de Zweibrücken e da sua esposa, a condessa Maria Francisca de Sulzbach, a 30 de janeiro de 1780 em Mannheim. Guilherme e Maria Ana tiveram três filhos:

  1. Filho sem nome (nascido e morto a 6 de maio de 1782
  2. Maria Isabel da Baviera (5 de maio de 17841 de junho de 1849) casada com o marechal francês Louis Alexandre Berthier, 1º duque de Wagram; com descendência.
  3. Pio Augusto na Baviera (1 de agosto de 17863 de agosto de 1837), casado com a princesa Amélia Luísa de Arenberg; com descendência.

Duque na BavieraEditar

A 16 de fevereiro de 1799, o chefe da Casa de Wittelsbach Carlos Teodoro, Príncipe-Eleitor da Baviera morreu. Na altura existiam dois ramos da família Wittelsbach: Zweibrücken (cujo chefe era o duque Maximiliano José) e Birkenfeld (cujo chefe era Guilherme). Maximiliano José herdou o título que tinha pertencido a Carlos Teodoroː príncipe-eleitor da Baviera, enquanto que Guilherme foi compensado com o título de Duque na Baviera. A forma de duque na Baviera porque, na lei de primogenitura de 1506 estabelecia que, na Casa de Wittelsbach só poderia existir um duque da Baviera de cada vez.

MorteEditar

Guilherme foi enterrado na cripta da fam̟ília dos duques na Baviera, na Abadia de Tegernsee.

GenealogiaEditar

Os antepassados de Guilherme na Baviera em três gerações
Guilherme na Baviera Pai:
João, Conde Palatino de Gelnhausen
Avô paterno:
João Carlos do Palatinado-Gelnhausen
Bisavô paterno:
Cristiano I do Palatinado-Birkenfeld-Bischweiler
Bisavó paterna:
Madalena Catarina do Palatinado-Zweibrücken
Avó paterna:
Esther Maria von Witzleben
Bisavô paterno:
Jorge Frederico de Witzleben
Bisavó paterna:
Maria Madalena de Hanstein
Mãe:
Sofia Carlota de Salm-Dhaun
Avô materno:
Carlos, Marquês de Salm-Dhaun
Bisavô materno:
João Filipe II, Marquês de Salm-Dhaun
Bisavó materna:
Ana Catarina de Nassau-Ottweiler
Avó materna:
Luísa de Nassau-Ottweiler
Bisavô materno:
Frederico Luís, Conde de Nassau-Ottweiler
Bisavó materna:
Cristina de Ahlefeldt

Títulos, formas de tratamento, honras e brasão de armasEditar

Títulos e formas de tratamentoEditar

  • 10 de Novembro de 1752 – 31 de Março de 1789: Conde Palatino Guilherme de Birkenfeld-Gelnhausen
  • 31 de Março de 1789 – 16 de Fevereiro de 1799: O Conde Palatino de Birkenfeld-Gelnhausen
  • 16 de Fevereiro de 1799 – 8 de Janeiro de 1837: Sua Alteza Real, o duque na Baviera

ReferencesEditar

  1. a b Bavarian Academy of Sciences and Humanities. «Ehrenmitglieder». Bayerische Akademie der Wissenschaften. Consultado em 6 de julho de 2009