Abrir menu principal
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde maio de 2015). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes está sujeito a remoção.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou seção está a ser traduzido. Ajude e colabore com a tradução.
Não deve ser confundido com Maximiliano I, Eleitor da Baviera (1573-1641), dito "o Grande", príncipe-eleitor da Baviera.
Maximiliano I José
Eleitor da Baviera
Reinado 16 de fevereiro de 1799
a 1 de janeiro de 1806
Antecessor(a) Carlos Teodoro
Rei da Baviera
Reinado 1 de janeiro de 1806
a 13 de outubro de 1825
Sucessor Luís I
 
Esposas Augusta Guilhermina de Hesse-Darmstadt
Carolina de Baden
Descendência Luís I da Baviera
Augusta da Baviera
Carolina Augusta da Baviera
Carlos Teodoro da Baviera
Carlos Frederico da Baviera
Isabel Luísa da Baviera
Amélia Augusta da Baviera
Sofia da Baviera
Maria Ana da Baviera
Luísa Guilhermina da Baviera
Maximiliana da Baviera
Casa Wittelsbach
Nome completo
Maximiliano Maria Miguel João Batista Francisco de Paula José Gaspar Inácio Nepomuceno
Nascimento 27 de maio de 1756
  Schwetzingen, Baden, Sacro Império Romano-Germânico
Morte 13 de outubro de 1825 (69 anos)
  Munique, Baviera
Enterro Theatinerkirche, Munique, Alemanha
Pai Frederico Miguel, Conde Palatino de Zweibrücken
Mãe Maria Francisca de Sulzbach
Religião Catolicismo

Maximiliano I José (em alemão: Maximilian Maria Michael Johann Baptist Franz de Paula Joseph Kaspar Ignatius Nepomuk ou apenas Maximilian Joseph ; Schwetzingen, 27 de maio de 1756Munique, 13 de outubro de 1825) foi o Duque de Zweibrücken de 1795 a 1799, Eleitor da Baviera como Maximiliano IV José de 1799 a 1806, quando elevou seu eleitorado para reino, continuando a reinar como Rei da Baviera até sua morte. Era o filho mais novo de Frederico Miguel, Conde Palatino de Zweibrücken, e sua esposa Maria Francisca de Sulzbach.

Educado por seu tio, o duque Carlos IV de Zweibrücken, serviu em 1777, como Coronel no exército francês e rapidamente foi promovido a Major-General. Entre 1782 e 1789 esteve servindo na cidade de Estrasburgo, na França, mas quanto explodiu a Revolução Francesa, trocou os serviços do exército francês pelos do austríaco, fazendo parte das Guerras Revolucionárias.

Em 30 de setembro de 1785, em Darmstadt, casou-se com Maria Guilhermina de Hesse-Darmstadt, com quem teve 5 filhos, entre eles, seu sucessor Luís I e a princesa Augusta Amélia, Duquesa de Leuchtenberg.

Em 1 de abril de 1795 sucedeu seu irmão Carlos como Duque de Zweibrücken e em 16 de fevereiro de 1799 como Eleitor da Baviera e Conde Palatino do Reno, devido à extinção da dinastia Sulzbach, com a morte do eleitor Carlos Teodoro. Sua simpatia com a República Francesa foi uma das características de seu governo neste período. Durante o seu governo como Eleitor da Baviera e Conde Palatino do Reno realizou em seus domínios muitas das transformações que estavam acontecendo na França, devido à influência de seu ministro, o conde Max Josef von Montgelas.

Pelo Tratado de Pressburg, assinado em 26 de dezembro de 1805, tornou-se o primeiro rei da Baviera. Foi o maior aliado de Napoleão Bonaparte na Confederação Germânica. Apoiou Napoleão, mas sempre manteve a integridade de seu reino, durante os vários tratados que se sucederam ao fim do poder de Napoleão.

Durante o Congresso de Viena, conseguiu manter a integridade de seu reino, mesmo diante das investidas do príncipe austríaco Metternich, conseguindo manter a união dos seus territórios apesar da heterogeneidade destes. Toda esta política de Maximiliano estava baseada na Constituição Liberal que ele outorgou ao seus súbditos em 26 de maio de 1818.

Maximiliano faleceu no Palácio Nymphenburg, próximo de Munique, em 13 de outubro de 1825 sendo sucedido pelo seu filho primogênito, Luís I da Baviera.

DescendênciaEditar

Do seu primeiro casamento em 1785 com Augusta Guilhermina de Hesse-Darmstadt (morreu em 1796) teve cinco filhos.

Nome Foto Nascimento Falecimento Notas
Luís I da Baviera   1786 1868 Casado com Teresa de Saxe-Hildburghausen, com descendência.
Augusta   1788 1851 Casada com o príncipe Eugênio de Beauharnais, com descendência.
Amélia 1790 1794 Morta na infância.
Carolina Augusta   1792 1873 Casada em primeiras núpcias com Guilherme de Württemberg e, em segundas núpcias, com Francisco I da Áustria, sem descendência.
Carlos Teodoro   1795 1875 Casado em primeiras núpcias com Maria Ana Sofia de Pétin, com descendência, e em segundas núpcias com Henriette Schoeller, sem descendência.

Em 1797, casou-se com Carolina de Baden (morreu em 1841) e teve oito filhos

Nome Foto Nascimento Falecimento Notas
um filho natimorto 1799
Maximiliano 1800 1803 Morto na infância.
Isabel Luísa   1801 1873 Casada com Frederico Guilherme IV da Prússia, sem descendência.
Amélia Augusta   1801 1877 Casada com João I da Saxónia, com descendência.
Maria Ana   1805 1877 Casada com Frederico Augusto II da Saxônia, sem descendência.
Sofia Frederica   1805 1872 Casada com o arquiduque Francisco Carlos da Áustria. Foi mãe do imperador Francisco José I da Áustria e do imperador Maximiliano do México.
Luísa Guilhermina   1808 1892 Casada com Maximiliano, duque na Baviera. Foi a mãe da imperatriz Isabel da Áustria (Sissi).
Maximiliana Josefa 1810 1821 Morta na infância.


Maximiliano I José da Baviera
Casa de Wittelsbach
( Ramo Palatino, linhagem de Zweibrücken-Birkenfeld )
Nascimento: 27 de maio 1756 Morte: 13 de outubro 1825
Precedido por:
Carlos II Augusto
 
Duque de Zweibrücken

1795–1801
Abolido
Precedido por:
Carlos Teodoro
Eleitor da Baviera
Eleitor Palatino

1799–1806
Duque de Berg
1799–1806
Sucedido por:
Joaquim Murat
Novo título  
Rei da Baviera

1806–1825
Sucedido por:
Luís I
Precedido por:
Napoleão
Duque de Salzburgo
1810–1816
Sucedido por:
Francisco I