Habiba Ghribi
campeã olímpica
Atletismo
Modalidade 3000 metros com obstáculos
Nascimento 9 de abril de 1984 (35 anos)
Kairouan, Tunísia
Nacionalidade Tunísia tunisina
Compleição Peso: 57 kg Altura: 1,68 m
Medalhas
Jogos Olímpicos
Ouro Londres 2012 3000 m c/ obstáculos
Campeonatos Mundiais
Ouro Daegu 2011 3000 m c/ obstáculos
Prata Pequim 2015 3000 m c/ obstáculos

Habiba Ghribi (Kairouan, 9 de abril de 1984) é uma meio-fundista, campeã olímpica e mundial tunisina especializada nos 3000 metros com obstáculos.

Começou a carreira no cross-country e em corridas de 5000 m mas conseguiu maior sucesso internacional após mudar para os obstáculos, com a inclusão desta modalidade para as mulheres no Campeonato Mundial de Atletismo e nos Jogos Olímpicos. Conquistou sua primeira medalha de prata no Campeonato Africano de Atletismo de 2006.[1]

Competiu em Pequim 2008, a primeira vez que os 3000 m c/ obstáculos feminino foi disputado em Olimpíadas, e ficou em 13º lugar na final.[2] Fez sua segunda aparição num evento global no Mundial de Berlim 2009, quando abaixou sua marca pessoal para 9:12.52 e ficou em sexto lugar.[3] Em Daegu 2011 teve seu maior resultado até então na carreira com a medalha de prata no mundial. No ano seguinte, nos Jogos de Londres 2012, chegou em segundo lugar na prova, conquistando a primeira medalha olímpica feminina da Tunísia e o então melhor tempo pessoal e recorde nacional de 9:08.37.[4] Porém, com a desclassificação por doping da vencedora em Londres, Yuliya Zaripova, da Rússia, após os novos exames dotados de tecnologia mais moderna feitos nas amostras guardadas de Londres e refeitos em 2016, Ghribi herdou a medalha de ouro olímpica e a recebeu numa cerimônia em 4 de junho de 2016, na Tunísia.[5] Na mesma ocasião, recebeu também a medalha de ouro da prova do Campeonato Mundial de Atletismo de Daegu de 2011, também confiscada da atleta russa.[6]

Ghribi foi novamente vice-campeã mundial da prova em Pequim 2015[7] e no mesmo ano conseguiu a sua melhor marca pessoal de 9:05.36 em Bruxelas, Bélgica, na última prova da Diamond League, recorde nacional, recorde africano e quarta melhor marca do mundo para a distância.[8]

Em seus segundos Jogos Olímpicos, na Rio 2016, ficou apenas em 12º lugar, com o tempo de 9:28.75.[9]

Ver tambémEditar

Referências

  1. «3000m steeple Women Final ; Official result». cocam2006. Consultado em 11 de setembro de 2015 
  2. «3000 Metres Steeplechase - women». IAAF. Consultado em 11 de setembro de 2015 
  3. «Women 3000m Steeplechase Athletics World Championship 2009 Berlin». todor66. Consultado em 11 de setembro de 2015 
  4. «3000 METRES STEEPLECHASE WOMEN». IAAF. Consultado em 11 de setembro de 2015 
  5. Butler, Mark (12 de julho de 2016). «Rio 2016 Olympic Games Athletics Statistics Handbook». IAAF. Consultado em 13 de julho de 2016 
  6. «Tunisian 3000m steeplechase competitor Habiba Ghribi». AFP/Getty. Consultado em 13 de julho de 2016 
  7. «Habiba Ghribi médaillée d'argent à Pékin». Tunisie Sports. Consultado em 11 de setembro de 2015 
  8. «Diamond League». diamondleague.com. Diamond League - IAAF 
  9. «3000 METRES STEEPLECHASE WOMEN THE XXXI OLYMPIC GAMES». IAAF. Consultado em 29 de agosto de 2016