Abrir menu principal

Campeonato Mundial de Atletismo de 2009

(Redirecionado de Berlim 2009)
12° Campeonato Mundial de Atletismo
Leichtathletik-Weltmeisterschaften 2009

Berlim 2009
2009 World Championships in Athletics logo.svg.png
Dados
Países participantes 202
Entidade responsável IAAF e Deutscher Leichtathletik-Verband
Sede Alemanha Berlim, Alemanha
Primeira edição Helsinque 1983
Atletas 2101
Eventos 47
Duração 15 a 23 de agosto de 2009
Abertura oficial Presidente Horst Köhler
Estádio principal Olympiastadion Berlin
Site oficial IAAF – Berlin 2009
◄◄ Osaka 2007 {{{evento}}} Daegu 2011 ►►

Campeonato Mundial de Atletismo de 2009 foi a 12ª edição do campeonato mundial do esporte, realizada em Berlim, na Alemanha, entre 15 e 23 de agosto, com organização da Associação Internacional de Federações de Atletismo e da Associação Alemã de Federações de Atletismo (Deutscher Leichtathletik-Verband). A capital alemã foi escolhida como sede do evento cinco anos antes, no congresso da IAAF, derrotando outras sete cidades postulantes: Split, Valência, Brisbane, Bruxelas, Nova Delhi, Casablanca e Daegu.[1] O evento teve a participação de 2101 atletas representando 202 nações, que competiram em 47 modalidades esportivas.

Disputado em quase toda sua totalidade no Estádio Olímpico de Berlim (Olympiastadion Berlin) completamente modernizado, apenas com a largada e chegada da marcha atlética e da maratona no simbólico Portão de Brandeburgo, a grande atração do evento em popularidade e nível técnico foi o velocista jamaicano Usain Bolt, que quebrou novamente os dois recordes mundiais que havia estabelecido nos Jogos Olímpicos do ano anterior em Pequim 2008. A também velocista jamaicana Shelly-Ann Fraser conquistou ali as duas primeiras das sete medalhas de ouro que ganharia em campeonatos mundiais. Outra das grandes estrelas do Mundial eleita pelos jornalistas foi o mascote "Berlino", um urso antropomórfico notado por sua hiperatividade no estádio; suas comemorações junto com Bolt, ajoelhados em contrição pelas vitórias e fazendo a pose do raio, rodaram o mundo.[2][3] No total, três recordes mundiais e seis recordes do campeonato foram quebrados. Dois atletas foram suspensos e um banido do esporte por testarem positivo no mais abrangente programa de antidopagem já utilizado pela IAAF, com a coleta de mais de mil amostras de sangue e urina e estocagem destas amostras para o futuro, quando novas técnicas poderão descobrir estimulantes ainda não detectados na época.[4]

LocalEditar

O centro das competições foi o Estádio Olímpico, o Olympiastadion Berlin, com seus 74.800 lugares, construído inicialmente para os Jogos Olímpicos de Berlim em 1936, na Era Nazista, que recebeu uma modernização completa ao custo de €242 milhões de euros para a Copa do Mundo de 2006 que teve a final disputada ali.[5] Equipado com o mais moderno sistema tecnológico de som e iluminação artificial, sua pista azul de corrida feita com um material composto de borracha porosa permitia velocidades extremamente rápidas combinado com a melhor tração para os atletas.

 
Visão do Estádio Olímpico durante o campeonato com sua pista de atletismo azul.

OrganizaçãoEditar

Organizado pela IAAF, pela Associação Alemã de Atletismo e pela prefeitura de Berlim, o evento teve a supervisão e coordenação-geral operacional feita pelo Comitê Organizador de Berlim 2009 GmbH, sociedade comercial criada em 2005 especialmente para o evento.[6] Com um orçamento de €49,8 milhões de euros, ele cobria passagens e hospedagens para os atletas.[7] Nove mil quartos de hotel foram reservados na cidade exclusivamente para o campeonato, com os organizadores acreditando que a reserva integral do Hotel Estrel (950 quartos) e do Hotel Berlin (650 quartos) pudesse criar um ambiente de "Vila Olímpica" para os atletas.[8] Cerca de 400 mil ingressos foram vendidos – e cada um deles dava direito a usar o transporte público de graça – proporcionando um retorno de €17 milhões de euros além de €7 milhões em investimentos de marketing. A presença de turistas e atletas na cidade trouxe para Berlim um movimento de €120 milhões de euros, o que fez a prefeitura se candidatar a sede de eventos de atletismo futuros.[9]

Um moeda comemorativa no valor de €10 euros foi cunhada especialmente para a ocasião pelo governo e o nome do urso mascote, "Belino", foi escolhido por votação popular. Como parte do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, 47 árvores, uma para cada modalidade disputada, forma plantadas na "Avenida dos Campeões", no centro de Berlim. Os direitos de televisionamento foram vendidos para 213 países, recorde neste tipo de evento,[10] e mais de 3500 jornalistas de todo mundo estiveram presentes às competições. De maneira a ter uma maior interação com o público, uma corrida de 10 km foi programada para acontecer em parte do percurso do maratona, passando pelos pontos mais históricos da capital, aberta ao público em geral e que contou com 10 mil participantes.[11]

Pelo lado simbólico e histórico, o Comitê Organizador organizou um encontro público entre as famílias de Jesse Owens e Luz Long. Em Berlim 1936, nas Olimpíadas realizadas naquele mesmo estádio numa nação dominada pelo nazismo, que tinha no racismo e na supremacia da raça ariana um de seus pontos ideológicos mais fortes, a amizade e companheirismo demonstrada pelo alemão Long – hexacampeão alemão do salto em distância e favorito ao ouro – a seu rival Owens, um negro americano, que o derrotou na prova com a ajuda de seus conselhos técnicos, é considerado um dos grandes momentos de esportividade e fairplay mundiais.[12]

PrêmiosEditar

O Comitê Organizador ofereceu um prêmio de US$100.000 dólares para o atleta que estabelecesse um novo recorde mundial. Os premiados foram (duas vezes) Usain Bolt (100 m e 200 m ) e a polonesa Anita Włodarczyk (lançamento do martelo). Além disto, os seguintes prêmios por vitórias individuais e por equipes foram oferecidos:[13]

Eventos individuais
  – $60.000
  – $30.000
  – $20.000
4° lugar: $15.000
5º lugar: $10.000
6° lugar: $6.000
7º lugar: $5.000
8° lugar: $4.000
Eventos por equipe
  – $80.000
  – $40.000
  – $20.000
4° lugar: $16.000
5º lugar: $12.000
6° lugar: $8.000
7º lugar: $6.000
8° lugar: $4.000

RecordesEditar

Recorde
Modalidade
Atleta
País
Marca
Anterior
 
100 m rasos
Usain Bolt
 
9.58
9.69 (2008)
 
200 m rasos
Usain Bolt
 
19.19
19.30 (2008)
 
lançamento do martelo
Anita Wlodarczyk
 
77,96 m
77,80 m (2006)
 
10 000 m
Kenenisa Bekele
 
26:46.3
26:49.5 – Paris 2003
 
maratona
Abel Kirui
 
2:06:54
2:08:31 – Paris 2003
 
3 000 m c/ obstáculos
Ezekiel Kemboi
 
8:00.43
8:04.16 – Gotemburgo 1995
 
revezamento 4x100 m masculino
Jamaica
 
37.31
37.40 – Stuttgart 1993
 
400 m c/ barreiras
Melaine Walker
 
52.42
52.61 – Gotemburgo 1995
 
lançamento do martelo
Betty Heidler (*)
 
75,27 m
75.20 – Sevilha 1999

(*) - A alemã Betty Heidler quebrou o antigo recorde do Campeonato Mundial nas eliminatórias com um lançamento de 75,27 m. Seu recorde durou apenas 48 horas, sendo superado na final pela polonesa Anita Wlodarczyk, que, com a marca de 77,96 m, quebrou não apenas o recorde do campeonato como o recorde mundial. Detentora do recorde do campeonato por dois dias, Heidler faria um lançamento mais longo na final – 77,12 m – suficiente para a medalha de prata e o novo recorde alemão.

Quadro de MedalhasEditar

Posição País Ouro Prata Bronze Total
1   Estados Unidos 10 6 6 22
2   Jamaica 7 4 2 13
3   Quênia 4 5 2 11
4   Rússia 4 3 6 13
5   Polônia 2 4 2 8
6   Alemanha 2 3 4 9
7   Etiópia 2 2 4 8
8   Grã-Bretanha 2 2 2 6
9   África do Sul 2 1 3
10   Austrália 2 2 4
11   Bahrein 2 1 3
12   Cuba 1 4 1 6
13   China 1 1 2 4
14   Noruega 1 1 2
15   Espanha 1 1 2
16   Barbados 1 1
  Croácia 1 1
  Eslovênia 1 1
  Nova Zelândia 1 1
20   França 1 2 3
  Trinidad e Tobago 1 2 3
22   Bahamas 1 1 2
  Japão 1 1 2
24   Canadá 1 1
  Chipre 1 1
  República Tcheca 1 1
  Eritreia 1 1
  Irlanda 1 1
  Panamá 1 1
  Portugal 1 1
  Porto Rico 1 1
32   Estônia 1 1
  México 1 1
  Qatar 1 1
  Romênia 1 1
  Eslováquia 1 1
  Turquia 1 1

MedalhistasEditar

 
"Berlino", o mascote do Mundial.
 
Portão de Brandemburgo, local de largada e chegada das provas de rua.
 
Usain Bolt, a grande estrela do evento.
 
O francês Renaud Lavillenie, futuro campeão olímpico e recordista mundial do salto com vara, medalha de bronze em Berlim.
 
Kenenisa Bekele (17), campeão dos 5 000 e 10 000 metros, com o compatriota Imane Merga.
 
Anita Włodarczyk, campeã e recordista mundial do lançamento do martelo em Berlim.
 
Shelly-Ann Fraser e Kerron Stewart comemoram ouro e prata nos 100 m rasos.
 
As polonesas Anna Rogowska e Monika Pyrek campeãs do salto com vara.


MasculinoEditar

Evento Ouro Prata Bronze
100 m
detalhes
Usain Bolt
  Jamaica
9.58   Tyson Gay
  Estados Unidos
9.71 Asafa Powell
  Jamaica
9.84
200 m
detalhes
Usain Bolt
  Jamaica
19.19   Alonso Edward
  Panamá
19.81 Wallace Spearmon
  Estados Unidos
19.85
400 m
detalhes
LaShawn Merritt
  Estados Unidos
44.06 Jeremy Wariner
  Estados Unidos
44.60 Renny Quow
  Trinidad e Tobago
45.02
800 m
detalhes
Mbulaeni Mulaudzi
  África do Sul
1:45.29 Alfred Yego
  Quênia
1:45.35 Yusuf Kamel
  Bahrein
1:45.35
1500 m
detalhes
Yusuf Kamel
  Bahrein
3:35.93 Deresse Mekonnen
  Etiópia
3:36.01 Bernard Lagat
  Estados Unidos
3:36.20
5000 m
detalhes
Kenenisa Bekele
  Etiópia
13:17.0 Bernard Lagat
  Estados Unidos
13:17.3 James C'Kurui
  Catar
13:17.7
10000 m
detalhes
Kenenisa Bekele
  Etiópia
26:46.3   Zersenay Tadese
  Eritreia
26:50.1 Moses Masai
  Quênia
26:57.3
Maratona
detalhes
Abel Kirui
  Quênia
2:06:54   Emmanuel Mutai
  Quênia
2:07:48 Tsegay Kebede
  Etiópia
2:08:35
Marcha 20 km
detalhes
Valeriy Borchin
  Rússia
1:18:41 Wang Hao
  China
1:19:06 Eder Sánchez
  México
1:19:22
Marcha 50 km
detalhes
Sergey Kirdyapkin
  Rússia
3:38:35 Trond Nymark
  Noruega
3:41:16 Jesús Ángel García
  Espanha
3:41:37
110 m c/ barreiras
detalhes
Ryan Brathwaite
  Barbados
13:14 Terrence Trammell
  Estados Unidos
13:15 David Payne
  Estados Unidos
13:15
400 m c/ barreiras
detalhes
Kerron Clement
  Estados Unidos
47.91 Javier Culson
  Porto Rico
48.09 Bershawn Jackson
  Estados Unidos
48.23
3000 m c/ obstáculos
detalhes
Ezekiel Kemboi
  Quênia
8:00:43   Richard Kipkemboi
  Quênia
8:00:89 Bouabdellah Tahri
  França
8:01:18
4x100 m
detalhes
  Jamaica
Steve Mullings
Michael Frater
Usain Bolt
Asafa Powell
37.31     Trinidad e Tobago
Darrel Brown
Marc Burns
Emmanuel Callander
Richard Thompson
37.62   Grã-Bretanha
Simeon Williamson
Tyrone Edgar
Marlon Devonish
Harry Aikines-Aryeetey
38:02
4x400 m
detalhes
  Estados Unidos
Angelo Taylor
Jeremy Wariner
Kerron Clement
LaShawn Merritt
2:57.86   Grã-Bretanha
Conrad Williams
Michael Bingham
Robert Tobin
Martyn Rooney
3:00.53   Austrália
John Steffensen
Ben Offereins
Tristan Thomas
Sean Wroe
3:00.90
Salto com vara
detalhes
Steven Hooker
  Austrália
5,90 m Romain Mesnil
  França
5,85 m Renaud Lavillenie
  França
5,80 m
Salto em distância
detalhes
Dwight Phillips
  Estados Unidos
8,54 m Godfrey Mokoena
  África do Sul
8,47 m Mitchell Watt
  Austrália
8,37 m
Salto triplo
detalhes
Phillips Idowu
  Reino Unido
17,73 m Nelson Évora
  Portugal
17,55 m Alexis Copello
  Cuba
17,36 m
Salto em altura (*)
detalhes
Yaroslav Rybakov
  Rússia
2,32 m Kyriakos Ioannou
  Chipre
2,32 m Sylwester Bednarek
  Polônia
Raul Spank
  Alemanha
2,32 m
Arremesso de peso
detalhes
Christian Cantwell
  Estados Unidos
22,03 m Tomasz Majewski
  Polónia
21,91 m Ralf Bartels
  Alemanha
21,37 m
Lançamento de disco
detalhes
Robert Harting
  Alemanha
69,43 m Piotr Malachowski
  Polónia
69,15 m Gerd Kanter
  Estónia
66,88 m
Lançamento de martelo
detalhes
Primož Kozmus
  Eslovênia
80,84 m Szymon Ziólkowski
  Polónia
79,30 m Aleksey Zagornyi
  Rússia
78,09 m
Lançamento de dardo
detalhes
Andreas Thorkildsen
  Noruega
89,59 m Guillermo Martínez
  Cuba
86,41 m Yukifumi Murakami
  Japão
82,97 m
Decatlo
detalhes
Trey Hardee
  Estados Unidos
8790 pts Leonel Suárez
  Cuba
8640 pts Aleksandr Pogorelov
  Rússia
8528 pts

(*) - Todos os medalhistas do salto em altura saltaram a mesma marca. A colocação foi definida pelo número menor de saltos para atingi-la, incluindo as tentativas em alturas inferiores. Bednarek e Spank tiveram exatamente o mesmo resultado e dividiram a medalha de bronze.

FemininoEditar

Evento Ouro Prata Bronze
100 m
detalhes
Shelly-Ann Fraser
  Jamaica
10.73 Kerron Stewart
  Jamaica
10.75 Carmelita Jeter
  Estados Unidos
10.90
200 m
detalhes
Allyson Felix
  Estados Unidos
22.02 Veronica Campbell-Brown
  Jamaica
22.35 Debbie Ferguson-McKenzie
  Bahamas
22.41
400 m
detalhes
Sanya Richards
  Estados Unidos
49.00 Shericka Williams
  Jamaica
49.32 Antonina Krivoshapka
  Rússia
49.71
800 m
detalhes
Caster Semenya
  África do Sul
1:55.45 Janeth Busienei
  Quênia
1:57.90 Jennifer Meadows
  Reino Unido
1:57.93
1500 m
detalhes
Maryam Yusuf Jamal
  Bahrein
4:03.74 Lisa Dobriskey
  Grã-Bretanha
4:03.75 Shannon Rowbury
  Estados Unidos
4:04.18
5000 m
detalhes
Vivian Cheruiyot
  Quênia
14:57.9 Sylvia Jebiwott Kibet
  Quênia
14:58.3 Meseret Defar
  Etiópia
14:58.4
10000 m
detalhes
Linet Masai
  Quênia
30:51.2 Meselech Melkamu
  Etiópia
30:51.3 Wude Ayalew
  Etiópia
30:51.9
Maratona
detalhes
Xue Bai
  China
2:25:15 Yoshimi Ozaki
  Japão
2:25:25 Aselefech Mergia
  Etiópia
2:25:32
Marcha 20 km
detalhes
Olga Kaniskina
  Rússia
1:28:09 Olive Loughnane
  Irlanda
1:28:58 Liu Hong
  China
1:29:10
100 m c/ barreiras
detalhes
Brigitte Foster-Hylton
  Jamaica
12.51 Priscilla Lopes-Schliep
  Canadá
12.54 Delloreen Ennis-London
  Jamaica
12.55
400 m c/ barreiras
detalhes
Melaine Walker
  Jamaica
52.42   Lashinda Demus
  Estados Unidos
52.96 Josanne Lucas
  Trinidad e Tobago
53.20
3000 m c/ obstáculos
detalhes
Marta Domínguez
  Espanha
9:07.32 Yuliya Zarudneva
  Rússia
9:08.39 Milcah Cheywa
  Quênia
9:08.57
4x100 m
detalhes
  Jamaica
Simone Facey
Shelly-Ann Fraser
Aleen Bailey
Kerron Stewart
42.06   Bahamas
Sheniqua Ferguson
Chandra Sturrup
Christine Amertil
Debbie Ferguson-McKenzie
42:29   Alemanha
Marion Wagner
Anne Möllinger
Cathleen Tschirch
Verena Sailer
42.87
4x400 m
detalhes
  Estados Unidos
Debbie Dunn
Allyson Felix
Lashinda Demus
Sanya Richards
3:17.83   Jamaica
Rosemarie Whyte
Novlene Williams-Mills
Shereefa Lloyd
Shericka Williams
3:21.15   Rússia
Anastasiya Kapachinskaya
Tatyana Firova
Lyudmila Litvinova
Antonina Krivoshapka
3:21.64
Salto com vara (*)
detalhes
Anna Rogowska
  Polônia
4,75 m Monika Pyrek
  Polônia
Chelsea Johnson
  Estados Unidos
4,65 m Nenhuma
Salto em distância
detalhes
Brittney Reese
  Estados Unidos
7,10 m Tatyana Lebedeva
  Rússia
6,97 m Karin Mey Melis
  Turquia
6,80 m
Salto triplo
detalhes
Yargeris Savigne
  Cuba
14,95 m Mabel Gay
  Cuba
14,61 m Anna Pyatykh
  Rússia
14,58 m
Salto em altura
detalhes
Blanka Vlašic
  Croácia
2,04 m Anna Chicherova
  Rússia
2,02 m Ariane Friedrich
  Alemanha
2,02 m
Arremesso de peso
detalhes
Valerie Vili
  Nova Zelândia
20,44 m Nadine Kleinert
  Alemanha
20,20 m Lijiao Gong
  China
19,89 m
Lançamento de disco
detalhes
Dani Samuels
  Austrália
65,44 m Yarelis Barrios
  Cuba
65,31 m Nicoleta Grasu
  Romênia
65,20 m
Lançamento de martelo
detalhes
Anita Wlodarczyk
  Polônia
77,96 m   Betty Heidler
  Alemanha
77,12 m Martina Hrasnová
  Eslováquia
74,79 m
Lançamento de dardo
detalhes
Steffi Nerius
  Alemanha
67,30 m Barbora Špotáková
  República Tcheca
66,42 m Maria Abakumova
  Rússia
66,06 m
Heptatlo
detalhes
Jessica Ennis
  Grã-Bretanha
6731 pts Jennifer Oeser
  Alemanha
6493 pts Kamila Chudzik
  Polônia
6471 pts

(*) No salto com vara houve um empate em segundo lugar. Quando isso acontece, as duas recebem medalha de prata e a de bronze não é concedida.

Países participantesEditar

202 países participaram do Mundial de 2009. Entre parênteses, o número de atletas.

Referências

  1. IAAF News No.69 IAAF, 20 July 2004; Retrieved 14 August 2009 Archived
  2. Foley, Cliona (21 de agosto de 2009). «Athletics: A flash of 'Lightning'». Irish Independent 
  3. «BBC - Tom Fordyce: Berlino the Bear - love him or loathe him?». Consultado em 26 de março de 2019 
  4. «BERLIN TO HOST LARGEST EVER IAAF ANTI-DOPING OPERATION». IAAF. 11 agosto 2009. Consultado em 27 de março de 2019 
  5. IAAF / LOC Official Press Conference, Berlin 2009 - Congress closes, Competition set to begin IAAF, 13 August 2009; Retrieved 13 August 2009 Archived
  6. Event Information - FAQ Berlin 2009; Retrieved 14 August 2009 Archived
  7. Berlin to host 2009 World Championships IAAF, 4 April 2004; Retrieved 14 August 2009
  8. Turner, Chris Berlin 2009 makes its first introductions IAAF, 8 August 2006; Retrieved 14 August 2009 Archived 8 September 2009
  9. Berlin gets economic boost from World Championships[ligação inativa] European Athletics, 13 February 2010-; Retrieved 19 February 2010
  10. «The spetacular athletica event Berlin 2009 will be broadcasted in over 190 countries». www.berlin2009.org. Consultado em 27 de março de 2019 
  11. SCC Events Arquivado em 22 de setembro de 2009 no Wayback Machine. Retrieved 20 August 2009
  12. Families of Jesse Owens, Luz Long to unite at World Championships IAAF, 5 August 2009; Retrieved 13 August 2009
  13. Larry Eder. «IAAF Confirms Prize Money & World Record Bonus for Berlin WC». RunBlogRun. Consultado em 26 de março de 2019 

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Campeonato Mundial de Atletismo de 2009