Abrir menu principal
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde setembro de 2018). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Hadash
החזית הדמוקרטית לשלום ולשוויון
الجبهة الديمقراطية للسلام والمساواة
Líder Mohammad Barakeh
Fundação 15 de março de 1977
Sede Nazaré,  Israel
Ideologia Comunismo
Socialismo
Marxismo-Leninismo
Interesses dos Árabes Israelitas
Solução dos dois Estados
Espectro político Esquerda
Afiliação nacional Lista Conjunta (2015-2019)
Cores Vermelho e verde
Página oficial
www.aljabha.org (em árabe)
www.hadash.org.il (em hebraico)
Uri Avnery em protesto organizado pelo Hadash contra a Guerra do Líbano de 2006.

Hadash (Hebraico: חד"ש‎, literalmente Novo; acrónimo de החזית הדמוקרטית לשלום ולשוויון‎, literalmente Frente democrática de paz e igualdade) é um partido político judeu-árabe de orientação socialista fundado em 1977. Actualmente ocupa cinco cadeiras no Knesset, o parlamento israelita.

HistóriaEditar

O Hadash foi formado em 15 de março de 1977 por parlamentares independentes e ligados ao Partido Comunista de Israel (Rakah) às vésperas da eleição daquele mesmo ano. Os parlamentares independentes incluem membros das Panteras Negras israelitas e outros grupos de esquerda não-comunistas. Paralelamente à formação do Hadash, o Partido Comunista de Israel reorganizou-se ao redor de um novo partido, o Maki (acrónimo de Partido Comunista Israelita em hebraico) em 1989, mantendo seu status independente.

Em 1977, o Hadash ganhou cinco cadeiras no Knesset, um aumento de uma cadeira em relação ao que o Rakah possuía até então. Entretanto, em 1981 o partido viu-se reduzido a quatro cadeiras. Em 1984 o partido manteve suas quatro cadeiras, ganhando mais uma com a saída de Mohammed Wattad do Mapam em 1988. Nas eleições de 1988, o Hadash mais uma vez conquistou quatro cadeiras, mas perdeu uma com a saída de Charlie Biton para refundar as Panteras Negras em 25 de dezembro de 1990. Em 1992 o partido conquistou apenas três cadeiras.

Nas eleições de 1996, o Hadash uniu sua lista com a do Balad. Juntos, ganharam cinco cadeiras, mas romperam durante o mandato, o que reduziu para três o número de cadeiras do Hadash. Em 1999, o partido manteve três cadeiras.

Nas eleições de 2003, o Hadash se uniu com o Ta'al de Ahmed Tibi. Juntos, conquistaram três cadeiras, mas o rompimento deixou o Hadash com apenas duas cadeiras, a menor representatividade do partido em sua história. Em 2006, o Hadash conseguiu três cadeiras e, em 2009, ganhou outra.

IdeologiaEditar

O Hadash apoia a evacuação de todos assentamentos israelitas na Cisjordânia, a retirada completa de Israel dos territórios ocupados na Guerra dos Seis Dias e a fundação de um Estado palestino. Também apoia a indemnização para refugiados palestinianos. Além disso, o Hadash também é conhecido por seu activismo ambiental.

O partido recusa o sionismo, de forma a se manter fiel às doutrinas marxistas tradicionais, que rejeitam o nacionalismo. O Hadash tem como bandeira o reconhecimento dos árabes palestinianos como minoria nacional dentro do estado de Israel.

Resultados eleitoraisEditar

Eleições legislativasEditar

Data CI. Votos % +/- Deputados +/- Status Coligação
1977 5.º 80 118
4,6 / 100,0
5 / 120
Oposição
1981 5.º 64 918
3,4 / 100,0
 1,2
4 / 120
 1 Oposição
1984 5.º 69 815
3,4 / 100,0
 
4 / 120
  Oposição
1988 7.º 84 032
3,7 / 100,0
 0,3
4 / 120
  Oposição
1992 8. 62 545
2,4 / 100,0
 1,3
3 / 120
 1 Apoio parlamentar
1996 7.º 129 455
4,2 / 100,0
 1,8
4 / 120
 1 Oposição Coligação com Balad
1999 12.º 87 022
2,6 / 100,0
 1,6
3 / 120
 1 Oposição
2003 9.º 93 819
3,0 / 100,0
 0,4
2 / 120
 1 Oposição Coligação com Ta'al
2006 11.º 86 092
2,7 / 100,0
 0,3
3 / 120
 1 Oposição
2009 9.º 112 130
3,3 / 100,0
 0,6
4 / 120
 1 Oposição
2013 8.º 113 439
3,0 / 100,0
 0,3
4 / 120
  Oposição
2015 Lista Conjunta
5 / 120
 1 Oposição
2019 5.º 193 293
4,5 / 100,0
6 / 120
 1 Oposição Coligação com Ta'al

Ligações externasEditar