Abrir menu principal

Wikipédia β

Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Hebron (desambiguação).
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade (desde Abril de 2012).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Hebrom ou Hébron[1] em hebraico: חֶבְרוֹן; transl.: Ḥevron; em árabe: الخليل; transl.: al-Khalīl) é uma cidade palestina da Cisjordânia, ocupada por Israel desde 1967. Sua população é majoritariamente árabe. Situada na região histórica da Judeia, Hebrom abriga os túmulos de Abraão, Isaac e Jacó.
Em 2017, o centro histórico foi declarado Património Mundial da UNESCO, e declarado como palestino por esse órgão em sua lista[2]

Hebrom
Hebron172.JPG
Centro de Hebrom
Hebraico חֶבְרוֹן
Árabe الخليل
Significado "comunidade","confederação" ou "aliança"
Governo Cidade (desde1997)
Coordenadas 31° 32′ N 35° 05′ E
População 167 000 (2006)
Jurisdição {{{área}}} dunams
Prefeito Khaled Osaily
Website www.hebron-city.ps
Pix.gif Centro histórico de Hebrom/Al-Khalil *
Welterbe.svg
Património Mundial da UNESCO
País  Palestina
Tipo Cultural
Critérios (ii), (iv), (vi)
Referência 1565
Histórico de inscrição
Inscrição 2017  (? sessão)
Ameaçado 2017
* Nome como inscrito na lista do Património Mundial.

Índice

HistóriaEditar

Foi neste local onde morreu Sara, aos cento e vinte e sete anos de idade (1 859 a.C., pelos cálculos de Ussher).[3]

Era uma cidade cananita, chamada Quiriate-Arba, na região montanhosa de Judá.[4] Seu rei participou da aliança comandada por Adonisedeque, rei de Jerusalém, com os reis de Jarmute, Laquis e Debir, contra os gibeonitas, quando estes se submeteram aos hebreus; os cinco reis foram derrotados por Josué (1 451 a.C.).[5] Foi conquistada em 1 446 a.C.,[6] e dada aos filhos de Coate, passando a ter este nome por causa de Hebrom, filho de Coate.[4] [7] Coate era um dos três filhos de Levi; os filhos de Levi foram Gersom, Coate e Merari.[8]

O campo da cidade e suas aldeias foi dado a Calebe, filho de Jefoné,[9] e Hebrom foi dada aos filhos de Aarão, o sacerdote, para ser refúgio para o homicida.[10]

Foi em Hebrom que Davi se refugiou, com suas mulheres, Ainoã, a jezreelita e Abigail, que fora esposa de Nabal, o carmelita.[11] Em 1 055 a.C.,[12] os homens de Judá ungiram Davi como rei de Judá em Hebrom,[13] e ele reinou sete anos e seis meses em Hebrom.[14] Abner, capitão de Saul que desertou para Davi após a morte de Saul, foi enterrado em Hebrom.[15]

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar

Referências

  1. Machado, José Pedro, Dicionário Onomástico Etimológico da Língua Portuguesa, verbete "Hébron"
  2. «Hebron/Al-Khalil Old Town». UNESCO. Consultado em 31 de Julho de 2017 
  3. James Ussher, The Annals of the World 1859 BC [em linha]
  4. a b Josué 21:10-11
  5. James Ussher, The Annals of the World 1451 BC
  6. James Ussher, The Annals of the World 1446 BC
  7. I Crônicas 6:54-55
  8. Êxodo 6:16
  9. Josué 21:12
  10. Josué 21:13
  11. II Samuel 2:1-2
  12. James Ussher, The Annals of the World 1055 BC
  13. II Samuel 2:4
  14. II Samuel 2:11
  15. James Ussher, The Annals of the World 1048 BC
 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Hebrom
  Este artigo sobre a Palestina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  Este artigo sobre Israel é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.