Henry Baker Tristram

Henry Baker Tristram (Eglingham, perto de Alnwick, Northumberland, 11 de maio de 18228 de março de 1906) foi um clérigo inglês, estudioso da Bíblia, viajante e ornitólogo. Como um pároco-naturalista, ele foi um dos primeiros defensores do darwinismo, tentando conciliar evolução e criação.[1]

Henry Baker Tristram
Nascimento 11 de maio de 1822
Eglingham
Morte 8 de março de 1906 (83 anos)
Durham
Cidadania Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda
Progenitores
  • Henry Baker Tristram
  • Charlotte Jocelyn Smith
Cônjuge Eleanor Mary Bowlby
Filho(s) Eleanor Frances Tristram
Alma mater
  • Lincoln College
  • Durham School
Ocupação sacerdote anglicano, ornitólogo, botânico, naturalista
Prêmios
Religião anglicanismo

BiografiaEditar

Ele era filho do Rev. Henry Baker Tristram, nascido no vicariato de Eglingham, perto de Alnwick, Northumberland. Ele estudou na Durham School e no Lincoln College, Oxford. Em 1846 foi ordenado sacerdote.

Trabalho diplomático, científico e missionárioEditar

Tristram foi secretário do governador das Bermudas de 1847 a 1849. Ele explorou o deserto do Saara e, em 1858, visitou a Palestina, retornando para lá em 1863 e 1872, e dividindo seu tempo entre observações de história natural e identificação de localidades mencionadas no Antigo e no Novo Testamento. Em 1873 tornou-se cônego da Catedral de Durham. Em 1881 viajou novamente para a Palestina, Líbano, Mesopotâmia e Armênia. Ele também fez uma viagem ao Japão para visitar sua filha, Katherine Alice Salvin Tristram, que era uma missionária e professora em Osaka.[2]

Em 1858, ele leu os artigos publicados simultaneamente por Charles Darwin e Alfred Russel Wallace que foram lidos na Linnean Society, e publicou um artigo na Ibis afirmando que dada a "série de cerca de 100 cotovias de várias espécies antes de mim ... não pode deixar de se sentir convencido das opiniões apresentadas pelos senhores Darwin e Wallace". Ele tentou conciliar essa aceitação inicial da evolução com a criação. Após o famoso Debate de Oxford entre Thomas Henry Huxley e Samuel Wilberforce, Tristram, após a aceitação inicial da teoria, rejeitou o darwinismo.[3]

Tristram foi um fundador e membro original da União dos Ornitólogos Britânicos, e nomeado membro da Royal Society em 1868. Edward Bartlett, um ornitólogo inglês e filho de Abraham Dee Bartlett, acompanhou Tristram à Palestina em 1863-1864. Durante suas viagens, ele acumulou uma extensa coleção de peles de pássaros, que vendeu para o World Museum Liverpool.[4]

ReferênciasEditar

  1. Foster, Joseph (1888–1892). "Tristram, Henry Baker (2)"  . Alumni Oxonienses: os membros da Universidade de Oxford, 1715-1886.
  2. «CHURCH MISSIONARY SOCIETY ARCHIVE Section I: East Asia Missions Part 1: Japan, 1869-1949 (including Loochoo Naval Mission, 1843-1861)». web.archive.org. 23 de julho de 2008. Consultado em 8 de março de 2022 
  3. Hesketh, I. 2009 "Of Apes and Ancestors - Evolution, Christianity and the Oxford Debate", University of Toronto Press, 85-86.
  4. British Ornithologists' Union (1859). Ibis. American Museum of Natural History Library. [S.l.]: [London] Published for the British Ornithologists' Union by Academic Press 

Links externosEditar

  Media relacionados com Henry Baker Tristram no Wikimedia Commons