Abrir menu principal
Horten Parabel
Avião
Descrição
Tipo / Missão Experimental
País de origem Alemanha Nazista
Fabricante Irmãos Horten
Quantidade produzida 1
Primeiro voo em nunca

Horten Parabel foi um protótipo de planador, do tipo asa voadora, construído em 1938 pelos irmãos Horten.

HistóriaEditar

O Horten Parabel (pt: "Parábola") foi construído em 1938 pelos irmãos Horten para continuar os estudos para reduzir o mitteneffekt. Ao estudar o mitteneffekt, eles descobriram que o centro de gravidade calculado levava a um comportamento cada vez mais pesado da aeronave com uma velocidade cada vez maior. Já com o Horten H Va (1936), o fenômeno foi investigado.[1] Isto ocorria porque a asa era dividida em quatro segmentos retos, que foram modificados para o formato de uma parábola num curso contínuo sem torções.

As condições do rigoroso inverno de 1938-1939 danificaram a estrutura da asa voadora, que perdeu a capacidade de voo. De acordo uma fonte, a aeronave não foi movida porque a carga superficial de 5 kg / m² era tão baixa que não poderia participar de nenhuma competição.[2] Além disso, segundo uma teoria, o Parabel quebrou-se no transporte para uma competição de voo à vela nas montanhas do Rhön de 1938.[3] De acordo com Green & Swanborough, o Horten Parabel foi armazenado após o acidente durante o transporte para um aeródromo durante o inverno e sofreu mais danos.[4] Os irmãos Horten queimaram a aeronave e encerraram o trabalho de desenvolvimento do Parabel. O voo teste nunca foi realizado.

EstruturaEditar

A asa voadora tinha a forma de duas parábolas com vértices contundentes, que uniam-se nas pontas das asas. A única protuberância na asa voadora era a cabine fechada de um único lugar, onde o piloto posicionava-se sentado.[5] Como em algumas asas voadoras previamente construídas como modelo, o design do Parabel era inspirado no formato da semente de zanonia.

Dados técnicosEditar

Material das asas: Madeira
Material da cabine: Aço
Tripulantes: 01
Velocidade máxima: 164 km/h*
Velocidade de pouso: 30 km/h*
Posição do piloto: Sentado
Envergadura: 12 m
Área: 33 m²
Tara: 90 kg
Carga útil máxima: 80 kg*
Peso total: 170 kg
Carga alar: 5,15 kg/m²*

*(Dados estimados e/ou calculados, já que o Horten Parabel nunca voou).

Ver tambémEditar

Referências

  1. Nurflugel - Ho Va, The World's First Composite Aircraft. (em inglês) Acessado em 20/02/2018.
  2. Rudolf Storck: Flying Wings. 2003, S. 87. (em inglês) Adicionado em 20/02/2018.
  3. Heinz J. Nowarra: Die deutsche Luftrüstung 1933–1945. Band 2. 1993, S. 39. (em alemão) Adicionado em 20/02/2018.
  4. William Green, Gordon Swanborough: Horten Exotica .. to the H IX and beyond. In: AIR Enthusiast Thirty-nine. S. 6. (em inglês) Adicionado em 20/02/2018.
  5. Nurflugel - The Ho Parabel (Parabola). (em inglês) Acessado em 20/02/2018.

BibliografiaEditar

  • Flying Wings: die historische Entwicklung der Schwanzlosen- und Nurflügelflugzeuge der Welt. Autor: Rudolf Storck. Bernard & Graefe, 2003, (em alemão) ISBN 9783763762422 Adicionado em 20/02/2018.
  • Conversations With: Reimar Horten-Volume 4. Autor: David Myhra. Robert C Walters, 2016, (em inglês) Adicionado em 20/02/2018.

Ligações externasEditar