Imperador da Áustria

Imperador da Áustria era o título imperial hereditário do extinto Império Austríaco. Foi proclamado pela primeira vez em 1804 pelo imperador do Sacro Império Romano-Germânico Francisco II, e continuou a ser concedido a seu sucessores imediatos até a queda da dinastia Habsburgo em 1918, ao término da Primeira Guerra Mundial.

Imperador da Áustria
Kaiser von Österreich

Brasão de armas da Áustria
Detalhes
Primeiro monarca Francisco I
Último monarca Carlos I
Formação 11 de agosto de 1804
Abolição 11 de novembro de 1918
Residência Hofburg (oficial)
Pretendente(s) Carlos de Habsburgo-Lorena

Face às invasões de Napoleão Bonaparte, Francisco temia pelo futuro do Sacro Império e ansiava por manter o status imperial de sua família em caso de dissolução do império, como de fato ocorreu em 1806,[1] quando o exército austríaco sofreu uma derrota na Batalha de Austerlitz e o vitorioso Napoleão procedeu o desmantelamento do antigo império, tomando vários territórios deste e criando a Confederação do Reno em seu lugar. Assim sendo, Francisco II do Sacro Império Romano-Germânico tornou-se Francisco I, Imperador da Áustria, e mesmo que o novo título imperial pudesse soar menos prestigioso que o antigo, a dinastia Habsburgo continuou a dominar a Áustria e vários territórios vizinhos por um longo período.

O novo título existiu por apenas pouco mais de um século (até 1918), embora nunca tenha ficado realmente claro sobre que territórios constituíam o Império Austríaco. Quando Francisco recebeu o novo título em 1804, as terras da Monarquia de Habsburgo eram conhecidas simplesmente como Kaisertum Österreich (em português: Áustria do Cáiser).

A Áustria (ao contrário de várias outras terras da dinastia Habsburgo) era um arquiducado desde o século XV, e a maior parte dos outros territórios do império tinham suas próprias instituições e história, apesar das tentativas de centralização, especialmente entre 1848 e 1859. Quando o Reino da Hungria recebeu o direito de se auto-governar em 1867, as porções não-húngaras do império, apesar de usualmente referidas como Áustria, eram oficialmente conhecidas como "Reinos e Terras representadas pelo Conselho Imperial (Reichsrat)". O título de Imperador da Áustria e o império associado foram ambos abolidos no final da Primeira Guerra Mundial em 1918, quando a Áustria Alemã tornou-se uma república,[1] e as outras terras e reinos representados pelo Conselho Imperial estabeleceram suas independências.

Título completo

editar

Os imperadores austríacos tinham uma extensa lista de títulos que refletiam a extensão geográfica do império e a diversidade de terras e povos governados pelos Habsburgos austríacos.[2]

Imperador da Áustria,
Rei Apostólico da Hungria,
Rei da Boêmia, da Dalmácia, da Croácia, da Eslavônia, da Galícia e Lodoméria, e da Ilíria,
Rei de Jerusalém,
Arquiduque da Áustria,
Grão-duque da Toscana e de Cracóvia,
Duque da Lorena, de Salzburgo, da Estíria, da Caríntia, da Carníola e da Bucovina,
Príncipe da Transilvânia,
Marquês da Morávia,
Duque da Alta e Baixa Silésia, de Módena, Parma, Placência e Guastalla, de Auschwitz e Zator, de Teschen, Friuli, Ragusa e Zara,
Conde de Habsburgo e Tirol, de Kyburg, Gorizia e Gradisca,
Príncipe de Trentino e Brixen (Bressanone),
Marquês da Alta e Baixa Lusácia e da Ístria,
Conde de Hohenems, Feldkirch, Bregenz, Sonnenberg e assim por diante
Lorde de Trieste, de Cátaro e de Wendland,
Grão-Voivoda da Voivodia da Sérvia e assim por diante
Soberano da Ordem do Tosão de Ouro.

Imperadores austríacos

editar

Casa de Habsburgo-Lorena

editar
 Ver artigo principal: Casa de Habsburgo-Lorena
Imperador Imagem Nascimento Casamento Morte Ref.
Francisco I
11 de agosto de 1804

2 de março de 1835
  12 de fevereiro de 1768
filho de Leopoldo II e Maria Luísa
Maria Teresa de Nápoles
15 de setembro de 1790
12 filhos
2 de março de 1835
67 anos
Fernando I
2 de março de 1835

2 de dezembro de 1848
  19 de abril de 1793
filho de Francisco I e Maria Teresa de Nápoles
Maria Ana de Saboia
12 de fevereiro de 1831
Sem filhos
29 de junho de 1875
82 anos
Francisco José I
2 de dezembro de 1848

21 de novembro de 1916
  18 de agosto de 1830
filho de Francisco Carlos da Áustria e Sofia da Baviera
Isabel da Baviera
24 de abril de 1854
4 filhos
21 de novembro de 1916
86 anos
Carlos I
21 de novembro de 1916

11 de novembro de 1918
  17 de agosto de 1887
filho de Oto Francisco da Áustria e Maria Josefa da Saxónia
Zita de Bourbon-Parma
21 de outubro de 1911
11 filhos
1 de abril de 1922
34 anos

Ver também

editar

Notas e referências

  1. a b InfoPédia. «Áustria». Consultado em 2 de dezembro de 2008. Arquivado do original em 6 de junho de 2007 
  2. O título oficial de governante do Império Austríaco, e posteriormente Império Austro-Húngaro, foi trocado várias vezes: por uma patente em 1 de agosto de 1804, por um decreto da corte em 22 de agosto de 1836, por um decreto de um ministro imperial em 6 de janeiro de 1867 e finalmente pelo compromisso austro-húngaro assumido em 12 de dezembro de 1867. Títulos menores como "Imperador da Áustria, Rei da Boêmia etc. e Rei da Hungria" eram amplamente recomendados para documentos oficiais e tratados internacionais.