Cracóvia

Disambig grey.svg Nota: Para a antiga província, veja Voivodia de Cracóvia. Para a cidade parónima ucraniana, veja Carcóvia.

Cracóvia (em polaco: Kraków; em latim: Cracovia; em alemão: Krakau)[3] é uma cidade no sul da Polônia, na voivodia da Pequena Polônia. Estende-se por uma área de 326,85 km², com 774 839 habitantes, segundo os censos de 2019, com uma densidade de 2371 hab/km².[1][2] Localiza-se no sul do país, nas margens do rio Vístula. É uma das cidades mais antigas da Polônia e a segunda maior cidade do país. A capital da Polônia em 1039-1079, 1138-1290 e 1296-1596 (oficialmente até 1795), a principal cidade da coroação dos reis da Polônia e até 1609-1611 a cidade residencial dos reis da Polônia.

Cracóvia
Kraków
POL Kraków COA.svg POL Kraków COA.svg
Kolaż Krakowa.JPG
Wawel, igreja de Santa Maria, praça principal, Barbacã, Teatro Słowacki, estação ferroviária, rua Aleja Róż em Nowa Huta, monte Piłsudski, Basílica de Corpus Christi, igreja Arca do Senhor, Colégio Maius
Voivodia Pequena Polônia
Powiat Aglomeração urbana da Cracóvia
Administrador municipal Jacek Majchrowski
Área 326,85 km²
População (2019) 774 839[1][2] habitantes
Densidade 2371 hab/km²
Altitude 188–383 metros
Fundação 1228 (1257)
Código telefônico (+48) 12
Matrículas de automóveis KR, KK
Website Site da Prefeitura de Cracóvia
Localização
Localização de Cracóvia na Polónia 50° 03' 41" N 19° 56' 18" E
Cidade da Polónia Flag of Poland.svg

O Centro Histórico de Cracóvia foi inscrito pela UNESCO em 1978 na lista do Património Mundial. Citada como uma das cidades mais bonitas da Europa, bem como um dos destinos mais particulares no mundo, a cidade tem uma herança cultural extensa que atravessa as épocas do gótico, renascimento e barroco incluindo a Catedral Wawel e o Castelo Real nas margens do rio Vístula, a basílica de Santa Maria, a igreja dos Santos Pedro e Paulo e a maior praça medieval da Europa, a Rynek Główny. A cidade é sede de uma das mais antigas e prestigiosas universidades da Europa, a Universidade Jaguelônica.

Foi Capital Europeia da Cultura em 2000 e foi uma das subsedes do Campeonato Mundial de Voleibol de 2014. A cidade foi sede da Jornada Mundial da Juventude de 2016.[4]

A cidade sediou a Jornada Mundial da Juventude de 2016, o Ano Santo da Misericórdia, em honra a São João Paulo II, que instituiu a Festa da Divina Misericórdia, e a Santa Faustina Kowalska, impulsionadora desta devoção.

HistóriaEditar

Foi atacada e devastada pelos mongóis em 1241, 1259 e 1287. Fez parte da Áustria, com o nome de Krakau, de 1795 a 1809 e de 1846 a 1914.

Praça PrincipalEditar

A praça principal de Cracóvia chama-se Rynek Główny. Entrou em existência ao século XIII e tem cerca de 40 000 m² (é uma das maiores praças medievais da Europa). É um espaço rectangular rodeado por prédios históricos. O centro dela é dominado pelo Sukiennice, uma salão do mercado medieval reconstruída em 1555 em estilo renascentista – a sua varanda é decorada com máscaras esculpidas. Deste lado está a torre da câmara municipal (Wieża Ratuszowa), do outro, erguendo-se acima da praça, estão as torres góticas da Basílica de Santa Maria (Kościół Mariacki).

EsporteEditar

 
Estádio Municipal

Os dois maiores times de futebol da cidade são Cracovia e Wisła Kraków, os mais antigos clubes de futebol polacos ainda existentes, vários campeões polacos e arqui-rivais.

Personalidades famosasEditar

 
Estátua de Igor Mitoraj, situada no Rynek Glowny

ImagensEditar

Referências

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Cracóvia
O Wikivoyage possui o guia Cracóvia
  Este artigo sobre Geografia da Polónia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.