Jee Yong-ju

pugilista sul-coreano

Jee Yong-ju (em hangul: 지용주, em hanja: 地龍珠; Wonju, 19 de dezembro de 1948 – 25 de agosto de 1985) foi um pugilista amador sul-coreano, medalhista de prata nos Jogos Olímpicos de 1968, realizados na Cidade do México. Ele também foi campeão dos Jogos Asiáticos.

Jee Yong-ju
Boxe
Nascimento 19 de dezembro de 1948
Wonju, Coreia do Sul
Nacionalidade sul-coreano
Morte 25 de agosto de 1985 (36 anos)
Medalhas
Jogos Olímpicos
Prata Cidade do México 1968 peso mosca-ligeiro
Jogos Asiáticos
Ouro Banguecoque 1970 peso mosca

Yong-ju participou de uma única edição dos Jogos Olímpicos, realizada na Cidade do México, onde ele ganhou a medalha de prata ao triunfar sobre seus adversários até a decisão, quando foi derrotado pelo venezuelano Francisco Rodríguez. Essa conquistou foi considerada uma surpresa. Dois anos depois, venceu a categoria peso mosca dos Jogos Asiáticos. Após sua aposentadoria, trabalhou como treinador por um curto período. Yong-ju faleceu de hemorragia após ser vítima de um esfaqueamento em 1985, uma estátua em sua homenagem foi erguida na sua cidade natal.

CarreiraEditar

Jogos olímpicosEditar

Yong-ju representou seu país nos Jogos Olímpicos de Verão de 1968, realizado na Cidade do México. Estreou-se na categoria peso mosca-ligeiro, vencendo o ugandense Douglas Ogada por nocaute técnico. Na sequência, eliminou o soviético Viktor Zaporozhets por decisão dos juízes, bem como nas fases seguintes quando venceu o mexicano Alberto Morales e o polonês Hubert Skrzypczak; contudo, ele não conseguiu triunfar na decisão e terminou sendo derrotado para o venezuelano Francisco Rodríguez, que conquistou a medalha de ouro.[1][2]

Pugilista Placar Adversário Ref.
Jee Yong-ju TKO   Douglas Ogada [1]
3-2   Viktor Zaporozhets [1][3]
3-2   Alberto Morales [1][4]
4-1   Hubert Skrzypczak [1][5]
2-3   Francisco Rodríguez [1][6]

Jogos AsiáticosEditar

Nos Jogos Asiáticos de 1970, Yong-ju venceu o japonês Miyoji Tateyama na categoria até 51 kg e conquistou a medalha de ouro.[7]

Legado e morteEditar

A conquista olímpica de Yong-ju foi considerada uma surpresa, sua reputação foi reforçada com a vitória nos Jogos Asiáticos de 1970. Apesar disso, aposentou-se seis anos depois e assumiu o cargo de técnico da equipe nacional por um breve período.[1]

Em agosto de 1985, Yong-ju se envolveu numa briga com seu vizinho e foi esfaqueado. Ele faleceu de hemorragia interna cinco dias após o incidente. Em sua homenagem, uma estátua foi erguida no parque de esportes em Wonju.[1]

Referências

  1. a b c d e f g h «Ji Yong-Ju» (em inglês). sports-reference.com. Consultado em 31 de julho de 2019. Cópia arquivada em 16 de setembro de 2011 
  2. Colli 2004, p. 152.
  3. «Viktor Zaporozhets» (em inglês). sports-reference.com. Consultado em 31 de julho de 2019. Cópia arquivada em 12 de novembro de 2012 
  4. «Alberto Morales» (em inglês). sports-reference.com. Consultado em 31 de julho de 2019. Cópia arquivada em 12 de novembro de 2012 
  5. «Hubert Skrzypczak» (em inglês). sports-reference.com. Consultado em 31 de julho de 2019. Cópia arquivada em 13 de abril de 2012 
  6. «Francisco Rodríguez» (em inglês). sports-reference.com. Consultado em 31 de julho de 2019. Cópia arquivada em 16 de setembro de 2011 
  7. «6.Asian Games - Bangkok, Thailand - August 24 - September 4 1970» (em inglês). amateur-boxing.strefa.pl. Consultado em 31 de julho de 2019. Cópia arquivada em 3 de abril de 2018 

BibliografiaEditar

  • Colli, Eduardo (2004). Universo olímpico: uma enciclopédia das Olimpíadas. [S.l.]: Códex. ISBN 85-7594-029-5