Abrir menu principal

João Alfacinha da Silva

João Alfacinha da Silva
Nascimento 1949
Montemor-o-Novo, Portugal
Morte 2 de março de 2007 (58 anos)
Lisboa, Portugal
Nacionalidade Portugal Português
Ocupação Escritor, jornalista, guionista para televisão, publicitário e dramaturgo

João Alfacinha da Silva, foi um aluno da ESMB.

CarreiraEditar

Alface nasceu no Alentejo, mas foi em Lisboa que passou grande parte da sua vida. Após frequentar Direito e Psicologia, cursos que nunca completou, trabalhou no República, Emissora Nacional e Rádio Comercial; escreveu textos para os programas televisivos "Ensaio" e "Impacto", do produtor João Martins, antes do 25 de Abril; foi um dos fundadores da cooperativa Cinequipa; e coordenou um grupo de argumentistas de telenovelas, na NBP, para a TVI.

A sua estreia literária deu-se em 1977 com Os Lusíadas, em parceria com Manuel Silva Ramos, edição da Assírio & Alvim. Este livro faz parte de uma trilogia, juntamente com As Noites Brancas do Papa Negro (1982) e Beijinhos (1996), editados na Fenda. Em 2004 publica o seu único romance, Cá vai Lisboa, sobre "um presidente da câmara (personagem de ficção mas se calhar com alguns traços de anteriores presidentes da Câmara de Lisboa), que apoiava tudo o que era minorias e, no caso, um grande entusiasta da inserção num santuário do marialvismo lisboeta de um clube "gay", patrocina a sua existência em Alfama."[1]

Na época da sua morte encontrava-se a traduzir para a editora D. Quixote as 900 páginas do romance Les Bienveillantes, do norte-americano Jonathan Litell, que ganhou o prémio Goncourt de 2006.

MorteEditar

Faleceu aos 57 anos de idade,[2] devido a um AVC ocorrido quando participava numa Comunidade de Leitores dedicada ao seu romance, Cá Vai Lisboa, animada por Maria João Seixas, que decorria na Culturgest, em Lisboa. O autor era casado com a pintora Gina Frazão, tinha duas filhas e dois netos. O seu corpo foi velado na Igreja S. João de Brito, em Lisboa, sendo sepultado no Cemitério Municipal de Montemor-o-Novo, terra natal do escritor.

Obras PublicadasEditar

  • Em parceria com Manuel da Silva Ramos:
    • Os Lusíadas (1977)
    • As Noites do Papa Negro (1982)
    • Beijinhos (1996)
  • Livros de contos:
    • Cuidado com os Rapazes (1982)
    • O Fim das Bichas (1999)
  • Histórias Juvenis da série "Família sem Mestre":
    • Um Pai Porreiro Ganha Muito Dinheiro (1977)
    • Uma Mãe Porreira é Pra Vida Inteira (1998)
    • Filhos Assim Dão Cabo de Mim (1999)
    • Avó Não pise o Cocó (2000)
    • A Prima Fica Por cima (2001)
  • Romance:
    • Cá vai Lisboa (2004)

Referências

  1. Adelino Gomes, Maria João Seixas (26 de junho de 2005). «Alface entrevistado por Maria João Seixas: Sou um escritor, um desempregado de longa duração». Jornal Público. Consultado em 26 de julho de 2011 [ligação inativa]
  2. Adelino Gomes (2 de março de 2007). «Escritor Alface vítima de AVC durante homenagem na Culturgest». Jornal Público. Consultado em 18 de março de 2007. Arquivado do original em 5 de março de 2007 

Ligações externasEditar