Abrir menu principal

João Magalhaes Hueb de Menezes (Uberaba, 17 de dezembro de 1996) é um tenista profissional brasileiro.[1] Seu melhor ranking de simples é a 194ª colocação da Associação de Tenistas Profissionais (ATP), alcançada em 9 de setembro de 2019. Já nas duplas, seu melhor ranking é a 518° colocação da ATP, alcançada em 15 de Julho de 2019.[2]

Tenista João Menezes
País  Brasil
Residência Uberaba, Brasil
Data de nascimento 17 de dezembro de 1996 (22 anos)
Local de nasc. Uberaba, Brasil
Altura 1,85 m
Peso 81 kg
Treinado por Patricio Arnold
Mão Destro (revés de duas mãos)
Prize money US$ 110.996 Fonte
Simples
Vitórias-Derrotas 0–0
Títulos 0
Melhor ranking Nº 194 (9 de setembro de 2019)
Ranking atual simples Nº 194 (9 de setembro de 2019)
Duplas
Vitórias-Derrotas 0–0
Títulos 0
Melhor ranking Nº 518 (15 de julho de 2019)
Medalhas
Jogos Pan-Americanos
Ouro Lima 2019 Tênis-Simples
Última atualização em: 31 de julho de 2019.

CarreiraEditar

Início, trajetória como juvenil e transição para o profissionalEditar

Natural de Uberaba, Minas Gerais, João Menezes começa a jogar tênis por influência da família. Entra no circuito da ITF relativamente tarde, aos 16 anos, e alcança a 26ª. posição mundial entre os juvenis. Em parceria com Rafael Matos, é vice-campeão da chave juvenil de duplas do US Open de tênis, vencida por australiano Omar Jasika e pelo japonês Naoki Nakagawa por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 7/6 (8/6).[3].

Ainda em 2014, joga as chaves juvenis de Roland Garros e Wimbledon e fica com o vice-campeonato do Banana Bowl. É finalista do Future de Plantation (USA F8).

Em 2015, representa o Brasil no Pan de Toronto, alcançando as oitavas-de-final[4]. É finalista do Future de Pereira (Colombia F1) e vencedor do Future de Santa Maria (Brasil F7). Em 22 de novembro, sofre séria contusão nas quartas-de-final do Future de São Paulo e passa por três cirurgias no joelho esquerdo, afastando-se do circuito por quase um ano.[5]

Em 2016, passa a treinar em Barcelona, na academia do ex-top 40 Galo Blanco.[6] Vence o Future de Quito (Ecuador F2) em outubro. No ano seguinte, vence o Future de Oviedo (Spain F28). Ocupa até então a faixa dos 500-700 do ranking da ATP.

Em abril de 2018, consegue excelentes resultados em três Futures 25+H seguidos disputados em quadra dura em Abuja, Nigéria. Vence 14 de 15 partidas e conquista dois títulos e um vice-campeonato. [7] Sobe praticamente 200 posições no ranking e atinge a 313a. posição. Com a ascensão no ranking, no segundo semestre dedica-se ao circuito Challenger, com poucos resultados expressivos.

No final de 2018, João Menezes decide voltar ao Brasil, unindo-se à equipe Itajaiense ADK Tennis/Itamirim Clube de Campo. Termina o ano como 398° do mundo.

2019: Ouro no Pan de Lima e ascensão ao Top 200Editar

Inicia o ano com série de oitavas-de-finais seguidas em Challengers. No Challenger de Samarkand, Uzbequistão, passa das oitavas pela primeira vez e em 19 de maio de 2019 conquista, perdendo apenas um set na campanha, o primeiro título de Challenger da carreira, superando na final [7/6 (7-2) e 7/6 (9-7)] o principal favorito da competição, o francês Corentin Moutet, então número 123° do mundo. Ascende 69 posições no ranking da ATP e chega ao 286° lugar.[8]

Na sequência, soma importantes pontos no Challenger de Little Rock e no Challenger de Columbus e atinge o 267° lugar. [9]

Em 22 de julho, faz semi no Challenger de Gatineau, no Canadá, e alcança a 238° colocação no ranking da ATP, tornando-se o número 3 entre os tenistas do país. Na semana seguinte, é finalista do Challenger de Binghamton e sobe para a 212° posição no ranking. Com a campanha em Binghamton, garante vaga no qualifying do US Open e torna-se o tenista n°2 do Brasil.

Em seguida, brilha no Pan-Americano de Lima: vence o chileno Nicolas Jarry (55° do mundo e principal favorito) nas quartas-de-final e garante vaga nas Olimpíadas de Tóquio ao chegar à final da competição. [10][11]Conquista o ouro ao vencer o chileno Marcelo Tomas Barrios por 7/5, 3/6 e 6/4, tornando-se o sexto brasileiro a vencer a competição de simples masculina nos Jogos Pan-Americanos.[12]

Joga o qualifying do US Open e vence os eslovacos Filip Horansky e Norbert Gombos nas duas primeiras rodadas. Na rodada decisiva, sofre virada frente ao indiano Sumit Nagal e não se qualifica. [13]Caso tivesse passado pelo qualifying, teria enfrentado Roger Federer na primeira rodada da chave principal. [14]Com os pontos conquistados no quali do US Open, ascende ao top 200 pela primeira vez na carreira, aparecendo na 194ª colocação no ranking da ATP em 09/09/2019.[15]

Finais de ATP Challenger Tour e ITF FuturesEditar

Simples: 8 (6 títulos, 2 vices)Editar

Legenda
ATP Challenger Tour (1–1)
ITF Futures (5–1)
Resultado V–D Data Torneio Categoria Superfície Oponente Placar
Vitória 1–0 Nov 2015 Brasil F7, Santa Maria Future 10.000 Saibro   Orlando Luz 6–2, 7–6(7–5)
Vitória 2–0 Out 2016 Equador F2, Quito Future 10.000 Saibro   Federico Zeballos 6–3, 3–6, 7–5
Vitória 3–0 Set 2017 Espanha F28, Oviedo Future 25.000 Saibro   Eduard Esteve Lobato 6–3, 6–4
Vitória 4–0 Abr 2018 Nigéria F1, Abuja Future 25.000+H Duro   Markus Ericsson 6–2, 6–4
Derrota 4–1 Abr 2018 Nigéria F2, Abuja Future 25.000+H Duro   Maximilian Neuchrist 3–6, 7–6(7–5), 2–6
Vitória 5–1 Abr 2018 Nigéria F3, Abuja Future 25.000+H Duro   Arjun Kadhe 6–3, 6–1
Vitória 6–1 Mai 2019 Samarkand Challenger, Uzbequistão Challenger 80 Saibro   Corentin Moutet 7–6(7–2), 7–6(9–7)
Derrota 6–2 Jul 2019 Binghamton Challenger, Estados Unidos Challenger 80 Duro   Yuichi Sugita 6-7(2–7), 6-1, 2-6

Finais de Grand Slam JuvenilEditar

Duplas Masculinas: 1 (1 finalista)Editar

Resultado Ano Campeonato Superfície Parceiro Oponentes Placar
Derrota 2014 US Open Duro   Rafael Matos   Omar Jasika
  Naoki Nakagawa
3–6, 6–7(6–8)

Referências

  1. «Joao Menezes | Overview | ATP World Tour | Tennis». ATP World Tour. Consultado em 17 de janeiro de 2016 
  2. «Joao Menezes | Overview | ATP World Tour | Tennis». ATP World Tour (em inglês). Consultado em 22 de julho de 2019 
  3. «Tênis: Matos e Menezes ficam com vice de duplas no US Open». Portal Brasil 2016. Consultado em 3 de dezembro de 2015 
  4. «João Menezes e Paula Gonçalves avançam em Toronto; Luz e Gabriela Cê são eliminados no Tênis - Surto Olimpico». Consultado em 4 de agosto de 2019 
  5. «João Menezes retorna às quartas após 3 cirurgias no joelho». Tenis News. Consultado em 4 de agosto de 2019 
  6. Ltda, Inner Editora. «João Menezes: Motivado e preparado para se consolidar no circuito profissional · Revista TÊNIS». Revista TÊNIS. Consultado em 4 de agosto de 2019 
  7. TenisBrasil; TenisBrasil. «TenisBrasil - Menezes segue em boa fase e leva 2º título na Nigéria». TenisBrasil, a cobertura completa do circuito do tênis está aqui. Consultado em 4 de agosto de 2019 
  8. Menezes brilha e conquista seu primeiro challenger
  9. Ltda, Inner Editora. «João Menezes vai às quartas no Challenger de Columbus; Wild leva virada · Revista TÊNIS». Revista TÊNIS. Consultado em 16 de junho de 2019 
  10. TenisBrasil; TenisBrasil. «TenisBrasil - Monteiro sai do top 100 e Menezes gruda no top 200». TenisBrasil, a cobertura completa do circuito do tênis está aqui. Consultado em 31 de julho de 2019 
  11. TenisBrasil; TenisBrasil. «TenisBrasil - Menezes consegue meta e entra no quali do US Open». TenisBrasil, a cobertura completa do circuito do tênis está aqui. Consultado em 31 de julho de 2019 
  12. TenisBrasil; TenisBrasil. «TenisBrasil - Menezes vira 3º set e garante o ouro ao Brasil». TenisBrasil, a cobertura completa do circuito do tênis está aqui. Consultado em 5 de agosto de 2019 
  13. TenisBrasil; TenisBrasil. «TenisBrasil - Menezes leva a virada e se despede do US Open». TenisBrasil, a cobertura completa do circuito do tênis está aqui. Consultado em 9 de setembro de 2019 
  14. TenisBrasil; TenisBrasil. «TenisBrasil - Federer supera início ruim e vence em quatro sets». TenisBrasil, a cobertura completa do circuito do tênis está aqui. Consultado em 9 de setembro de 2019 
  15. TenisBrasil; TenisBrasil. «TenisBrasil - Menezes estreia no top 200 e Bellucci sai do top 300». TenisBrasil, a cobertura completa do circuito do tênis está aqui. Consultado em 9 de setembro de 2019 

Ligações externasEditar