Abrir menu principal
João Vítor Xavier
Deputado estadual de Minas Gerais
Período 1 de fevereiro de 2011
a atualidade
Dados pessoais
Nome completo João Vítor Xavier Faustino
Nascimento 24 de junho de 1982 (36 anos)
Belo Horizonte, Minas Gerais
Nacionalidade Brasileiro
Alma mater Centro Universitário de Belo Horizonte
Partido PSDB
Profissão jornalista e político
linkWP:PPO#Brasil

João Vítor Xavier Faustino (Belo Horizonte, 24 de junho de 1982) é um jornalista e político brasileiro.

Índice

HistóriaEditar

Passou a infância na cidade de Caeté, região metropolitana de Belo Horizonte, onde mora sua família. Formou-se jornalista no Centro Universitário de Belo Horizonte, Uni-BH.

Sua carreira como jornalista começou ainda na adolescência, no Jornal Opinião de Caeté, atuando como repórter esportivo. Foi quando, fazendo uma entrevista para o jornal, conheceu o radialista Osvaldo Faria, que o convidou a trabalhar na Rádio Itatiaia. No entanto, isso não foi possível, pois ainda não havia concluído o 2º grau. Teve sua primeira experiência como radialista na Rádio Lasafá.[1]

Rádio ItatiaiaEditar

Em 2000, quando foi aprovado no vestibular de Jornalismo, em Belo Horizonte, João Vítor Xavier encontrou-se novamente com o então diretor de esportes da Rádio Itatiaia, Osvaldo Faria, que reiterou o convite. Começou como rádio-escuta, passando pelos cargos de produtor e redator, até se tornar repórter esportivo.

Em 2003, foi homenageado pelo então governador de Minas Gerais, Itamar Franco, com a Medalha do Mérito Mineiro da Juventude, por seu destaque no jornalismo esportivo.[1]

Em 2004, assumiu a apresentação do programa esportivo Bastidores. Tem larga experiência em coberturas internacionais, tendo participado da cobertura do Torneio Pré-Olímpico do Chile'2004, das Olimpíadas de Atenas'2004, da Copa do Mundo da Alemanha'2006, dos Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro'2007, da Copa das Confederações da África do Sul'2009, da Copa das Confederações-2013 (Brasil), do Campeonato Mundial de Clubes da Fifa-2013 (Marrocos), da Copa do Mundo-2014 (Brasil) e dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro (2016).


Trajetória políticaEditar

João Vítor Xavier começou sua militância política, esportiva e estudantil em Caeté. Em 2008, foi eleito vereador de Belo Horizonte, com 6.504 votos.[2][3] Na Câmara Municipal, integrou a Comissão de Legislação e Justiça, uma das mais importantes do Legislativo. O vereador também foi presidente da Frente Parlamentar do Idoso e esteve presente em vitórias para a terceira idade, como a criação do Cartão BHBus Master. Em março de 2010, assumiu a vice-liderança do Governo na Câmara e participou ativamente da aprovação de diversos projetos de lei, como as revisões do Código de Posturas, do Plano Diretor e da Lei de Parcelamento, Ocupação e Uso do Solo. A partir de março de 2010, foi vice-líder do Governo.[4]

Em 2010, foi eleito Deputado Estadual pelo PRP, com 56.956 votos,[5] tornando-se um dos deputados mais jovens da Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais, com 28 anos.[6] Municípios de maior votação foram Belo Horizonte, Caeté, Contagem, Ribeirão das Neves, Nova Lima e Alvinópolis.

Aderiu à Frente Parlamentar da Região Metropolitana, Defesa da Duplicação da BR-381 e Defesa do Metrô em Belo Horizonte.

Na ALMG,[7] renunciou ao auxílio-moradia logo no primeiro dia de mandato, votou pelo fim do 14º e 15º salários para os deputados ("verba de paletó"), votou pelo fim do pagamento de participação em reuniões extraordinárias ("horas extras" para os deputados) e votou pelo fim do voto secreto na Assembleia de Minas.

Foi relator de importantes projetos de lei:

  • Plano Mineiro de Desenvolvimento Integrado (PMDI): planejamento de Minas Gerais para os próximos 20 anos, até 2030 - uma das leis mais importantes da Assembleia Legislativa de Minas Gerais;
  • Fundo de Erradicação da Miséria (FEM), que tira dinheiro de armas, bebidas alcoólicas e cigarros para combater a pobreza;
  • Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), que estabeleceu o planejamento do Estado para o ano de 2013;
  • Projeto de Lei que garantiu R$ 750 milhões para o metrô de Belo Horizonte e Região Metropolitana - recursos utilizados para o projeto executivo da linha 3 (Lagoinha/Savassi).


Em 2014, foi reeleito Deputado Estadual pelo PSDB, com 81.156 votos. Municípios de maior votação foram: Belo Horizonte (31.896), Caeté (10.111), Contagem (5.016), Itabirito (3.240), Ribeirão das Neves (2.684), Santa Luzia (2.154), Nova Lima (1.762), São José da Lapa (1.609), Rio Piracicaba (1.515) e Esmeraldas (1.325).

Em 2018, foi novamente eleito para Deputado Estadual, alcançando o seu terceiro mandato consecutivo, com 75.256 votos. Na Assembleia Legislativa de Minas Gerais, o deputado João Vítor Xavier teve atuação fundamental e decisiva na aprovação, sendo inclusive um dos autores, do projeto de lei intitulado “Mar de Lama Nunca Mais”, que institui a Política Estadual de Segurança de Barragens e determina a erradicação das barragens construídas pelo método de alteamento a montante no Estado de Minas Gerais. O projeto foi aprovado e sancionado como a Lei 23.291, de 2019.

João Vítor Xavier é membro efetivo e Vice-presidente da Comissão de Minas e Energia .

Referências

Ligações externasEditar