Abrir menu principal

Joaquim Ernesto, Príncipe de Anhalt

Joaquim Ernesto, Príncipe de Anhalt
Príncipe de Anhalt
Reinado 1 de março de 1570
a 6 de dezembro de 1586
Antecessor(a) Jorge V, Príncipe de Anhalt-Zerbst
Sucessor(a) Todos os seus filhos
 
Esposas Inês de Barby-Mühlingen
Leonor de Württemberg
Descendência Ana Maria de Anhalt
Inês de Anhalt
Isabel de Anhalt-Zerbst
Sibila de Anhalt
João Jorge I, Príncipe de Anhalt-Dessau
Cristiano I, Príncipe de Anhalt-Bernburg
Bernardo, Príncipe de Anhalt
Inês Edviges de Anhalt
Doroteia Maria de Anhalt
Augusto, Príncipe de Anhalt-Plötzkau
Rudolfo, Príncipe de Anhalt-Zerbst
João Ernesto, Príncipe de Anhalt
Luís I, Príncipe de Anhalt-Köthen
Sabina de Anhalt
Joaquim Cristóvão de Anhalt
Ana Sofia de Anhalt
Casa Ascania
Nascimento 21 de outubro de 1536
  Dessau, Alemanha
Morte 6 de dezembro de 1586 (50 anos)
  Dessau, Alemanha
Pai João V, Príncipe de Anhalt-Zerbst
Mãe Margarida de Brandemburgo, Duquesa da Pomerânia
Religião Luterana

Joaquim Ernesto de Anhalt (21 de Outubro de 15366 de Dezembro de 1586), foi um príncipe alemão da Casa de Ascania, governante do principado de Anhalt-Zerbst a partir de 1551, e governante único de todas as terras de Anhalt a partir de 1570.

VidaEditar

 
Joaquim Ernesto de Anhalt.

Primeiros anosEditar

Joaquim Ernesto nasceu em Dessau a 21 de Outubro de 1536, o segundo filho do príncipe João V de Anhalt-Zerbst e da sua esposa, a princesa Margarida, filha de Joaquim I Nestor, Príncipe-Eleitor de Brandemburgo. Recebeu uma excelente educação sob a supervisão do seu pai. A 1 de Fevereiro de 1549, quando tinha apenas treze anos de idade, ingressou oficialmente na Universidade de Wittenberg, onde, entre outros, estudou com o teólogo Georg Helt.

Príncipe de Anhalt-ZerbstEditar

Em 1550, após a morte do pai, Joaquim Ernesto herdou o príncipado de Anhalt-Zerbst juntamente com o seu irmão mais velho Carlos I de Anhalt-Zerbst e o seu irmão Bernardo VII de Anhalt Zerbst.

Quando o seu tio, o príncipe Jorge III de Anhalt-Zerbst  morreu sem deixar herdeiros, Joaquim e os seus irmãos herdaram o principado de Anhalt-Plötzkau em 1553. Mais tarde, em 1561, a morte de um outro tio, Joaquim I de Anhalt-Dessau permitiu-lhe herdar os territórios de Anhalt-Dessau juntamente com o irmão Bernardo, o único que ainda estava vivo na altura. Em 1561, o seu primo Wolfgang de Anhalt-Köthen abdicou do trono de Anhalt-Köthen a seu favor.

Casamentos e descendênciaEditar

Joaquim casou-se pela primeira vez no dia 3 de Março de 1560 em Barby com a princesa Inês, filha do conde Wolfgang I de Barby-Mühlingen. Juntos, tiveram seis filhos:

  1. Ana Maria de Anhalt (13 Junho de 1561 - 14 de Novembro de 1605), casada com o duque Joaquim Frederico de Brieg; com descendência.
  2. Inês de Anhalt (16 de Setembro de 1562 - 4 de Junho de 1564), morreu aos dois anos de idade.
  3. Isabel de Anhalt-Zerbst (25 de Setembro de 1563 - 5 de Outubro de 1607), casada com o príncipe-eleitor João Jorge de Brandemburgo; com descendência.
  4. Sibila de Anhalt (28 de Setembro de 1564 - 26 de Outubro de 1614), casada com Frederico I, Duque de Württemberg; com descendência.
  5. João Jorge I, Príncipe de Anhalt-Dessau (9 de Maio de 1567 - 24 de Maio de 1618), casado primeiro com a condessa Doroteia de Mansfeld-Arnstein; com descendência. Casado depois com a condessa Doroteia do Palatinado-Simmern; com descendência.
  6. Cristiano I, Príncipe de Anhalt-Bernburg (11 de Maio de 1568 - 17 de Abril de 1630), casado com a condessa Ana de Bentheim-Steinfurt-Tecklenburg-Limburg; com descendência.

Dois anos depois da morte da sua primeira esposa, a 9 de Janeiro de 1571, Joaquim Ernesto casou-se em Estugarda com a princesa Leonor, filha do duque Cristóvão de Württemberg. Juntos tiveram dez filhos:

  1. Bernardo, Príncipe de Anhalt (25 de setembro de 1571 - 24 de novembro de 1596), morreu aos vinte e cinco anos; sem descendência.
  2. Inês Edviges de Anhalt (12 de março de 1573 - 3 de novembro de 1616), casada primeiro com o eleitor Augusto I da Saxónia; sem descendência. Casou-se depois com o duque João II de Schleswig-Holstein-Sonderburg-Plön.
  3. Doroteia Maria de Anhalt (2 de julho de 1574 - 18 de julho de 1617), casada com o duque João II de Saxe-Weimar; com descendência.
  4. Augusto, Príncipe de Anhalt-Plötzkau (14 de julho de 1575 - 22 de agosto de 1653), casado com Sibila de Solms-Laubach; com descendência.
  5. Rudolfo, Príncipe de Anhalt-Zerbst (28 de outubro de 1576 - 30 de julho de 1621), casado primeiro com a duquesa Doroteia Edviges de Wolfenbüttel; com descendência. Casado depois com Madalena de Oldemburgo; com descendência.
  6. João Ernesto, Príncipe de Anhalt (1 de maio de 1578 - 22 de dezembro de 1601), morreu aos vinte e três anos; sem descendência.
  7. Luís I, Príncipe de Anhalt-Köthen (17 de junho de 1579 - 7 de janeiro de 1650), casado com a condessa Amöena Amália de Bentheim-Steinfurt-Tecklenburg-Limburg; com descendência. Casado depois com Sofia de Lippe; com descendência.
  8. Sabina de Anhalt (7 de novembro de 1580 - 28 de março de 1599), morreu aos dezoito anos de idade; sem descendência.
  9. Joaquim Cristóvão de Anhalt (7 de julho de 1582 - 16 de julho de 1583), morreu com um ano de idade.
  10. Ana Sofia de Anhalt (15 de junho de 1584 - 9 de junho de 1652), casada com o conde Carlos Günther de Schwarzburg-Rudolstadt; sem descendência.

Governador único de AnhaltEditar

Em 1570, faleceu o único irmão ainda vivo de Joaquim, o príncipe Bernardo VII, o que fez com que ele se tornasse o único governante dos estados de Anhalt, unidos pela primeira vez desde a primeira partição realizada em 1252. Joaquim escolheu a cidade de Dessau para capital do seu governo.

Joaquim Ernesto era um governante típico do Renascimento que apoiou generosamente as artes e a cultura. Também ordenou que o filho do seu chanceler,Tobias Hübner, criasse uma descrição dos famosos jogos do caveleiro (em alemão: Ritterspiele) que se realizavam na corte de Dessau.

Em 1572, criou o Código Legal da Região de Anhalt (em alemão: Landesverordnung Anhalts) e, em 1582, abriu o Liceu Franciscano (em alemão: Gymnasium Francisceum) em Zerbst. Era também um apoiante fervoroso da Reforma protestante e dos Huguenotes.

Morte e sucessãoEditar

O príncipe Joaquim Ernesto morreu em Dessau a 6 de Dezembro de 1586. Uma vez que a sucessão nos territórios de Anhalt não seguia a regra da primogenitura, os seus sete filhos partilharam a governação dos territórios até 1603, data em que os seus cinco filhos ainda vivos dividiram as terras entre si.

GenealogiaEditar

Os antepassados de Joaquim Ernesto, Príncipe de Anhalt em três gerações[1]
Joaquim Ernesto, Príncipe de Anhalt Pai:
João V, Príncipe de Anhalt-Zerbst
Avô paterno:
Ernesto I, Príncipe de Anhalt-Dessau
Bisavô paterno:
Jorge I, Príncipe de Anhalt-Dessau
Bisavó paterna:
Ana de Lindow-Ruppin
Avó paterna:
Margarida de Münsterberg-Oels
Bisavô paterno:
Henrique I, Duque de Münsterberg-Oels
Bisavó paterna:
Úrsula de Brandemburgo, Duquesa de Münsterberg-Oels
Mãe:
Margarida de Brandemburgo
Avô materno:
Joaquim I Nestor, Príncipe-Eleitor de Brandemburgo
Bisavô materno:
João Cícero, Príncipe-Eleitor de Brandemburgo
Bisavó materna:
Margarida da Turíngia
Avó materna:
Isabel da Dinamarca, Princesa-Eleitora de Brandemburgo
Bisavô materno:
João da Dinamarca
Bisavó materna:
Cristina da Saxônia

Referências

  1. The Peerage, consultado a 4 de Novembro de 2015