Abrir menu principal
Johan Nieuhof
Nascimento 22 de julho de 1618
Uelsen
Morte 8 de outubro de 1672 (54 anos)
Madagascar
Cidadania Países Baixos
Ocupação explorador, antropólogo, linguista

Johan Jacob Nieuhof (Uelsen, 22 de julho de 1618 - Madagascar, 8 de outubro de 1672) foi um viajante neerlandês.

No contexto das Invasões holandesas do Brasil veio para o Brasil em 1640, a serviço da Companhia Neerlandesa das Índias Ocidentais. Permaneceu na conquista por nove anos, deixando um interessante relato das suas experiências: a Memorável Viagem Marítima e Terrestre ao Brasil[1][2] (Johan Neuhofs Gedenkwaerdige Brasiliaense Zee-en Lant-Reize. Behelzende Al het geen op dezelve is voorgevallen. Beneffens Een bondige befchrijving van gantfch Neerlants Brasil, Zoo van lantfchappen, fteden, dieren, gewaffen, als draghten, zeden en godsdienft des inwoonders: En in zonderheit Een wijtloopig verhael der merkwaardigfte voorvallen en gefchiedeniffen, die zich, geduurende zijn negenjarigh verblijf in Brafil, in d’oorlogen en opflant der Portugefer tegen d’onzen, zich federt het jaer 1640 tot 1649. Amsterdam, 1682)

A partir de 1649 empreendeu várias viagens ao Oriente onde, em 1664, era um dos principais agentes da Companhia Neerlandesa das Índias Orientais.

Entre 1655 e 1657 empreendeu uma viagem de cerca de 2400 quilômetros, de Cantão até Pequim, na China, cujo relato fez dele um dos maiores escritores da época em relação aquele império.

Faleceu em Madagascar, em uma viagem ao interior, em busca de água.

BibliografiaEditar

  • GASPAR, Lúcia, Viajantes em terras brasileiras: Documentos existentes no acervo da Biblioteca Central Blanche Knopf, Recife, Fundação Joaquim Nabuco.

Referências