Abrir menu principal
José de Barros
Bispo da Igreja Católica
Bispo de São Paulo

Título

12º Bispo de São Paulo
Atividade Eclesiástica
Diocese Arquidiocese de São Paulo
Nomeação 9 de março de 1903
Entrada solene 24 de abril de 1904
Predecessor Dom Antônio Cândido Alvarenga
Sucessor Dom Duarte Leopoldo e Silva
Mandato 1903 - 1906
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 13 de março de 1883
por Dom Lino Deodato Rodrigues de Carvalho
Nomeação episcopal 16 de janeiro de 1894
Ordenação episcopal 26 de junho de 1894
por Dom Lucido Cardeal Parocchi
Lema episcopal VENIO IN NOMINE DOMINI
Venho em nome do Senhor
Brasão episcopal
Dados pessoais
Nascimento Indaiatuba, São Paulo
24 de abril de 1858
Morte Cabo de Palos
4 de agosto de 1906 (48 anos)
Nacionalidade brasileiro
Progenitores Mãe: Gertrudes de Assunção Camargo
Pai: João Batista de Camargo Barros
Funções exercidas -bispo de Curitiba (1894-1903)
dados em catholic-hierarchy.org
Bispos
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Dom José de Camargo Barros (Indaiatuba, 24 de abril de 1858Espanha, 4 de agosto de 1906), foi um bispo católico; primeiro bispo de Curitiba, 12º bispo de São Paulo.

Índice

BiografiaEditar

Filho de João Batista de Camargo Barros e de Gertrudes de Assunção Camargo. Faleceu aos 48 anos, no naufrágio do navio Sírio, que veio a pique próximo ao Cabo de Palos, litoral da Espanha. Seu corpo não foi encontrado, sendo-lhe dedicado um cenotáfio na cripta da catedral de São Paulo. Neste mesmo navio estava Dom José Marcondes Homem de Melo que fora ordenado bispo, em Roma, por Dom José e outros prelados, que estavam retornando de Roma, onde haviam feito a Visita ad limina ao Papa São Pio X. Dom José Marcondes Homem de Melo, arcebispo do Pará, sobreviveu ao naufrágio. Foi conde romano.

EstudosEditar

Fez seus primeiros estudos em escolas de Itu e Sorocaba. Em 1875 foi admitido no Colégio São Luís, dos jesuítas, de Itu, donde foi encaminhado para o Seminário Episcopal de Dom Lino Deodato de Carvalho, sendo admitido em 1877.

PresbiteradoEditar

Foi ordenado sacerdote a 13 de março de 1883, na Capela do Seminário, por imposição das mãos de Dom Lino Deodato Rodrigues de Carvalho . Grande orador sacro, suas homilias tinham grande repercussão na sociedade paulopolitana. Por quatro anos, foi professor do Seminário, onde ocupou o cargo de mestre de disciplina. Depois, foi nomeado pároco da matriz de Santa Ifigênia. Literato e jornalista, fundou o semanário “O Lidador”, o “Boletim Eclesiástico”, o “Mensageiro de Santo Antônio” , “O Cruzeiro do Sul”, “A Sineta de Deus” e “A Estrela”

EpiscopadoEditar

O Papa Leão XIII designou Dom José para ser o primeiro Bispo de Curitiba, no dia 16 de janeiro de 1894, aos 35 anos.[1]

Foi sagrado bispo, em Roma, na capela do Colégio Pio Latino Americano, no dia 24 de junho de 1894, pelas mãos de S. Ema. Revma. Lucido Maria Cardeal Parocchi, sendo consagrantes: D. Joaquim Arcoverde de Albuquerque Cavalcanti, então bispo coadjutor de São Paulo e D. Eduardo Duarte e Silva, então bispo de Goiás. Após ser sagrado, voltou rapidamente ao Brasil, para participar da missa de sétimo dia de Dom Lino. Fez sua entrada solene na catedral de Curitiba no dia 30 de setembro de 1894.

No dia 9 de novembro de 1903 o São Pio X nomeou Dom José para ser o 12º Bispo de São Paulo, sucedendo a Dom Antônio Cândido Alvarenga. Dom José tomou posse da diocese e fez sua entrada solene na catedral no dia de seu aniversário, 24 de abril de 1904. Dom José foi sucedido por Dom Duarte Leopoldo e Silva tanto na Diocese de Curitiba como na Diocese de São Paulo.

Brasão e lemaEditar

 
Esta seção não cita fontes confiáveis e independentes (desde outubro de 2017). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Descrição: Escudo eclesiástico, terciado em pálio: o 1º de blau, com um pombo de argente, de asas estendidas e nimbado de jalde; o 2º de jalde, com uma árvore de sinopla, arrancada de argente; e o 3º de goles com um in-fólio aberto de argente com uma espada do mesmo, posta em banda e brocante sobre o livro. O escudo assente em tarja branca. O conjunto pousado sobre uma cruz trevolada de ouro, com um coronel de Conde, entre uma mitra de prata adornada de ouro, à dextra, e de um báculo do mesmo, a senestra, para onde se acha voltado. O todo encimado pelo chapéu eclesiástico com seus cordões em cada flanco, terminados por seis borlas cada um, tudo de verde. Brocante sob a ponta da cruz um listel de blau com a legenda: VENIO IN NOMINE DOMINI, em letras de jalde.

Interpretação: O escudo obedece as regras heráldicas para os eclesiásticos. O 1º campo, de blau (azul) representa o firmamento celeste e ainda o manto de Nossa Senhora, sendo que este esmalte significa: justiça, serenidade, fortaleza, boa fama e nobreza. O pombo representa o Divino Espírito Santo que inspira e rege os bispos, sucessores dos apóstolos, sendo de argente (prata), simboliza a inocência, a castidade, a pureza e a eloqüência; o nimbo ressalta a divindade da Terceira Pessoa da Santíssima Trindade, sendo de jalde (ouro) simboliza: nobreza, autoridade, premência, generosidade, ardor e descortínio. A Árvore arrancada simboliza origem nobre (os velhos troncos bandeirantes: Camargo e Barros) e sublimidade de pensamento e, por sua cor sinopla (verde) simboliza esperança,liberdade, abundância, cortesia e amizade; o campo de jalde e as raízes de argente têm os significados acima descritos. Por último, o campo de goles (vermelho) simboliza o fogo da caridade inflamada no coração do bispo, bem como valor e socorro aos necessitados, e ainda o martírio de São Paulo Apóstolo, também representado pelo in-fólio com a espada, numa referência ao padroeiro do estado e da diocese do bispo. O lema traduz o propósito de vida episcopal de Dom José: “Venho em Nome do Senhor”.

Atividade e contribuiçõesEditar

Ordenações episcopaisEditar

Ligações externasEditar

Referências

  1. De capela a basílica Caderno Vida e Cidadania - Gazeta do Povo — acessado em 28 de janeiro de 2012
  Este artigo sobre Episcopado (bispos, arcebispos, cardeais) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.