Jovem Pan FM Cuiabá

estação de rádio brasileira de Várzea Grande, MT

Jovem Pan FM Cuiabá é uma emissora de rádio brasileira concessionada em Chapada dos Guimarães, porém sediada em Cuiabá, respectivamente cidade e capital do estado de Mato Grosso. Opera no dial FM na frequência 94.9 MHz, é afiliada à Jovem Pan FM. A emissora pertence ao Grupo PHD Publicidade, dos empresários Priscila Hauer e Fábio Defanti. Entre 2006 e 2021, a emissora esteve integrada ao Grupo Futurista de Comunicação, do empresário e ex-governador mato-grossense Júlio Campos.

Jovem Pan FM Cuiabá
{{{alt}}}
Rádio Alternativa de Difusão Ltda.
País Brasil
Cidade de concessão Chapada dos Guimarães, MT
Frequência(s) FM 94.9 MHz
Antigas frequências:
FM 93,3 MHz (2006-2021)
Canais 235
Sede Cuiabá, MT
Slogan A número um do Brasil !
Fundação 8 de maio de 2006 (16 anos)
Pertence a Grupo PHD Publicidade
Proprietário(s) Priscila Hauer
Fábio Defanti
Antigo(s) proprietário(s) Grupo Cidade Verde de Comunicação
Formato Comercial
Gênero Jovem (pop, adulto contemporâneo e rock)
Afiliações Jovem Pan FM
Idioma Português
Prefixo ZYG 234
Prefixo(s) anterior(es) ZYN 408
Nome(s) anterior(es) Jovem Pan 2 Cuiabá (2006-2013)
Cobertura Região Metropolitana do Vale do Rio Cuiabá
Dados técnicos Potência: 22,3 kW
Classe: A1
RDS: Sim
Página oficial jovempancuiaba.com.br

HistóriaEditar

Em meados de 2006 foi anunciado que a Antena FM iria se afiliar a Jovem Pan FM, assim trazendo a rede de volta a capital mato-grossense depois de 10 anos fora do ar, quando a mesma rede podia ser sintonizada na frequência 94,3 entre 1994 e 1996 (atualmente ocupada pela Rede Aleluia).[1] A emissora estreou na capital no dia 8 de maio de 2006, ao meio-dia, durante o Panico. No inicio a emissora ainda não tinha programação local, mas logo após a contratação de alguns locutores, a afiliada conseguiu amentar a audiência da emissora, em algumas pesquisas realizadas pelo IBOPE, a Jovem Pan ocupava o segundo lugar, liderando no segmento jovem/pop e assim abrindo a concorrência com outras rádios.[2] Na época, a emissora era pertencente ao Grupo Cidade Verde de Comunicação.[3] Em 2016, a gestão da emissora foi assumida pelo Grupo PHD Publicidade, dos empresários Priscila Hauer e Fábio Defanti.[4]

Na tarde de 15 de dezembro de 2021, a Jovem Pan FM Cuiabá foi retirada do ar após liminar concedida pela 11.ª Vara Cível de Cuiabá ao Grupo Futurista, que move processo contra o Grupo PHD Publicidade desde agosto de 2021 por irregularidades na administração da 93.3 MHz e da Nativa FM Cuiabá. O Grupo Futurista alega em processo que as infrações apuradas quebram o contrato de arrendamento firmado com o Grupo PHD Publicidade e que poderiam levar a perca da concessão das duas emissoras junto à Anatel, como falta de manutenção de equipamentos e transmissão em baixa potência.[5] Em resposta, o Grupo PHD Publicidade anunciou que o contrato de arrendamento vale até 2023 e que vai recorrer judicialmente para restabelecer o contrato e os sinais das rádios.[6] Em 17 de novembro de 2021, o TJ-MT derrubou a liminar favorável ao Grupo Futurista e determinou a retomada da gestão das rádios ao Grupo PHD Publicidade.[7] Em seguida, o Grupo Futurista entrou com um agravo de instrumento contra a decisão, protocolada no dia 21 de dezembro, onde a defesa acusa Priscila Hauer de induzir a desembargadora ao erro.[8] Na mesma ocasião, o Grupo PHD Publicidade entrou com petição para recolocar as duas emissoras no ar, alegando que o Grupo Futurista estaria criando entraves ao cumprimento da decisão judicial.[9][10]

Em 23 de dezembro de 2021, a Jovem Pan FM Cuiabá entrou no ar na frequência 94.9 MHz, uma concessão migrante AM-FM da cidade de Chapada dos Guimarães.[11] No dia seguinte, o Tribunal de Justiça de Mato Grosso deu decisão favorável ao Grupo Futurista e determinou a devolução do controle das duas frequências em posse do Grupo PHD, sob pena de multa diária de 5 mil reais.[12][13][14]

Programas LocaisEditar

  • JORNAL DA MANHÃ - EDIÇÃO CUIABÁ
  • EXPLOSÃO NA PAN

Referências

  1. Daniel Starck (17 de outubro de 2006). «Jovem Pan 2 acorda e cresce». tudoradio.com. Consultado em 24 de junho de 2020 
  2. «Audiência MT: Gazeta segue líder geral. Jovem Pan 2 em segundo». tudoradio.com. 10 de setembro de 2009. Consultado em 24 de junho de 2020 
  3. Patrícia Sanches (4 de agosto de 2014). «Morre dono do Grupo Cidade Verde; empresário lutava contra a leucemia». RD News. Consultado em 19 de dezembro de 2021 
  4. «Ex-Jovem Pan, frequência 93.3 volta ao ar após 11 dias». Estadão de Mato Grosso. 28 de dezembro de 2021. Consultado em 2 de janeiro de 2022 
  5. Gabriel Soares (16 de dezembro de 2021). «Juíza manda desligar sinais das rádios Jovem Pan e Nativa em Cuiabá». Estadão de Mato Grosso. Consultado em 17 de dezembro de 2021 
  6. «Juíza manda cortar sinal das rádios Jovem Pan e Nativa FM Cuiabá». MidiaNews. 17 de dezembro de 2021. Consultado em 17 de dezembro de 2021 
  7. Romilson Dourado (17 de dezembro de 2021). «Justiça determina que Julio devolva equipamentos para arrendatária». RD News. Consultado em 19 de dezembro de 2021 
  8. Felipe Leonel (23 de dezembro de 2021). «Júlio tenta reverter decisão que determinou retorno da Jovem Pan Cuiabá». Estadão de Mato Grosso. Consultado em 23 de dezembro de 2021 
  9. Gabriel Soares (22 de dezembro de 2021). «Empresa de ex-governador estaria impedindo retorno da Jovem Pan Cuiabá, diz defesa». Estadão de Mato Grosso. Consultado em 23 de dezembro de 2021 
  10. «Fora do ar: Transmissora acusa empresa de ex-senador de impedir retorno de rádios». MidiaNews. 23 de dezembro de 2021. Consultado em 23 de dezembro de 2021 
  11. Daniel Starck (23 de dezembro de 2021). «Jovem Pan FM confirma permanência em Cuiabá (MT) e passa a operar em novo canal». Tudo Rádio. Consultado em 23 de dezembro de 2021 
  12. «Desembargador de MT dá 72 horas para empresa devolver equipamentos de rádio». Veja Bem MT. 26 de dezembro de 2021. Consultado em 2 de janeiro de 2021 
  13. «TJ derruba liminar que garantia retorno da Jovem Pan Cuiabá». O Impresso MT. 24 de dezembro de 2021. Consultado em 3 de janeiro de 2021 
  14. Daniel Starck (29 de dezembro de 2021). «Decisão do TJMT encaminha estreias da Massa FM e da Rádio Mix FM em Cuiabá (MT)». Tudo Rádio. Consultado em 2 de janeiro de 2021 

Ligações externasEditar