Abrir menu principal

Konoe Motomichi

Foi um nobre do final do período Heian da História do Japão
Konoe Motomichi
近衛 基通
Dados pessoais
Nascimento 1160
Morte 8 de julho de 1233 (73 anos)
linkWP:PPO#Japão

Konoe Motomichi (近衛 基通, também conhecido como Fujiwara no Motomichi?, 1160 - 1233) , foi um nobre e poeta do final do período Heian da História do Japão .

Vida e carreiraEditar

Filho de Konoe Motozane, quando seu pai faleceu aos seis anos de idade, foi adotado pela segunda mulher dele Taira no Moriko, filha de Taira no Kiyomori, líder do poderoso clã Taira [1].

Ingressou na corte imperial em 1170 como camareiro-mor. Em 1175 foi nomeado vice-governador da província de Mimasaka.

Em 1179, com a morte da filha de Kiyomori, Moriko, a cujos cuidados Motomichi fora confiado em sua infância, Motofusa, pediu a Go-Shirakawa para expropriar todas as terras que pertenciam a Motomichi que lhes foram dadas. Além disso, após a morte de Shigemori pouco tempo depois, o mesmo procedimento foi feito. Cabe salientar que todas essas terras eram Fujiwara e foram entregue aos Taira com a morte de Konoe Motozane. Motomichi também sai prejudicado, embora líder legal dos Fujiwara e com idade legal, lhe fora negado o cargo de Chūnagon, que foi dado ao filho de Motofusa, Moroie [2].

Kiyomori se sentiu desafiado. Partindo de sua casa de campo em Fukuhara, na província de Settsu, à frente de uma grande tropa, colocou o ex-imperador em confinamento rigoroso no palácio Toba, segregando-o completamente do mundo oficial e privando-o de todas as funções administrativas, baniu Motofusa e o Daijō Daijin Fujiwara no Moronaga, ele demitiu os trinta e nove altos funcionários que serviam Go-Shirakawa, nomeou Motomichi para o cargo de Kampaku (regente) do Imperador Takakura [2]. Em 1180 com a abdicação de Takakura, se tornou Sesshō (regente) do pequeno Imperador Antoku, neto de Kiyomori de apenas 2 anos de idade [3].

Quando Kiyomori morreu em 1181, no meio das Guerras Genpei, o poder dos Taira desmoronou e a facção rival liderada por Minamoto no Yoshinaka chegou em Quioto em 1183, tomando a capital, Motomichi se manteve em Quioto e não fugiu com o restante dos Taira, foi destituído como regente. Após o final da guerra civil Motomichi passou para o lado de Go-Shirakawa, o que levou a se converter em líder do Clã Fujiwara logo após a derrota dos Taira e a morte do Imperador Antoku em 1184, voltando a ser Sesshō do jovem Imperador Go-Toba até 1186, quando foi substituído por Kujo Kanezane, mas ainda assim Motomichi manteve o patronato de Go-Shirakawa até a morte deste em 1191 [4].



Precedido por
Konoe Motozane
  -- 2º Líder dos Konoe Fujiwara
(1166 -1183) [5]
Sucedido por
Konoe Iezane
Precedido por
Taira no Shigemori
37º Naidaijin
(1179 -1182)
Sucedido por
Taira no Munemori




Referências

  1. Delmer M.Brown e Ichirō Ishida, Gukanshō: The Future and the Past. Berkeley: University of California Press. pp. 120 -121. ISBN 9780520034600; OCLC 251325323
  2. a b Frank Brinkley and Dairoku Kikuchi. A History of the Japanese People from the Earliest Times to the End of the Meiji Era.(em inglês) New York: Encyclopædia Britannica, 1915 pp. 716 - 717. OCLC 413099
  3. Delmer M.Brown Gukanshō: ... pp. 331
  4. Delmer M.Brown Gukanshō: ... pp. 134 - 135
  5. Delmer M.Brown Gukanshō: ... pp. 334