Lúcio Estertínio Ávito

Lúcio Estertínio Ávito (em latim: Lucius Stertinius Avitus) foi um senador romano nomeado cônsul sufecto para o nundínio de maio a agosto de 92 com Tibério Júlio Celso Polemeano[1]. Era filho do senador Marco Estertínio Rufo e pai de Lúcio Estertínio Nórico, cônsul sufecto em 113, e de Públio Estertínio Quarto, cônsul sufecto em 112[2].

Lúcio Estertínio Ávito
Cônsul do Império Romano
Consulado 92 d.C.

CarreiraEditar

De origem equestre, Ávito foi procurador na Nórica durante o reinado de Vespasiano ou Domiciano. A partir da obra de Marcial, de quem era amigo e que o chamou de "sublimi pectore vates" ("bardo de coração elevado"), sabe-se que Ávito era um poeta[3].

Ver tambémEditar

Cônsul do Império Romano
 
Precedido por:
'Mânio Acílio Glabrião

com Marco Úlpio Trajano I
com Cneu Minício Faustino (suf.)
com Públio Valério Marino (suf.)
com Quinto Valério Vegeto (suf.)
com Públio Metílio Nepos (suf.)

Domiciano XVI
92

com Quinto Volúsio Saturnino
com Lúcio Venuleio Montano Aproniano (suf.)
com Lúcio Estertínio Ávito (suf.)
com Tibério Júlio Celso Polemeano (suf.)
com Caio Júlio Silano (suf.)
com Quinto Júnio Aruleno Rústico (suf.)

Sucedido por:
'Sexto Pompeu Colega

com Quinto Peduceu Priscino
com Tito Avídio Quieto (suf.)
com Sexto Lusiano Próculo (suf.)
com Caio Cornélio Raro Sêxtio (suf.)


Referências

  1. Paul Gallivan, "The Fasti for A. D. 70-96", Classical Quarterly, 31 (1981), pp. 191, 218
  2. Continuité gentilice et Continuité familiale dans les familles sénatoriales romaines à l'époque impériale, Oxford University (R.-U.), Linacre College, coll. « Prosopographica & Genealogica », 597 p., 2000 (ISBN 1-900934-02-7).
  3. Prosopographia Imperii Romani. S 910.