Lúcio Tício Epídio Aquilino

Lúcio Tício Epídio Aquilino (em latim: Lucius Titius Epidius Aquilinus) foi um senador romano eleito cônsul em 125 com Marco Lólio Paulino Décimo Valério Asiático Saturnino[1][2][3]. Aquilino foi citado numa inscrição fragmentária[4] segundo a qual o imperador pessoalmente isentava um colégio sacerdotal (?) da cara obrigação de realizar jogos públicos.

Lúcio Tício Epídio Aquilino
Cônsul do Império Romano
Consulado 125 d.C.

FamíliaEditar

É provável que Aquilino tenha sido pai de Pláucio Quintilo, cônsul em 159 e cunhado do imperador Lúcio Vero, e de Lúcio Tício Pláucio Aquilino, cônsul em 162[5]. Se for este o caso, Aquilino provavelmente se casou com uma Avídia Pláucia[6].

Ver tambémEditar

Cônsul do Império Romano
 
Precedido por:
'Mânio Acílio Glabrião

com Caio Belício Flaco Torquato Tebaniano
com Aulo Lárcio Macedo (suf.)
com Públio Ducênio Verres (suf.)
com Caio Júlio Galo (suf.)
com Caio Valério Severo (suf.)

Marco Lólio Paulino Décimo Valério Asiático Saturnino II
125

com Lúcio Tício Epídio Aquilino
com Quinto Vetina Vero (suf.)
com Públio Lúcio Cosconiano (suf.)

Sucedido por:
'Marco Ânio Vero III

com Caio Égio Ambíbulo
com Lúcio Valério Propinquo (suf.)
com Lúcio Cúspio Camerino (suf.)
com Caio Sênio Severo (suf.)


Referências

  1. Werner Eck, "Hadrische Konsuln Neue Zeugnisse aus Militärdiplomen", Chiron, 32 (2002), p. 482
  2. Alison E. Cooley, The Cambridge Manual of Latin Epigraphy (Cambridge: University Press, 2012), pp. 469ss
  3. CIL XV, 504
  4. CIL VI, 31420
  5. Olli Salomies, Adoptive and Polyonymous Nomenclature in the Roman Empire (Helsinki: Societas Scientiarum Fennica, 1992), p. 97
  6. Salomies, Adoptive and Polyonymous Nomenclature, pp. 100f

BibliografiaEditar

  • (em alemão) Gerhard Winkler: Titius II 2. In: Der Kleine Pauly (KlP). Vol. 5, Stuttgart 1975, col. 874.
  • E Groag, "Epidius 4)", RE, vol. VI-1, Stuttgart, 1907, col. 60.
  • Der Neue Pauly, vol. IX, Stuttgart, 1999, col. 1117.