Abrir menu principal
Larissa Bracher
Nome completo Larissa Bracher
Nascimento 17 de setembro de 1976 (43 anos)
Juiz de Fora, MG
Nacionalidade brasileira
Ocupação Atriz Coach de atores Life coach
Atividade 1998–presente
Outros prêmios
Melhor atriz - Recife e Miami (2000) Blumenau (2012)
Página oficial

Larissa Bracher (Juiz de Fora, 17 de setembro de 1976) é uma atriz brasileira, com carreira em teatro,[1] cinema[2] e televisão.[3] É também preparadora de elenco, "life coach" e criadora da metodologia "coach para atores"

BiografiaEditar

Nascida em Juiz de Fora, MG, Larissa mudou-se, com apenas 15 dias para Ouro Preto com os pais, os premiados artistas plásticos Carlos Bracher e Fani Bracher. Lá, graduou-se em Artes Cênicas pela Universidade Federal de Ouro Preto (1997), onde também estudou Filosofia. Fez vários cursos e oficinas de interpretação, com Antunes Filho, Walter Lima Júnior, Bárbara Heliodora, Maria Psomas, Karl Schumacher, Terry O´Reilly (Nova York), Silke Müllenstern e Jacques Lecoq ( França), Miguel Montesco ( Cuba), entre outros.[4]

Estreou no teatro ainda em 1996, em uma peça de Brecht, sob a direção do mineiro Wilson Oliveira.

Contratada pela TV Globo a partir de uma oficina de atores, mudou-se para o Rio de Janeiro em 1997, onde vive ainda hoje.[5]

Ganhou prêmio de Melhor Atriz com os filmes "Os Filhos de Nelson" (em Miami e Recife) e "A Antropóloga" (Blumenau).[6]

Apresentou ,entre outros, os programas "Um Certo Olhar Francês" [7] no Canal Brasil e o mais recente, o Doc reallity de moda, exibido pelo Arte 1, "Desafio Brasil Fashion" [8](2016), junto a Ronaldo Fraga, Alexandre Herchcovitch e Lino Villaventura.

No teatro seus trabalhos mais recentes são: Rio Diversidade, no monólogo "Genderless- um corpo fora da lei", (indicado aos Prêmios Shell e APTR de inovação teatral), "Trágica.3"[9] (2014-2016), e "RockAntygona" (2010-2012) [10]

Sua empresa, ativa desde 1999, a Larissa Bracher Produções Artísticas, realizou diversas produções teatrais e recentemente produziu o grande ciclo de exposições "Bracher: Pintura & Permanência" (2014/ 2015) nos CCBBs (Centro Cultural Banco do Brasil) de Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília, em homenagem ao pintor Carlos Bracher. A Mostra ganhou o prêmio de "Melhor exposição do ano", pela Associação Brasileira de Críticos de Arte - ABCA). Em 2011 coordenou o 1 "Cena Brasil Internacional", maior evento internacional de teatro do Rio de Janeiro, no CCBB, Correios e Casa França-Brasil.

Em Agosto de 2010 nasce Valentim, filho da atriz com o cantor e compositor Paulinho Moska.

Larissa é "Life coach" certificada pela Behavioral Coaching Institute (BCI), Programadora Neurolinguista e Hipnoterapeuta Clínica (Método Ericksoniano) além de reconhecida preparadora de elenco.

É criadora da metodologia que une life coach, pnl e hipnose[11] para interpretação.

FilmografiaEditar

TelevisãoEditar

NovelasEditar

Séries e ProgramasEditar

Cinema[15]Editar

TeatroEditar

  • 2016: Genderless - Monólogo (de Marcia Zanelatto)- dir. Guilherme Leme (Indicado aos Prêmios Shell e Aptr na categoria inovação teatral- 2016)
  • 2016: Trágica.3 (Electra de Eurípedes) - Dir. Guilherme Leme (Indicado ao Premio Shell de melhor espetáculo e melhor atriz (Denise Del Vecchio)- 2015)
  • 2010: RockAntygona (de Sófocles) - Dir. Guilherme Leme e Vera Holtz (indicado ao Prêmio Shell nas categorias Iluminação e trilha sonora-2010)
  • 2009: As Meninas (de Maitê Proença) - Dir. Amir Haddad
  • 2007/2008: Um Certo Van Gogh (de Daniela Pereira de Carvalho) - Dir. João Fonseca
  • 2006: Um Marido Ideal (de Oscar Wilde) - Dir. Victor Garcia Peralta ( Mabel Chiltern)
  • 2004: Geringonça (de Caio de Andrade) - Dir. Caio de Andrade Fiona Greenhill (Melhores do ano, O Globo- 2004)
  • 2003: Deserto Iluminado (de Caio de Andrade)
  • 2002: O Exercício (de Lewis John Carlino)
  • 2001: Os Olhos Verdes do Ciúme (de Caio de Andrade) - Dir Caio de Andrade (Fiona Greenhill) (Vencedor do Prêmio Governador do estado, e Melhores do ano, O Globo, Indicado ao Shell de Melhor texto- 2001)
  • 1997: A Dama da madrugada (de Alejandro Casona) - Dir. Helvécio Guimarães
  • 1996: A ópera dos 3 vinténs (de Bertolt Brecht) - Dir. Wilson Oliveira

DireçãoEditar

  • 2011: Filha, mãe, avó e p.. - Assistente de direção de Guilherme Leme

ProduçãoEditar

  • 2001 Os Olhos Verdes do Ciúme (de Caio de Andrade)
  • 2003 Deserto Iluminado (de Caio de Andrade)
  • 2004: Geringonça (de Caio de Andrade)
  • 2010: RockAntygona - Dir. Guilherme Leme e Vera Holtz
  • 2012: Coordena o Festival internacional de teatro "Cena Brasil Internacional", no CCBB, Correios e Casa França Brasil (RJ)
  • 2014/2015: Coordena as Exposições : "Bracher:Pintura & Permanência", nos CCBBs de Belo Horizonte, São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília, e na Usiminas, Ipatinga. A mostra recebeu o prêmio de "Melhor exposição do ano de 2014 pela ABCA associação brasileira de Críticos de arte)

PremiaçõesEditar

  • Ganhou o prêmio de Melhor Atriz Festival de Cinema de Recife de 2001 por sua atuação no curta-metragem "Os Filhos de Nelson", dirigido por Marcelo Santiago.[16]
  • Ganhou o prêmio de Melhor Atriz no Festival de Cinema de Miami de 2001, por sua atuação no curta-metragem "Os Filhos de Nelson", dirigido por Marcelo Santiago.[17]
  • Ganhou o prêmio de Melhor Atriz no Festival de cinema de Blumenau de 2012, por sua atuação no longa "A Antropóloga", dirigido por Zeca Nunes Pires.[18]

Referências

  1. «Larissa Bracher no "Teatropedia"». Consultado em 26 de junho de 2016. Arquivado do original em 15 de agosto de 2016 
  2. «Biografia de Larissa Bracher no saite "História do Cinema Brasileiro"». Consultado em 26 de junho de 2016 
  3. «Biografia de Larissa Bracher no "Museu da TV"». Consultado em 26 de junho de 2016. Arquivado do original em 13 de agosto de 2016 
  4. «Dados biográficos de Larissa Bracher no "Guia da semana"». Consultado em 26 de junho de 2016 
  5. «Larissa Bracher em "Malhação"». Consultado em 26 de junho de 2016 
  6. «Matéria sobre "A antropóloga" no jornal Tribuna Livre». Consultado em 26 de junho de 2016. Arquivado do original em 22 de agosto de 2016 
  7. «Matéria no jornal O Globo sobre a série "Um certo olhar francês"». Consultado em 26 de junho de 2016 
  8. «Matéria no jornal Tribuna de Minas sobre o programa "Desafio Brasil fashion"». Consultado em 26 de junho de 2016 
  9. «Matéria sobre a apresentação de "Trágica.3" em Goiânia». Consultado em 26 de junho de 2016 
  10. «Matéria no jornal O Dia sobre apresentação de "Rockantygona"». Consultado em 26 de junho de 2016 
  11. «Saite pessoal de Larrissa Bracher». Consultado em 26 de junho de 2016 
  12. Redação (29 de maio de 2018). «Exclusivo: Larissa Bracher reforça o elenco de "Malhação - Vidas Brasileiras"». Notícias de TV. Consultado em 30 de maio de 2018 
  13. http://noticiasdetv.com/2017/02/03/larissa-bracher-e-benedita-na-novela-novo-mundo-proxima-das-seis/
  14. «Larissa Bracher em "A regra do jogo"». Consultado em 26 de junho de 2016 
  15. «Filmografia de Larrissa Bracher no IMDb». Consultado em 26 de junho de 2016 
  16. «Matéria no saite E-Pipoca sobre o Festival de Recife 2001». Consultado em 26 de junho de 2016 
  17. «Matéria no Cineclick sobre o Festival de Miami 2001». Consultado em 26 de junho de 2016 
  18. «Matéria no ClicRBS sobre o Festival de Blumenau 2012». Consultado em 26 de junho de 2016 

CuriosidadesEditar

A atriz quando criança foi lobinho do grupo de Escoteiros em Ouro Preto , cidade onde cresceu