Laudelino Freire

jornalista, advogado e autor sergipano (1873-1937)

Laudelino de Oliveira Freire (Lagarto, 26 de janeiro de 1873Rio de Janeiro, 18 de junho de 1937) foi um advogado, jornalista, professor, político, crítico literário, crítico de arte e filólogo brasileiro.

Laudelino Freire
Nome completo Laudelino de Oliveira Freire
Nascimento 26 de janeiro de 1873
Lagarto,  Sergipe
Morte 18 de junho de 1937 (64 anos)
Rio de Janeiro, Distrito Federal
Nacionalidade brasileiro
Ocupação advogado, jornalista, professor, político, crítico literário, crítico de arte, filólogo

Foi professor catedrático do Colégio Militar, tendo lecionado várias disciplinas. É o autor do Grande e Novíssimo Dicionário da Língua Portuguesa (1939-1944), de publicação póstuma, em cinco volumes. Também escreveu Um Século de Pintura: 1816 - 1916 [1], que é uma referência básica no estudo da pintura no Brasil do século XIX.

ObrasEditar

  • Um século de pintura: apontamentos para a historia da pintura no Brasil de 1816 a 1916. 1916.
  • Clássicos brasileiros: breves notas para a história da literatura philológica nacional. Ed. da Revista de lingua portuguesa, Rio de Janeiro 1923. (Clássicos brasileiros. 1).
  • Grande e novíssimo dicionário da língua portuguesa. 3. Auflage. Olympio, Rio de Janeiro 1957. Vols. 1–5.
  • A arte da pintura do Brasil: these avulsa. na: Revista do Instituto Histórico Brasileiro. 98, 1970, S. 778–811.
  • Regras práticas para bem escrever. Lótus do Saber, Rio de Janeiro 2000, ISBN 85-87546-03-1. (Ensinamentos de gramática e estilo atualizados por Antonio Olinto).
Editorial
  • Sonetos brasileiros: seculo XVII-XX. Organizado por Laudelino Freire. F. Briguiet, Rio de Janeiro 1913. (InternetArchive). (Coleção de 500 sonetos, com 481 retratos).
  • Revista de língua portuguesa: arquivo de estudos relativos ao idioma e literatura nacional. Rio de Janeiro. 1, 1919 – 7.1926.

Lorbeerkranz.png Academia Brasileira de LetrasEditar

Foi membro da Academia Brasileira de Letras, ocupante da cadeira 10, de 16 de novembro de 1923 a 18 de junho de 1937.


Precedido por
Rui Barbosa
(fundador)
  ABL - segundo acadêmico da cadeira 10
19231937
Sucedido por
Osvaldo Orico
Precedido por
Afonso Celso
Presidente da Academia Brasileira de Letras
1936
Sucedido por
Ataulfo de Paiva


  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.