Abrir menu principal

Leonor de Castela, Rainha de Navarra

BiografiaEditar

Em 27 de março de 1375, em Soria, casou com o infante Carlos de Évreux, herdeiro do trono de Navarra. Eles tiveram, inicialmente, quatro filhas:

Em 1387, Carlos sucedeu ao pai no trono de Navarra como Carlos III de Navarra. Três anos depois, Leonor voltou com suas filhas para a corte castelhana, alegando sofrer maus tratos em Navarra. Carlos III, todavia, conseguiu o retorno de Joana, sua filha mais velha e herdeira.

Leonor se estabeleceu nas terras que herdou de seu pai, entre Roa e Sepúlveda, um senhorio importante. Ela teve um papel ativo nas intrigas de Castela durante a minoridade de seu sobrinho, Henrique III. Em 1394, Henrique aprisionou-a em seu castelo em Roa e obrigou-a a voltar para seu esposo, em fevereiro de 1395. A partir de então, a relação entre ela e seu esposo foi boa, e Leonor foi coroada rainha em 3 de junho de 1403, em Pamplona.

Leonor sobreviveu à maioria de seus filhos, com exceção de Branca, que se tornou rainha soberana de Navarra, e a Isabel, que veio a casar com João IV, conde de Armagnac.

DescendênciaEditar


Ligações externasEditar