Abrir menu principal
Lina Morgado
Nascimento 14 de outubro de 1945
Nacionalidade portuguesa
Morte 8 de agosto de 2003 (57 anos)
Lisboa, Portugal Portugal
Ocupação Actriz
Outros prémios
Prémio Bordalo (1969) Teatro de Revista
Prémio Beatriz Costa (1970)

Lina Morgado (14 de Outubro de 1945Lisboa, 8 de Agosto de 2003), foi uma e actriz portuguesa de teatro, cinema e televisão, tendo actuado desde o Parque Mayer ao Teatro Nacional D. Maria II. Recebeu o Prémio Bordalo (1969), na categoria de Teatro de Revista e o Prémio Beatriz Costa (1970).

BiografiaEditar

Lina Morgado nasceu a 14 de Outubro de 1945.[1]

Estreou-se no ano de 1966, na revista Adão e Elas. no Teatro ABC (Parque Mayer) em Lisboa.[1][2]

Seguiram-se várias revistas e comédias em todos os teatros do Parque Mayer, espectáculos dirigidos por nomes como César de Oliveira, Rogério Bracinha, Paulo da Fonseca, Henrique Santana ou Francisco Ribeiro "Ribeirinho".[1][2]

Lina Morgado recebeu o Prémio Bordalo (1969), ou Prémio da Imprensa, na categoria "Teatro de Revista", como "Melhor Corista", tendo a Casa da Imprensa distinguido também em 1970, nesta categoria, os actores Mariema e "Ribeirinho".[3]

Em 1970, Lina Morgado, enquanto corista, recebeu o "Prémio Beatriz Costa", instituído pela a artista Beatriz Costa.[1][3][4]

Desta fase pode-se ainda destacar a participação Lina Morgado, com Nina Flores, no célebre quadro "Mãe Severa", da revista Afinal Como É? (1975), contracenando com a artista Hermínia Silva.[5][6] Esta rábula teve até edição discográfica em single pela Decca em 1976.[7]

Na música regista-se a colaboração, em 1977, com Nicolau Breyner, no álbum Opera On The Rocks, lançado pela editora Decca.[8]

Em 1977 Lina Morgado passou a integrar o elenco da Companhia Nacional I, trabalhando com nomes como Carlos Wallenstein, Norberto Barroca e Carlos Avilez até à extinção do grupo em 1981.[1][2]

Entrando na década de 1980, para além do teatro, surgem vários trabalhos para televisão, cinema e rádio.[1][2]

No teatro, passou por várias companhias: Teatro Maria Matos (1982-1984) com direcção de Armando Cortez, Teatro da Graça, Talma (Teatro Popular) (1985-1987) dirigida por Pedro Pinheiro e Lanterna Mágica - Teatro de Marionetas (1988-1989).[1][2]

No cinema participou em Oxalá (1981) e O Querido Lilás (1987)-[9][10]

Na televisão, é na década de 1990 que se recheia o currículo de Lina Morgado com trabalhos como a série de humor O Cacilheiro do Amor (1990) ou as telenovelas Roseira Brava (1996), Vidas de Sal (1996) e A Grande Aposta (1997).[9]

Entre 1989 e 1994, Lina Morgado dedicou-se a participações em diversos cafés-concerto em várias cidades portuguesas e, em 1995, começa uma série de trabalhos no Teatro Nacional D. Maria II com a peça A Louca de Chaillot, encenada por Rui Mendes, seguindo-se O Crime da Aldeia Velha (1996), com encenação de Carlos Avilez, e Gladiadores (1996) encenada por Artur Ramos.[1][2][11]

Lina Morgado morreu em 8 de Agosto de 2003, em Lisboa,[1][12] no mesmo dia em que morreu também a actriz Maria Cristina.[12]

FilmografiaEditar

TelevisãoEditar

TeatroEditar

  Esta lista está incompleta. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-a.
  • Adão e Elas[1][2]
  • Frangas na Grelha (1971)
  • Afinal Como É? (1975)[2][7]
  • Jesus Cristo em Lisboa
  • A Ratoeira
  • A Louca de Chaillot (1995)[1]
  • O Crime da Aldeia Velha (1996)[1][2]
  • Gladiadores (1996)[2]

Referências

  1. a b c d e f g h i j k l Agência Lusa (9 de agosto de 2003). «Morreu a actriz Lina Morgado». Correio da Manhã. Indica "1966" como ano de atribuição de Prémio Beatriz Costa. Consultado em 29 de setembro de 2017 
  2. a b c d e f g h i j «Ficha de Pessoa : Lina Morgado». Centro de Estudos de Teatro & Tiago Certal. 23 de Janeiro de 2006. Consultado em 29 de setembro de 2017 
  3. a b «Prémios Bordalo». Em 1969 denominado "Prémio da Imprensa". Sindicato dos Jornalistas. 22 de janeiro de 2002. Consultado em 22 de setembro de 2017 
  4. SECTP (SPA) (1970). «"Prémio Beatriz Costa" atribuído à corista Lina Morgado». Lisboa: Revista Autores Ano XII, nº 51 (Maio-Junho). p. 23. Consultado em 22 de setembro de 2017 
  5. «Catálogo - Detalhes do registo de "Hermínia Silva no teatro de revista"». Fonoteca Municipal de Lisboa. Consultado em 29 de setembro de 2017 
  6. «Catálogo - Detalhes do registo de "Parque Mayer"». Fonoteca Municipal de Lisboa. Consultado em 29 de setembro de 2017 
  7. a b «Catálogo - Detalhes do registo de "Hermínia Silva ‎– Mãe Severa"» (em inglês). Discogs. Consultado em 22 de setembro de 2017 
  8. «Catálogo - Detalhes do registo de "Nicolau Breyner ‎– Opera On The Rocks"» (em inglês). Discogs. Consultado em 22 de setembro de 2017 
  9. a b c d e f g h i j Lina Morgado (em inglês) no Internet Movie Database. Consultado em 29 de setembro de 2017
  10. a b c «Lina Morgado». Indica "O Querido Lilás (1989)". CinePT - Cinema Português (Universidade da Beira Interior). Consultado em 22 de setembro de 2017 
  11. «Ficha de Espéctáculo : Gladiadores». Centro de Estudos de Teatro & Tiago Certal. 25 de Setembro de 2013. Consultado em 29 de setembro de 2017 
  12. a b «Cinema Português : Cronologia : 2003». Instituto Camões. 2003–2007. Consultado em 29 de setembro de 2017 

Ligações externasEditar