Abrir menu principal

Lista de traduções do Alcorão

artigo de lista da Wikimedia

Principais traduções do AlcorãoEditar

Por data de impressãoEditar

Séculos VII ao XEditar

  • Aos eruditos de Constantinopla é creditado a realização da primeira tradução completa do Alcorão. Sabemos disso (e fragmentos substanciais são preservados) porque foi usado por Nicetas Byzantius, um erudito de Constantinopla, em sua "Refutatio" escrita entre 855 e 870. A língua usada foi o grego.
  • Embora não exista hoje, uma tradução sindi foi concluída em 994 em Alwar (atual Sindh, Paquistão), que havia sido encomendada por Abdullah bin Umar bin Abdul Aziz.
  • Tafsir-e Tabari: A primeira tradução completa do Alcorão em persa, junto com seu tafsir, que sobreviveu até hoje. O livro é uma tradução de Tafsir al-Tabari (Coleção de declarações sobre interpretação de versos do Alcorão) em árabe.

Século XIEditar

  • Tradução persa chamada de "Qur'an Quds", traduzida por um tradutor desconhecido.[3]

Século XIIEditar

Século XIIIEditar

Século XVIEditar

Século XVIIEditar

Século XVIIIEditar

Século XIXEditar

Século XXEditar

Século XXIEditar

  • 2001, em inglês, "The Holy Quran", de S. M. Afzal-ur-Rahman.
  • 2005, em inglês, "The Noble Qur'an: A New Rendering of its Meaning in English", de AbdalHaqq e Aisha Bewley.
  • 2006, em inglês, "Quran: a Reformist Translation", de Edip Yuksel, Layth al-Shaiban, Martha Schulte/Nafeh[9]
  • 2003, em inglês, "The Message: God's Revelation to Humanity", ProgressiveMuslims.Org.
  • 2003, em inglês, The Qur'an As It Explains Itself, de Shabbir Ahmed.
  • 2004, em inglês, "The Qur'an" (Oxford World Classics), de M.A.S Abdel Haleem
  • 2005, em hebraico, "HaQur'an", de Uri Rubin
  • 2007, em estoniano, "Koraan", de Haljand Udam

Por idiomaEditar

AfricânerEditar

  • Die Heilige Qur'ān, por Imam Muhammad A Baker. Primeira edição em 1961, o estilo reflete o africâner utilizado entre as décadas de 1940 e 60. O autor utilizou deliberadamente uma ortografia que imita a pronúncia árabe, ainda que muitas palavras já tivessem sido absorvidas pelo africâner padrão com uma grafia ou pronúncia diferente. É uma tradução literal, porém o texto soa como um africâner normal, idiomático, com algumas poucas idiossincrasias islâmicas aqui e ali. A palavra sura foi traduzida como "hoofstuk" ("capítulo"). O livro não contém o texto em árabe.
  • Uma tradução mais recente do Alcorão foi feita, utilizando-se dos princípios da equivalência dinâmica; a versão, no entanto, não é popular entre os muçulmanos que falam o africâner.

AlemãoEditar

  • Alcoranus Mahometicus: das ist, der Türcken Alcoran, Religion und Aberglauben: auss welchem zu vernemen wann unnd woher ihr falscher Prophet Machomet seinen Ursprung oder Anfang genommen, mit was Gelegenheit derselb diss sein Fabelwerck, lächerliche und närrische Lehr gedichtet und erfunden ... / erstlich auss der arabischen in die italianische, jetzt aber inn die teutsche Sprach gebracht durch, 1616, S. Schweigger, Nuremberg.
  • Corani textus arabicus, em árabe, por Gustav Leberecht Flügel. Leipzig, 1834.
  • Der Koran : das heilige Buch des Islam / [nach der Übertragung von Ludwig Ullmann neu bearbeitet und erläutert von L. W.Winter]. - 1. Auflage. - München : Goldmann, 1959. - 506 Seiten. (Aus dem Arabischen wortgetreu neu übersetzt, und mit erläuternden Anmerkungen versehen, von Dr. Ludwig Ullmann. Druck und Verlag der J. H. Funcke’schen Buchhandlung, Crefeld 1840).
  • Der Koran, tradução e comentários de Rudi Paret, Kohlhammerverlag, Stuttgart-Berlim-Colônia, 1971.

BalúchiEditar

  • Moulana Huzoor Bakhsh

BengaliEditar

BósnioEditar

BúlgaroEditar

CanarêsEditar

Existem pelo menos três traduções completas do Alcorão:

  • Divya Qur'an, por um painel de tradutores
  • Pavitra Qur'an, por S. Abdul Ghaffar[10]
  • Qur'an Vyakhyana por S. Abdul Ghaffar e A.S. Puthige

ChinêsEditar

  • Yusuf Ma Dexin, 宝命真经直解 (Escritura Verdadeira Revelada)[11]
  • Muhammad Ma Jian

DinamarquêsEditar

  • Ellen Wulff (2006)
  • Abdul Salam Madsen

EspanholEditar

  • Julio Cortes, El Corán. Madrid, Ed. Herder, 1986. El Corán (Spanish-Arabic). Qum (Irán), Ansariyan Publicación, 1380 (2001). ISBN: 964-438-350-8
  • Raúl González Bórnez, El Corán. Bogotá, Fundación Casa Cultural Islamica Ahlul Bayt, 2008. 2ª ed.: Qom (Irán), Fundación Cultural Oriente, 2010. ISBN: 978-964-2824-10-6
  • Abdel Ghani Melara Navío, El Noble Corán. Y su traducción-comentario en lengua espanhola (arábigo/español). Medina al-Munawwara, Complejo del Rey Fahd, 2005. 1ª ed.: 1417 (1996).
  • Rafael Castellanos y Ahmed Abboud, El Sagrado Corán. Buenos Aires, Editorial Arábigo El Nilo, 1953. Nueva versión castellana directamente del original arábigo, Buenos Aires, Editorial Arábigo El Nilo, 1964.
  • Juan Vernet, El Corán. Barcelona, 1953.
  • Joaquín García Bravo, El Corán. Barcelona, 1907.
  • Juan Bautista Bergua Olavarrieta (O.B.B.J.), El Korán. Madrid, 1931.
  • Rafael Cansinos Assens, El Korán. Madrid, Aguilar, 1951.

EsperantoEditar

  • Italo Chiussi, La Nobla Korano
  • Muztar Abbasi, La traduko de la Sankta Kuraano

Língua estoniana|EstonianoEditar

FrancêsEditar

  • L'Alcoran de Mahomet / translaté d'arabe françois par le Sieur Du Ryer, Sieur de la Garde Malezair., 1647, 1649, 1672, 1683, 1719, 1734, 1770, 1775, André du Ryer, Paris
  • Le Coran / traduit de l'arabe, accompagné de notes et précédé d'un abrégé de la vie de Mahomet, tiré des écrivains orientaux les plus estimés, M. Savary, 1787, 1821, 1826, Paris
  • Le Koran: traduction nouvelle faite sur le texte arabe / par M. Kasimirski interprète de la legation Française en Perse; revue et précédée d'une introduction par G. Pauthier., 1840, 1841, 1844 Biberstein-Kasimirski, Paris, 1970 Garnier Flamarion. Nouvelle édition.
  • Le Coran, Kasimirski a partir do Petit dictionnaire de l'islam de Thomas Decker, Maxi-livres, 2002.
  • Le Coran, par Édouard Montet. Paris, Payot, 1949. 2ª ed., 1958.
  • Le Coran, por Régis Blachère, Maisonneuve e Larose, 1950 reeditado em 2005, (ISBN 2-7068-1861-1)
  • Le Coran, por Muhammad Hamidullah e Michel Leturmy, 1959, primeira tradução francesa feita diretamente a partir do texto em árabe (ISBN 2841610853).
  • Le Coran, tradução e comentários de Denise Masson, Gallimard, 1967, (ISBN 207010009X)
  • Le Coran, tradução por Jean Grosjean. Paris, Philippe Lebaud, 1979. (ISBN 2-86594-025-X)
  • Le Saint Coran, traduction intégrale et notes de Abbass Ali Nadvi. Delhi (India), Kutub Khana Ishayat-ul-Islam, 2003. (1ª ed, 1989) (ISBN 9788172313036)
  • Le Coran, l'appel, por André Chouraqui, Robert Laffont, 1990, (ISBN 2221069641)
  • Le Coran, por Jacques Berque, Albin Michel, 1995, (ISBN 2-226-07739-1)
  • Le Coran, por Hamza Boubakeur, Maisonneuve et Larose, 1995, 2 volumes (ISBN 270681134X)
  • Le Coran, por Malek Chebel, Payot, 2001, 2 volumes (ISBN 222889480X)

HolandêsEditar

  • De Arabische Alkoran: door de Zarazijnsche en de Turcksche prophete Mahometh, in drie onderscheyden deelen begrepen: van der Turcken religie, ghelove, aelmoessen, vasten, ghebeden, bedevaert na Mecha, met t'samen sijn gods-diensten, ende ceremonien, wetten ende rechten / uyt de Arabische spraecke nu nieuwelijcks in Hooghduytsch ghetranslateert met t'samen een aenhanghende voorreden, door Salomon Swigger ... ende wederom uyt het Hooghduytsch in Nederlantsche spraecke ghestelt. 1641, anônimo, Hamburgo.
  • Jan Hendrik Glasemaker; 1696
  • Tollens, L. J. A.;1859
  • De Heilige Qor'aan, met Nederlandse vertaling; uitgave onder auspiciën van de Ahmadiyya Beweging; Rabwah, Paquistão, 1953 (edição bilíngüe)
  • J.H. Kramers; 1956
  • de koran; een weergave van de betekenis van de Arabische tekst in het Nederlands door Fred Leemhuis; Het Wereldvenster, Houten, 1989. (edição bilíngüe)

HebraicoEditar

  • Der Koran / aus dem Arabischen ins Hebräische übersetzt und erläutert von Herrmann Reckendorf., 1857 H. Reckendorf, Leipzig
  • Josef Rivlin.
  • Aharon Ben Shemesh.
  • Uri Rubin

HúngaroEditar

  • Korán por Róbert Simon. Budapeste: Helikon, 1987

InglêsEditar

ItalianoEditar

  • L'Alcorano di Macometto: nel qual si contiene la dottrina, la vita, i costumi, et le leggi sue / tradotto nuovamente dall' Arabo in lingua Italiana., 1547, Veneza
  • Alessandro Bausani, 1955, Florença 1978, p. lxxix+771.
  • Luigi Bonelli, 1929, Milão, p. 31+524\ 2ª ed. rev., Milão: Ulrico Hoepli 1972, p. 614. (4)
  • Eugenio Camillo Branchi, 1913, Roma, p. 437
  • Vincenio Caval Calza, 1847, Bastia, p. xiv+330
  • Aquilio Fracassi, 1914", Milão, p.lxx+[6]+340+359. Editora Ulrico Hoelpi.
  • Martino Mario Moreno, 1967, Turim, p. viii+605\ Turim: 1969, p. viii+605\ 2ª ed. [n.p.] 1971, p. vii+608
  • Alferedo Violante, Roma: Casa Ed. Latina 1912.
  • Angelo Terenzoni. Il Corano. (Faenza), Edizioni Polaris, 1995. ISBN: 88-342-1106-5
  • Il Corano, Milão 1882/1913.[15]

JaponêsEditar

Existem pelo menos seis versões completas do Alcorão:

  • Ken-ichi Sakamoto, 2 vol. 1920, p. 419+428 (traduzida a partir da versão em inglês de Rodwell)
  • Goro Takahashi; Bunpachiro (Ahmad) Ariga & Mizuho Yamaguchi, 1938, p. 878.
  • Toshihiko Izutsu, (translated from Arabic), Kaiwsha, 1945, 3 vol. Tóquio 1957, p. 952.
  • Shumei Okawa, 1950, p. 882.
  • Yasunari Ban & Osamu Ikeda, Tóquio 1970, p. 566.
  • Ryoichi Mita Umar, 1972, p. 758.

LatimEditar

  • Primeira tradução (1141-1143) sob os auspícios de Pedro, o Venerável, feita por um grupo liderado por Roberto de Ketton (ou Roberto Quetenês, Robertus Ketenensis), conhecida como Lex Mahumet pseudoprophete; e posteriormente muito criticada.
  • Segunda tradução (cerca de 1193-1216) por Marcos de Toledo, tida como uma melhoria considerável na anterior
  • Primeira impressão (Bibliander) da Lex Mahumet pseudoprophete feita na Suíça (1543), durante a Reforma Protestante. Machumetis Saracenorum Principis, eiusque successorum vitae, ac doctrina, ipseqve Alcoran: quo uelut authentico legum diuinarum codice Agareni & Turcae, alijq[ue] Christo aduersantes populi regu[n]tur, quae ante annos CCCC ... D. Petrus Abbas Cluniacensis per uiros eruditos ... ex Arabica lingua in Latinam transferri curauit: his adiunctae sunt confutationes multorum, & quidem probatissimorum authorum, Arabum, Graecorum, & Latinorum, unà cum ... Philippi Melanchthonis praemonitione ... : adiunctae sunt etiam, Turcaru[m] ... res gestae maximè memorabiles, à DCCCC annis ad nostra usuq[ue] tempora: haec omnia in unum uolumen redacta sunt, 1543, I. Oporinus, Basiléia.
  • Terceira tradução a partir do árabe 1691-1698, por Ludovico Marracci (Pádua); alguns estudiosos alegam que esta versão teria sido feita a partir do espanhol.[16]

MacedônioEditar

  • Hasan Džilo

MalaialaEditar

  • Muhammad Amani Maulavi, tradução e comentários
  • Cheriyamundam Abdul Hameed Madani e Kunhi Mohammed Parappoor
  • Tafheem ul-Quran[17] por Abul Aála Maudoodi[18]

MandêEditar

PachtoEditar

Existem diversas traduções do Alcorão para o idioma, estas são apenas algumas das mais famosas:

PersaEditar

Existem mais de 60 traduções completas do Alcorão para o persa, e diversas outras traduções parciais. No passado alguns tafsirs que incluíram trechos do Alcorão foram traduzidos como parte de uma tradução do Tafsir Tabari, no século X.[19]

PolacoEditar

PortuguêsEditar

  • Helmi Nasr, Tradução do Sentido do Nobre Alcorão. Medina (Arábia Saudita), Complexo de Impressão do Rei Fahd, 2005 (1426 A.H.), edição bilíngüe (árabe/português).
  • Samir El Hayek, O Significado dos Versículos do Alcorão Sagrado. São Paulo, Ed. Marsam, 1994. [1ª ed. 1974].
  • Mansour Challita, O Alcorão - Livro Sagrado do Islã. Rio de Janeiro, Ed. Record, 2013.
  • Nagib Modad, O Alcorão Sublime - versão do sentido em português. Belo Horizonte, Ed. Evoluir, 1961. [tradução em versos decassílabos rimados]
  • José Pedro Machado, Alcorão. Lisboa, Junta de Investigações Científicas do Ultramar, 1979.
  • Américo de Carvalho, Alcorão. Mem Martins, Publicações Europa-América, 1978.
  • M. Yiossuf Mohamed Adamgy, Alcorão Sagrado. Loures, Al Furqán, 1991, edição bilíngüe (árabe/português).
  • Bento de Castro, Alcorão / Muhamad. Lourenço Marques (atual Maputo, Moçambique), Oficinas Gráficas de J. A. Carvalho, 1964. [2ª ed. 1974]
  • Iqbal Ahmad Najam & Amina Edelweis de Almeida, O Sagrado Alcorão (The Holy Quran in Portuguese). Oxford (Inglaterra) e Islamabad (Paquistão), Islam International Publications, 1988.
  • Sheikh Aminuddin Mohammad. O Nobre Al-Qur'an. Maputo (Moçambique), 2019.
  • Anônimo. O Alcorão. "Traducção portugueza cuidadosamente revista". Rio de Janeiro, B.L. Garnier Editor, 1882.

SuecoEditar

SuaíleEditar

TártaroEditar

TurcoEditar

Mais de 50 traduções do Alcorão já foram feitas para o turco.[24] Embora já se tenha alegado que o Alcorão foi traduzido pelo turco pela primeira vez sob instruções de Kemal Atatürk,[25] existem fontes afirmando que traduções para o turco existiram desde o início da Era Islâmica.[26]

TuvaluanoEditar

  • Te Kulini Tapu, 1990 [27]

UrduEditar

Já se listaram pelo menos 170 diferentes traduções do Alcorão para o urdu:[24]

  • [[Kanzul Iman, por Ahmed Rida Khan|Ahmad Raza Khan
  • Al Bayan, por Ghazaliye Zaman Allama Syed Ahmed Saeed Kazmi
  • Maulana Fateh Muhammad Jalandhry
  • Shah Rafi al-Din
  • Shah 'Abd al-Qadir
  • Fatheh Mohammad Khan
  • Sayyid Abul Ala Maududi
  • Ghulam Ahmed Pervez
  • Ameen Ahsan Islahi
  • Maulana Muhammad Ali
  • Maulana Mahmud Hasan
  • Maulana Asraf Ali Thanvee (Índia)

Referências

  1. Fatani, Afnan (2006), "Translation and the Qur'an", in Leaman, Oliver, The Qur'an: an encyclopedia, Great Britain: Routeledge, pp. 657-669
  2. An-Nawawi, Al-Majmu', (Cairo, Matbacat at-'Tadamun n.d.), 380.
  3. «Cópia arquivada». Consultado em 1 de maio de 2019. Arquivado do original em 30 de agosto de 2011 
  4. «Cópia arquivada». Consultado em 25 de dezembro de 2008. Arquivado do original em 28 de dezembro de 2008 
  5. a b «Cópia arquivada». Consultado em 25 de dezembro de 2008. Arquivado do original em 12 de janeiro de 2008 
  6. [1]
  7. [2]
  8. [3]
  9. BrainbowPress
  10. Kannada Quran
  11. Hala Fawzy (10 de janeiro de 2004). «His Excellency Ambassador Wu Sike interviewed by the Egyptian Gazette». Egyptian Gazette. Consultado em 16 de fevereiro de 2007 
  12. «Cópia arquivada». Consultado em 25 de dezembro de 2008. Arquivado do original em 15 de outubro de 2008 
  13. "The Holy Quran: Arabic Text with English Translation, Commentary and comprehensive Introduction by Maulana Muhammad Ali"
  14. "Laleh Bakhtiar: An American Woman Translates the Qur'an"
  15. «The Qur'an and its Translators». Consultado em 25 de dezembro de 2008. Arquivado do original em 21 de junho de 2012 
  16. «According to...». Consultado em 18 de janeiro de 2007. Arquivado do original em 8 de outubro de 2007  |nome1= sem |sobrenome1= em Authors list (ajuda)
  17. Tafheem.net
  18. «Cópia arquivada». Consultado em 25 de dezembro de 2008. Arquivado do original em 30 de agosto de 2010 
  19. «قرآن و قرآن پژوهى». Consultado em 1 de maio de 2019. Arquivado do original em 30 de agosto de 2011 
  20. مهدی فولادوند
  21. (ناصر مكارم‌شيرازی)
  22. (قدرت الله بختياری نژاد)
  23. Crítica da tradução de Zetterstéens (em sueco)
  24. a b «Cópia arquivada». Consultado em 25 de dezembro de 2008. Arquivado do original em 21 de junho de 2012 
  25. «The Turkey Analyst, 21-05-2008» (PDF). Consultado em 25 de dezembro de 2008. Arquivado do original (PDF) em 8 de julho de 2013 
  26. Volker, Craig Alan. On Translating the Holy Qu’ran Arquivado em 9 de março de 2012, no Wayback Machine.
  27. http://www.alislam.org/library/links/translations.html

Ligações externasEditar