Abrir menu principal

Lista de vice-governadores do Rio Grande do Sul

artigo de lista da Wikimedia

Antecedentes históricosEditar

Tomando por base o período posterior ao Estado Novo, cabe ressalvar que o Rio Grande do Sul (tal como o Acre e o Amazonas) era um dos poucos estados onde existia apenas o cargo de governador. Somente durante a Ditadura Militar de 1964 a Emenda Constitucional Número Um de 1969 instituiu a obrigatoriedade da figura do vice-governador nos estados brasileiros a partir de 1970.[1][nota 1]

Relação dos vice-governadoresEditar

Ordem Lista de vice-governadores do Rio Grande do Sul Início do mandato Fim do mandato Cidade onde nasceu Unidade federativa Notas Referências
01 Edmar Fetter 15 de março de 1971 15 de março de 1975 [nota 2] [2][3]
02 José Augusto Amaral de Sousa 15 de março de 1975 15 de março de 1979 Palmeira das Missões   Rio Grande do Sul [4]
03 Otávio Badui Germano 15 de março de 1979 15 de março de 1983 Cachoeira do Sul   Rio Grande do Sul [5]
04 Cláudio Ênio Strassburger 15 de março de 1983 15 de março de 1987 Porto Alegre   Rio Grande do Sul
05 Sinval Sebastião Duarte Guazzelli 15 de março de 1987 2 de abril de 1990 Vacaria   Rio Grande do Sul [nota 3] [6]
06 João Gilberto Lucas Coelho 15 de março de 1991 1º de janeiro de 1995 Quaraí   Rio Grande do Sul [nota 4] [7]
07 Vicente Joaquim Bogo 1º de janeiro de 1995 1º de janeiro de 1999 Rio do Oeste   Santa Catarina
08 Miguel Soldatelli Rossetto 1º de janeiro de 1999 1º de janeiro de 2003 São Leopoldo   Rio Grande do Sul
09 Antônio Carlos Hohlfeldt 1º de janeiro de 2003 1º de janeiro de 2007 Porto Alegre   Rio Grande do Sul
10 Paulo Afonso Girardi Feijó 1º de janeiro de 2007 1º de janeiro de 2011 Porto Alegre   Rio Grande do Sul
11 Jorge Alberto Duarte Grill 1º de janeiro de 2011 1º de janeiro de 2015 Pelotas   Rio Grande do Sul
12 José Paulo Dornelles Cairoli 1º de janeiro de 2015 1º de janeiro de 2019 Porto Alegre   Rio Grande do Sul
13 Ranolfo Vieira Júnior 1º de janeiro de 2019 em exercício Esteio   Rio Grande do Sul [8]
Legenda
Cor Significado
Verde Mandatários eleitos por votação direta ou indireta (por escolha da Assembleia Legislativa).
Amarelo Mandatários eleitos indiretamente segundo as regras do Regime Militar de 1964.

Notas

  1. Tal obrigatoriedade quanto à figura do vice-governador foi sintetizada no artigo 189 da emenda em questão.
  2. Último vice-governador a exercer o cargo de presidente da Assembleia Legislativa, direito revogado pela Emenda Constitucional Número Um publicada em 1969.
  3. Originalmente eleito vice-governador do estado, foi efetivado quando o governador renunciou para concorrer a um mandato de senador.
  4. O mandato dos governadores e vice-governadores eleitos a partir de 1990 chegaria ao fim em 31 de dezembro do ano em que se realizariam eleições à sucessão estadual, entretanto os antigos mandatários continuariam nos cargos até a posse dos sucessores no dia seguinte.

Referências

  1. «BRASIL. Presidência da República: Emenda Constitucional Número Um de 1969». Consultado em 2 de janeiro de 2009 
  2. Médici indica Fetter para vice no sul (online). Jornal do Brasil, Rio de Janeiro (RJ), 11/03/1970. Primeiro caderno, Política e Governo, p. 04. Página visitada em 2 de janeiro de 2019.
  3. Fetter fica no lugar de Triches (online). Jornal do Brasil, Rio de Janeiro (RJ), 26/04/1971. Primeiro caderno, Política e Governo, p. 03. Página visitada em 2 de janeiro de 2019.
  4. «Câmara dos Deputados do Brasil: deputado Amaral de Sousa». Consultado em 2 de janeiro de 2019 
  5. «Câmara dos Deputados do Brasil: deputado Otávio Germano». Consultado em 2 de janeiro de 2019 
  6. «Câmara dos Deputados do Brasil: deputado Sinval Guazzelli». Consultado em 2 de janeiro de 2019 
  7. «Câmara dos Deputados do Brasil: deputado João Gilberto». Consultado em 2 de janeiro de 2019 
  8. «Eduardo Leite pede união ao tomar posse como governador do RS (g1.globo.com)». Consultado em 2 de janeiro de 2019