Abrir menu principal

Mânio Acílio Avíola (cônsul em 54)

Mânio Acílio Avíola
Cônsul do Império Romano
Consulado 54 d.C.

Mânio Acílio Avíola (em latim: Manius Acilius Aviola) foi um senador romano eleito cônsul em 54 com Marco Asínio Marcelo. Sua existência é conhecida praticamente apenas por inscrições. Avíola tem sido identificado como sendo filho de Caio Calpúrnio Avíola, cônsul sufecto em 24[1].

O imperador Cláudio morreu durante seu mandato e foi substituído por Nero[2].

Índice

CarreiraEditar

Depois do consulado, Avíola foi procônsul da Ásia entre 65 e 66[1]. Segundo o historiador Brian Jones, ele também foi superintendente dos aquedutos de Roma (curator aquarum) entre 74 e 97[3]. Sabe-se que ele ainda estava vivo durante o reinado de Domiciano (r. 81-96) e que seu casou com Édia Servília, uma filha de Marco Servílio Noniano, cônsul em 35[4]. Autoridades mais antigas, como Edmund Groag, também o identificaram como sendo o mesmo Avílio mencionado por Juvenal[5], mas Gallivan, mais recente, afirma que são duas pessoas diferentes[6].

FamíliaEditar

Embora não se saiba se Avíola teve filhos, há um Mânio Acílio Avíola que foi cônsul sufecto em 82 e que, por vezes, é identificado como sendo seu filho, e um Mânio Acílio Avíola, cônsul em 122, que pode ser seu neto.

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b CIL VI, 1331
  2. Suetônio, Vidas dos Doze Césares, Vida de Cláudio 2
  3. Brian W. Jones, The Emperor Domitian (London: Routlege, 1993), p. 51
  4. Gallivan (1978), p. 622
  5. Juvenal, Sátiras iv.94-96
  6. Gallivan (1978), p. 623

BibliografiaEditar