Abrir menu principal
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde março de 2019). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Maomé Amade
Nascimento 12 de agosto de 1844
Dongola
Morte 22 de junho de 1885 (40 anos)
Cartum
Sepultamento Omdurman
Cidadania Sultanato de Darfur, Quedivato do Egito, Sudão Mahdista
Etnia Nubas
Ocupação político, teólogo, líder militar, membro da resistência
Religião Islã, Sunismo, Sufismo, Samaniyya
Causa da morte febre tifoide, tifo

Maomé Amade ibne Saíde Abedalá[1] (Muhammad Ahmad ibn as Sayyid abd Allah) conhecido também como Mádi (12 de agosto de 1844 -   22 de junho de 1885) foi um líder religioso muçulmano originário do Sudão Anglo-Egípcio. Sob sua autoridade se uniram aos clãs bagaras para formar uma aliança que pretendia estabelecer uma república islâmica como prelúdio de um estado islâmico mundial. Ele provocou a rebelião madista, incitando as tribos sudanesas a revoltar-se contra o domínio anglo-egípcio.

Referências

  1. Alves 2014, p. 60; 204; 761.

BibliografiaEditar

  • Alves, Adalberto (2014). Dicionário de Arabismos da Língua Portuguesa. Lisboa: Leya. ISBN 9722721798 
  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.