Abrir menu principal
Maratona do Rio de Janeiro
RIO maratona logo 2012.jpg
Detalhes
Esporte Atletismo
Categoria(s) maratona
Criação 1979
Organizador Dream Factory e Spiridon
N.º de edições 15 (com o nome atual)
N.º de participantes ~ 10.000
Frequência anual
Site oficial
maratonadorio.com.br

Maratona da Cidade do Rio de Janeiro (Maratona Caixa da Cidade do Rio de Janeiro por razões de patrocínio) é uma corrida de rua na distância de 42,195 km realizada anualmente desde 1979 na cidade do Rio de Janeiro. Ao lado da Maratona de São Paulo, é uma das principais maratonas realizadas no Brasil. Ocorre anualmente desde 1979, excetuando-se os anos de 2001 e 2002, quando ela não foi realizada. Nos anos de 1980, 1981, 1982, 1987, 1988 e 1989, houve duas edições da prova, com organizadores e denominações diferentes. A sua primeira edição, em 1979, foi também a primeira corrida desta distância realizada no Brasil.

O percurso, com largada no Recreio dos Bandeirantes, zona oeste da cidade e chegada no Aterro do Flamengo, na zona sul, é considerado fácil pela ausência de desníveis significativos ao seu longo mas, ao mesmo tempo, não é rápido, devido ao calor e a humidade que ocorrem habitualmente, ainda que atualmente a prova seja disputada no inverno.

Além da prova principal, outras duas corridas de rua são disputadas simultaneamente como parte do evento, a Meia Maratona da Cidade do Rio de Janeiro, com largada na Barra da Tijuca e chegada no Aterro do Flamengo e a Family Run, prova de 6 km realizada inteiramente no Aterro do Flamengo.

No ano de 2009, foi atingido um número recorde de 15.400 inscritos, com a seguinte distribuição: 3.300 na maratona, 6.100 na meia maratona e 6.200 na Family Run. Em 2012 ela tornou-se a maior maratona brasileira, com 2.901 corredores terminando a prova – 2.355 homens e 546 mulheres.[1] Seus recordes são, no masculino, do brasileiro André Luiz Ramos (1998 – 2:13:52)[2] e, no feminino, da queniana Thabita Kibet (2012 – 2:34:41).[3]

HistóriaEditar

A primeira maratona anual disputada no Rio de Janeiro e no Brasil teve o nome de Maratona Internacional do Rio de Janeiro e foi criada pela corredora Eleonora Mendonça, através de sua empresa Printer que já organizava algumas corridas de rua de menor distância. A prova começava e terminava na pista de atletismo da Escola de Educação Física do Exército, no bairro da Urca. Cerca de 120 atletas completaram essa prova pioneira.[4]

O relativo sucesso da prova chamou a atenção do jornalista esportivo José Inácio Werneck, do Jornal do Brasil, que no ano seguinte, com apoio de seu jornal e demais colaboradores entusiastas como José Rodolfo Eichter e Fernando Azeredo, e com patrocínio da seguradora Atlântica Boavista, criava a primeira maratona realmente organizada em moldes internacionais graças à verba de que pode dispor, a Maratona Atlântica Boavista-Jornal do Brasil, o primeiro nome daquela que depois seria conhecida simplesmente como Maratona do Rio. [4] Com a cobertura maciça do Jornal do Brasil e demais órgãos de imprensa, a prova se tornou um grande sucesso popular em seus primeiros anos, levando centenas de milhares de pessoas às ruas da cidade num sábado à tarde quando era disputada, parando a cidade completamente, e contando com a participação de atletas de expressão internacional como Bill Rodgers, Greg Meyer, Delfim Moreira, Ron Tabb, Lorraine Moller, Patty Lyons-Catalano, Charlotte Teske e do maratonista olímpico brasileiro Eloy Schleder.

Com o passar dos anos e o desinteresse de grandes empresas em patrocinar a prova, a Maratona perdeu qualidade técnica e popularidade, resumindo-se a uma prova disputada nas manhãs de domingo sem a mesma participação popular de seus primórdios e sem a presença de qualquer atleta de primeiro nível internacional.

PercursoEditar

Anos 80 e 90Editar

O percurso começava no Leme, rumando dali em direção à Praia de Botafogo e Aterro do Flamengo, retornando no viaduto da Perimetral pelo Aterro e entrando novamente em Copacabana pela Avenida Atlântica, dali para Ipanema e Leblon, até o fim da Avenida Delfim Moreira, e retorno pela outra pista da praia até a chegada no mesmo local da partida, a Praia do Leme. Em outra edição, depois de cruzarem Ipanema os corredores entravam pelo Jardim de Alah davam uma volta completa na Lagoa Rodrigo de Freitas, antes de voltarem à praia e seguirem até o Leblon, retornando ao Leme. Em uma das edições, os corredores após chegarem à Avenida Perimetral corriam pelo Centro do Rio pela Avenida Presidente Vargas até a Praça Onze, retornando pela pista contrária e entrando novamente no Aterro depois de cruzarem a Avenida Rio Branco.

2000Editar

O percurso começou no Leme, passou por Copacabana, Ipanema, Leblon, voltou à Copacabana, Botafogo, Aterro do Flamengo, deu várias voltas no Centro da cidade e terminou novamente no Aterro do Flamengo[5]

2003 - atualmenteEditar

No seu formato atual, o percurso é feito todo ao longo da orla marítima, com largada no Recreio dos Bandeirantes e chegada no Aterro do Flamengo, passando pela Barra da Tijuca, Elevado do Joá, São Conrado, Avenida Niemeyer, Leblon, Ipanema, Copacabana e Botafogo. Excetuando-se o Elevado do Joá e a Avenida Niemeyer, não existem desníveis significativos ao longo do trajeto.

VencedoresEditar

Ano Homens País Tempo Mulheres País Tempo Notas
2019 Giovani dos Santos   2:18:48 Cristiane Alves Silva   2:50:23
2018 Mersimoy Niguse Alem[6]   2:18:41 Zinash Estifo Banetirga[7]   2:41:40
2017 Godfrey Kosgei   2:17:39 Ednah Mukhwana   2:38:30
2016 Elijah Kemboi   2:17:09 Priscila Lorchima   2:41:23
2015 Willy Kimutai   2:14:57 Caroline Chemutai   2:38:19 Kimutai bicampeão
2014 Edmilson Santana   2:17:14 Ednah Mukhwana   2:40:36
2013 Giomar Pereira   2:18:03 Letay Hadush   2:40:18
2012 Willy Kimutai   2:14:58 Thabita Kibet   2:34:41
2011 Patrick Ngoie   2:18:17 Kum Ok Kim   2:35:22 Disputada conjuntamente com os Jogos Mundiais Militares realizados no Rio de Janeiro.[8]
2010 Anderson Kiprono   2:19:54 Sirlene de Sousa de Pinho   2:43:15
2009 Marcos Antônio Pereira   2:17:11 Marizete Rezende   2:42:46
2008 Domingos Nonato   2:17:20 Marizete dos Santos   2:39:09
2007 Elson Gracioli   2:18:33 Marily dos Santos   2:42:16
2006 José Pereira da Silva   2:21:14 Leone Justino da Silva   2:49:58
2005 Claudio Pereira da Cruz   2:21:418 Denise Paiva   2:49:59
2004 Francisco Cardoso   2:20:44 Raimunda da Fonseca   2:57:36
2003 Alex Januário de Mendonça   2:16:39 Leone Justino da Silva   2:46:54 Passa a ser disputada oficialmente com o nome de Maratona da Cidade do Rio de Janeiro. [9]
2002
x
x
x
x
x
x
Não foi disputada
2001
x
x
x
x
x
x
Não foi disputada
2000 Reginaldo de Azevedo   2:18:01 Rizoneide Wanderley   2:43:53
1999 Lindembergue Nunes   2:24:28 Edvânia Valério   2:50:14
1998 André Luiz Ramos   2:13:52 Viviany Anderson   2:39:49
1997 Elisvaldo Carvalho   2:19:38 Luciene de Deus   2:49:34
1996 Elisvaldo Carvalho   2:16:56 Márcia Narloch   ?
1995
1994 Francismar Barros Dias   2:22:01 Rita de Cássia Silva   2:52:17 Disputada com o nome Maratona Internacional Rio Brasil.[10]
1993
1992
1991 João Batista Pacau   2:18:43 Maria Domiciano   2:49:59
1990 José Carlos Santos   2:17:26 Sônia Maria de Oliveira   2:49:31
1989 José Carlos Santana   2:18:19 Marinete Quintanilha   2:56:54
1988 José Carlos Santana   2:23:39 Nercy Freitas   2:59:56 Neste mesmo ano houve outra maratona no Rio, "Maratona da Cidade", novamente vencida por Valmir Carvalho e Angélica de Almeida.[4]
1987 Osmiro de Souza   2:15:57 Eliana Reinert   2:45:49 Neste mesmo ano houve outra maratona no Rio, "Maratona da Cidade", vencida por Valmir Carvalho e Angélica de Almeida.[4]
1986 Eloy Schleder   2:22:02 Liz McElkinny   2:46:54 Largada em Niterói, entrando no Rio pela ponte.
1985 Ron Tabb   2:16:15 Patti Catalano   2:38.44
1984 Eloy Schleder   2:24:35 Eleonora Mendonça   2:55.54 Seletiva brasileira para os Jogos Olímpicos. Eloy e Eleonora representaram o Brasil em Los Angeles 1984.
1983 Laurie White   2:15:31 Charlotte Teske   2:40:35 Disputada com o nome Maratona Bradesco–Jornal do Brasil.
1982 Delfim Moreira   2:15:37 Charlotte Teske   2:38:42 Disputada com o nome Maratona Bradesco–Jornal do Brasil.
1981 Bill Rodgers   2:14:13 Lorraine Moller   2:35:56 Disputada com o nome Maratona Atlântica Boavista–Jornal do Brasil.
1980 Greg Meyer   2:16:40 Lorraine Moller   2:39:10 Disputada com o nome Maratona Atlântica Boavista–Jornal do Brasil.
1979 Hélio Alves Aguiar[11]   2:34:57[11] Ivanise Lins de Barros[11]   3:25:03[11] Disputada com o nome Maratona Internacional do Rio de Janeiro.

Nota: recorde da prova (M e F)


Referências

  1. Thomé, Débora. «Maratona do Rio passa a ser a maior do Brasil». Revista Contra-Relógio. Consultado em 7 de abril de 2013 
  2. «Principais maratonas no Brasil (1980-2008)» (PDF). Revista Contra-Relógio. Consultado em 7 de abril de 2013 
  3. «Quebra de recordes na Maratona do Rio do Janeiro». ESPN Brasil. Consultado em 7 de abril de 2013 
  4. a b c d Ferreira, Ayrton. «A evolução da maratona no Brasil». ContraRelógio. Consultado em 30 de março de 2013 
  5. «Notícias da Semana - Arquivo». Copacabana Runners. Consultado em 25 de junho de 2009 
  6. http://www.chiptiming.com.br/resultados/detalhes/2623570093
  7. http://www.chiptiming.com.br/resultados/detalhes/2623570091
  8. «Corredores militares dominam a Maratona do Rio do Janeiro». globo.com. Consultado em 7 de abril de 2013 
  9. «Maratona Caixa da Cidade do Rio de Janeiro». 02porminuto. Consultado em 7 de abril de 2013 [ligação inativa]
  10. «Maratona Rio 1994». toninhobuda.com. Consultado em 7 de abril de 2013 
  11. a b c d O Globo, edição de 30/07/1979, caderno de esportes, pág. 2

Ligações externasEditar