Marcos Konder Netto

arquiteto brasileiro

Marcos Konder Netto (Blumenau, 11 de novembro de 1927) é um arquiteto, professor, poeta e pintor brasileiro, e um destacado representante da arquitetura moderna no país. Foi presidente do Instituto de Arquitetos do Brasil, Departamento do Rio de Janeiro (IAB/RJ) de 1966 a 1967.

Marcos Konder Netto
Nascimento 11 de novembro de 1927 (94 anos)
Blumenau, SC
Nacionalidade brasileira
Movimento Arquitetura moderna - Escola carioca
Obras notáveis Monumento aos Pracinhas e Centro Administrativo São Sebastião, no Rio de Janeiro
Prêmios “Arquiteto do Ano”, 1995, Sindicato dos Arquitetos

“Colar de Ouro” do IAB, 2003,

FamíliaEditar

Seu bisavô alemão, Markus Konder, emigrou para o Brasil no início do século, estabelecendo-se pioneiramente em Itajaí. Desde então a família Konder tem estado tradicionalmente ligada à política do estado de Santa Catarina e do Brasil, contando entre seus representantes Marcos Konder, Adolfo Konder, Vítor Konder, Jorge Konder Bornhausen e ainda o filósofo marxista Leandro Konder.

Formação e influênciasEditar

Marcos Konder formou-se pela Faculdade Nacional de Arquitetura da Universidade do Brasil, atual UFRJ, e trabalhou no início da carreira com os conhecidos arquitetos Sérgio Bernardes e Affonso Eduardo Reidy.

Dentre suas principais influências, além dos já citados Bernardes e Reidy, Marcos Konder menciona as idéias e projetos de Le Corbusier e dos arquitetos brasileiros Lúcio Costa e Oscar Niemeyer. Posteriormente Marcos Konder foi se desencantando com o tradicional racionalismo europeu inspirado por Le Corbusier e passou a identificar-se mais com a arquitetura orgânica, aberta e mais humanista representada por outros grandes mestres internacionais, como Frank Lloyd Wright e, principalmente, Alvar Aalto.

ObraEditar

 
Monumento aos Pracinhas, Rio de Janeiro.

O mais conhecido projeto de Marcos Konder, em colaboração com Hélio Ribas Marinho, que depois viria a ser seu sócio, foi o Monumento aos Mortos da Segunda Guerra Mundial, erguido no Rio de Janeiro, no Aterro do Flamengo e mais conhecido como Monumento aos Pracinhas. O monumento cobre uma área de 6.850 metros quadrados, em três planos: subsolo, patamar e plataforma, e conta com obras de escultura de Alfredo Ceschiatti e Júlio Catelli Filho, além de pinturas murais de Anísio Medeiros.

Outros projetos de Marcos Konder, no Rio de Janeiro, são o Restaurante Rio's, também situado no Parque do Flamengo; o plano de ocupação para o grupamento residencial Selva de Pedra, no Leblon; o Clube Campestre, no Alto Leblon; e o Centro Administrativo São Sebastião, que é a sede da prefeitura municipal, na Cidade Nova.

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar