Maria Montessori

Educadora e pedagoga italiana

Maria Tecla Artemisia Montessori (Chiaravalle, 31 de agosto de 1870Noordwijk aan Zee, Países Baixos, 6 de maio de 1952) foi uma educadora, médica e pedagoga italiana. É conhecida pelo método educativo que desenvolveu e que ainda é usado hoje em escolas públicas e privadas mundo afora.

Maria Montessori
Nascimento 31 de agosto de 1870
Chiaravalle, Itália
Morte 6 de maio de 1952 (81 anos)
Noordwijk aan Zee, Países Baixos
Cidadania Itália, Reino de Itália
Filho(s) Mario Montessori
Alma mater
Ocupação educadora, médica e pedagoga
Prêmios
  • Oficial da Ordem Orange-Nassau
Empregador Universidade de Roma "La Sapienza"
Religião Igreja Católica
Assinatura
Maria Montessori signature.gif

Destacou a importância da liberdade, da atividade e do estímulo para o desenvolvimento físico e mental das crianças. Para ela, liberdade e disciplina se equilibrariam, não sendo possível conquistar uma sem a outra. Adaptou o princípio da auto-educação, que consiste na interferência mínima dos professores, pois a aprendizagem teria como base o espaço escolar e o material didático.[1]

Representante do movimento da Educação Nova, a mesma conseguiu desenvolver suas teorias de modo amplo e abrangente. Seu método pedagógico foi implementado considerando a criança, o ambiente e o educador, tendo como foco a educação sensorial, considerada por ela, a base da educação intelectual.

BiografiaEditar

Montessori nasceu em 31 de agosto de 1870 em Chiaravalle, Itália. Seu pai, Alessandro Montessori, era oficial do Ministério das Finanças, trabalhando na época numa fábrica de tabaco estatal. Sua mãe, Renilde Stoppani, era bem educada para a época e provavelmente parente do geólogo italiano Antonio Stoppani.[2]

Desde muito jovem, manifestou interesse pelas matérias científicas, principalmente matemática e biologia, resultando em conflito com seus pais, que desejavam que ela seguisse a carreira de professora.

 
Maria Montessori, aos 10 anos, em 1880.

Indo contra as expectativas familiares, inscreveu-se na Faculdade de Medicina da Universidade de Roma, escolha que a levou a ser, em 1896, uma das primeiras mulheres a formar-se em medicina na Itália.

 
Placa colocada em homenagem a Maria Montessori na casa onde nasceu (Chiaravalle - Itália)

Após sua formatura, não pode exercer como médica, pois na época não se admitia uma mulher examinando o corpo de um homem. Então iniciou um trabalho com crianças com necessidades especiais na clínica da universidade, vindo posteriormente dedicar-se a experimentar em crianças, sem comprometimento algum, os procedimentos usados na educação dos que tinham comprometimento. Observou, também, crianças que brincavam nas ruas e criou um espaço educacional para estas crianças - a Casa dei Bambini.

Responsável também pela criação do Método montessori de aprendizagem, composto especialmente por um material de apoio em que a própria criança (ou utilizador) observa e faz as conexões corretas.[3][4]

ObrasEditar

  • O segredo da Infância, (1936).
  • Mente absorvente, Ed. Nórdica, (1949) .
  • Formação do Homem, Ed. Portugália ,(1949).
  • Em Família, Ed. Nórdica, (1951).
  • Pedagogia Científica, Ed. Flamboyant, (1965).
  • A Criança, com Luíz Horácio da Matta,(1984).
  • Educação e a Paz, Ed. Papirus, (2004).
  • Para Educar o Potencial Humano, Ed.Papirus, (2004).
  • Da Infância à Adolescência, (2006).

Alguns MateriaisEditar

 
Material Dourado - Montessori

Material DouradoEditar

O Material Dourado Montessori foi criado com o intuito de destinar-se a atividades que auxiliassem o ensino e a aprendizagem do sistema de numeração decimal-posicional e dos métodos para efetuar as operações fundamentais (ou seja, os algoritmos). Mas felizmente, essa utilização evoluiu e hoje esse material pode ser utilizado em outros diversos conteúdos matemáticos.

 
Encaixes Sólidos -  Montessori

Encaixes SólidosEditar

O Conjunto de Encaixes Sólidos é composto por quatro blocos, cada um com dez cilindros de tamanhos diferentes. Dente suas características, destacamos:

  • O Bloco A: Os cilindros crescem em diâmetro e altura.
  • O Bloco B: Os cilindros crescem em diâmetro sem mudança de altura.
  • O Bloco C: Os cilindros crescem em altura sem mudança de diâmetro.
  • O Bloco D: Os cilindros crescem em diâmetro, enquanto diminuem em altura.

ObjetivoEditar

O objetivo dos encaixes sólidos é a dimensão, que cresce em perspectiva e indiretamente, sendo de grande importância para a aprendizagem de alunos na área de matemática e geometria.

 
Sistema de Barras e Comprimentos -  Montessori

Sistema de Barras e ComprimentosEditar

Conhecido como as Barras Vermelhas, o sistema de barras e comprimentos é um material constituído por dez hastes de madeira de mesma base quadrada, e de diferentes comprimentos; a haste maior possui cem centímetros e a menor dez centímetros. Tem como ponto de interesse o comprimento da barra mais comprida e a colocação desta barra, e o controle de erro é a sequência visual das barras.

ObjetivoEditar

O objetivo do sistema de barras e comprimentos é a percepção da variação do comprimento das barras e a sequência de comprimento. Já como objetivo indireto, a preparação para a matemática e o sistema métrico de medições.

 
Escada Marrom - Montessori

Escada MarromEditar

O conjunto da escada marrom é formada por um conjunto de dez prismas retangulares, todos de 20 centímetros de comprimento, variando de 1 centímetro de altura e profundidade até 10 centímetros – de altura e profundidade.

Tem como ponto de interesse ordenar os prismas em ordem do mais estreito para o mais grosso, que resulta numa escada que aumenta em altura 1 centímetro por degrau.

Desta forma, o objetivo do mesmo é a percepção de dimensão que cresce em perspectiva e indiretamente é um preparo para a área de matemática e geometria.

Trabalhos PublicadosEditar

 
Maria Montessori. o retrato foi pintado pelo artista Alexander Akopov[5]

Montessori publicou vários livros, artigos e panfletos durante sua vida, geralmente em italiano, mas às vezes primeiro em inglês. De acordo com Kramer, "as principais obras publicadas antes de 1920 (O Método Montessori, Antropologia Pedagógica, O Método Montessori Avançado - Atividade Espontânea na Educação e O Material Elementar Montessori) foram escritas em italiano por ela e traduzidas sob sua supervisão". No entanto, muitos de seus trabalhos posteriores foram transcritos de suas palestras, muitas vezes em tradução, e só mais tarde publicados na forma de livro. A maioria de seus trabalhos e outras compilações de palestras ou artigos escritos por Montessori estão disponíveis na Montessori-Pierson Publishing Company.

As principais obras de Montessori em forma de livro são apresentadas aqui na ordem de sua primeira publicação, com revisões e traduções significativas.[6][7][8]

  • Il Metodo della Pedagogia Scientifica applicato all'educazione infantile nelle Case dei Bambini (Tipografia della Casa Editrice S. Lapi, 1909). Posteriormente revisado e reeditado em 1913 e 1918 (publicado por Ermanno Loescher) e 1935 (publicado por Maglione e Strine).
    • Edição inglesa (americana): The Montessori Method: Scientific Pedagogy as Applied to Child Education in the Children's Houses [traduzido por Anne E. George] (William Heinemann, 1912)
    • Edição em inglês (Reino Unido): The Montessori Method: Scientific Pedagogy as Applied to Child Education in the Children's Houses [translated by Anne E. George] (William Heinemann, 1912)
    • Edição alemã: Selbsttaetige Erziehung im fruehen Kindesalter nach den Grundsaetzen der wissenschaftlichen Paedagogik methodisch dargelegt [tradutor não identificado] (Hoffmann, 1913)
    • Edição holandesa De methode Montessori: zelfopvoeding van het jonge kind [translated by T. Bruyn] (Ploegsma, 1916)
    • Edição holandesa: Pédagogie scientifique [translated by M. R. Cromwell] (Librairie Larousse, 1916)
    • Edição em espanhol: El Método de la Pedagogía Científica Aplicado a la Educación de la Infancia en "La Casa dei Bambini" [translated by Juan Palau Vera] (Araluce, 1918)
    • Edição revisada e ampliada em inglês (Índia) The Discovery of the Child [traduzido por Mary A. Johnstone] (Kalakshetra Publications, 1948)
    • Revisado e reeditado em italiano como La scoperta del bambino (Garzanti, 1950). Uma 'nova' edição deste título foi publicada por Garzanti em 1970.
      • Edição francesa: Pédagogie Scientifique: La Découverte de l'Enfant [traduzido por Georgette JJ Bernard] (Desclée de Brouwer, 1952)
      • Primeira edição americana de The Discovery of the Child [traduzido por M. Joseph Costelloe] (Ballantine Books, 1967). Simultaneamente, versões deste título foram publicadas nos Estados Unidos pela Editora Fides (Notre Dame, Indiana) e pela Amereon House (Nova York).
      • Edição alemã: Die Entdeckung des Kindes [traduzido por Edith Seidel] (Verlag Herder, 1969)
      • Edição japonesa:子 ど も の 発 見/ Kodomo no hakken [traduzido por Tsuneyoshi Tsuzumi] (Kokudosha, 1971)
      • Edição catalã: La Descoberta de l'Infant [tradução de Andreu Roca] (EUMO Editorial, 1984)
      • Edição em inglês (Reino Unido): The Discovery of the Child [traduzido por M. Joseph Costelloe] (Clio Press, 1988)
      • Edição húngara: A gyermek felfedezése [traduzido por Balassa Sándorné] (Herder, 1995)
  • Antropologia Pedagogica (Vallardi, 1910)
    • Edição em espanhol: Antropología pedagógica [traduzido por Juan Palau Vera] (Araluce, 1910)
    • Edição em inglês (Reino Unido): Pedagogical Anthropology [traduzido por Frederick Taber Cooper] (William Heinemann, 1913)
    • Edição inglesa (americana): Pedagogical Anthropology [traduzido por Frederic Taber Cooper] (Frederick A. Stokes, 1913)
  • Dr. Montessori's Own Handbook (Publicado pela primeira vez em inglês; Frederick A. Stokes, 1914)[9]
    • Edição italiana: Manuale di pedagogia scientifica [traduzido da edição inglesa] (Alberto Morano, 1921)
  • L'autoeducazione nelle scuole elementari (Loescher, 1916)
  • I bambini viventi nella Chiesa (1922)
    • Edição em inglês: A Criança na Igreja: Ensaios sobre a Educação Religiosa das Crianças e o Treinamento do Caráter [editado por Edwin M. Standing] (1929)
  • Das Kind in der Familie (publicado pela primeira vez em alemão; 1923)
    • Edição em inglês: The Child in the Family [traduzido por Nancy Cirillo] (1929)
    • Idição italiana: Il bambino in famiglia (1936)
  • Psico Geométria (publicado pela primeira vez em espanhol; 1934)
    • Edição em inglês: Psychogeometry [editado por Kay M. Baker e Benedetto Scoppola] (2011)
    • Edição italiana: Psicoaritmetica (1971)
    • Edição em inglês: Psychoarithmetic [editado por Kay M. Baker e Benedetto Scoppola] (2016)
  • L'Enfant (publicado pela primeira vez em francês; Gonthier, 1936)
    • Edição espanhola: El Niño (Araluce, 1936)
    • Edição em inglês: The Secret of Childhood (Longmans, Green and Co., 1936)
    • Edição italiana: Il segreto dell'infanzia (1950)
    • Edição alemã: Kinder sind anders: il segreto dell'infanzia [translated by Percy Eckstein and Ulrich Weber] (E. Klett, 1952)
  • De l'enfant à l'adolescent [traduzido por Georgette JJ Bernard] (publicado pela primeira vez em francês; Desclée de Brouwer, 1923
    • Edição em inglês: From Childhood to Adolescence (traduzido por The Montessori Education Research Center] (Schocken Books, 1973)
    • Edição italiana: Dall'infanzia all'adolescenza (1949)
  • Educazione e pace (Garzanti, 1949)
  • Formazione dell'uomo (Garzanti, 1949)
    • Edição em inglês: The Formation of Man [Traduzido por Albert M. Joosten] (Theosophical Publishing House, 1955)
  • The Absorbent Mind (Theosophical Publishing House, 1949)[10]
    • Edição italiana revisada e reescrita: La mente del bambino. Mente assorbente (Garzanti, 1952)[11]
      • Edição em inglês da versão italiana: The Absorbent Mind [traduzido por Claude A. Claremont] (Holt, Rinehart e Winston, 1967)[12]
  • Education for a New World (1947)
    • Edição italiana: Educazione per un mondo nuovo (1970)
  • To Educate the Human Potential (1947)
    • Edição italiana: Come educare il potenziale umano (1970)

Referências

  1. «Maria Montessori, Educar para Crescer». Consultado em 23 de fevereiro de 2014. Arquivado do original em 6 de fevereiro de 2017 
  2. Kramer, 24; Trabalzini, 13
  3. Conheça os principais métodos pedagógicos que existem no Brasil
  4. Método Montessoriano
  5. Online magazine "Montessori"
  6. «A Montessori Bibliography». Montessori Family Alliance (em inglês). 13 de julho de 2017. Consultado em 3 de janeiro de 2019 
  7. Additional publications by Maria Montessori are listed in the Montessori Bibliography Online made available by The Global Montessori Network at: https://theglobalmontessorinetwork.org/montessori-bibliography/
  8. Much of the following information comes from: Open Worldcat (https://worldcat.org); and Association Montessori Internationale, "Book List" (Amsterdam: AMI, April 1995) [1 folded sheet].
  9. This publication was translated into English from the Italian by an unattributed individual.
  10. As stated in the introduction to this text, "the present volume is based upon the lectures given by Dr. Maria Montessori at Ahmedabad, during the first Training Course after her internment in India." Additionally, this version is based on notes from the lectures, so it is based on notes by students – not Montessori's own writings. Montessori, M. (1949). The Absorbent Mind. The Theosophical Publishing House. https://archive.org/details/in.ernet.dli.2015.202650.
  11. This Italian-language version was personally written by Maria Montessori, whereas the English-language version from 1949 was not based on Montessori's own writings but was based on student(s) notes (in English) from her lecture. For this reason, the Italian-language edition is understood to be the authoritative version of the text.
  12. This was a new English-language translation of the text, by Claude A. Claremont, based on the revised, updated, and expanded version Montessori wrote in Italian. Montessori, M. (1967). The Absorbent Mind (C. A. Claremont, Trans.). Holt, Rinehart and Winston. OCLC 299938660

Ver tambémEditar

Leitura adicionalEditar

  • Hainstock, Elizabeth (1978). The Essential Montessori. New York: The New American Library. ISBN 0452258081 
  • Kramer, Rita (1976). Maria Montessori. Chicago: University of Chicago Press. p. 60. ISBN 0-201-09227-1 
  • Lillard, Angeline (2005). Montessori: The Science Behind the Genius. New York: Oxford University Press. ISBN 0195168682 
  • Lillard, Paula Polk (1972). Montessori: A Modern Approach. New York: Schocken Books. ISBN 9780805209204 
  • Lillard, Paula Polk (1996). Montessori Today. New York: Schocken Books. ISBN 9780805210613 
  • Montessori, Maria (1948). The Discovery of the Child. Madras: Kalkshetra Publications Press 
  • Montessori, Maria (1949). The Absorbent Mind. Madras: Theosophical Publishing House 
  • Montessori, Maria (1914). Dr. Montessori's Own Handbook. New York: Frederick A. Stokes Company 
  • Montessori, Maria (1912). The Montessori Method. New York: Frederick A. Stokes Company 
  • Montessori, Maria (1936). The Secret of Childhood. New York: Longmans, Green 
  • Standing, E.M. (1957). Maria Montessori: Her Life and Work. New York: Plume. ISBN 0-452-26090-6 
  • Trabalzini, Paola (2011). «Maria Montessori Through the Seasons of the Method». The NAMTA Journal. 36 (2) 

Ligações externasEditar

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
  Citações no Wikiquote
  Imagens e media no Commons