Mayra Aguiar

judoca brasileira
Mayra Aguiar
Mayra Aguiar em 2016
Judô
Nome completo Mayra Aguiar da Silva
Modalidade Meio-pesado (-78 kg)
Nascimento 3 de agosto de 1991 (29 anos)
Porto Alegre (RS), Brasil
Nacionalidade brasileira
Compleição Peso: 78 kg Altura: 1,78 m
Clube SOGIPA
Medalhas
Jogos Olímpicos
Bronze Rio 2016 –78 kg
Bronze Londres 2012 –78 kg
Campeonatos Mundiais
Ouro Budapeste 2017 –78 kg
Ouro Cheliabinsk 2014 –78 kg
Prata Tóquio 2010 –78 kg
Prata Rio de Janeiro 2013 Equipes
Bronze Paris 2011 –78 kg
Bronze Rio de Janeiro 2013 –78 kg
Bronze Tóquio 2019 –78 kg
Jogos Pan-Americanos
Ouro Lima 2019 –78 kg
Prata Toronto 2015 –78 kg
Prata Rio 2007 –70 kg
Bronze Guadalajara 2011 –78 kg

Mayra Aguiar da Silva (Porto Alegre, 3 de agosto de 1991) é uma judoca brasileira campeã pan-americana, mundial e medalhista olímpica. A medalha de bronze conquistada nos Jogos Olímpicos Rio 2016 fez dela a primeira atleta brasileira a ganhar duas medalhas olímpicas em um esporte individual.[1]

CarreiraEditar

Atleta da SOGIPA de Porto Alegre, nos Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro 2007 obteve a medalha de prata na categoria de até 70 kg, perdendo na final para a futura campeã do UFC Ronda Rousey.

Nos Jogos Olímpicos de Pequim 2008 disputou a categoria de – 70 kg, sendo derrotada já na primeira luta.

Em 2010 recebeu a medalha de prata na categoria até 78 kg no Campeonato Mundial de Judô de 2010 realizado em Tóquio[2] e foi eleita atleta da década pela Federação Gaúcha de Judô.[3] Já no ano de 2011 Mayra foi medalha de bronze no Mundial realizado na França.

No ano de 2012 ganhou o Grand Slam de Judô de Paris na categoria até 78 kg, superando a norte-americana Kayla Harrison na final.[4] A vitória colocou a atleta no primeiro lugar do ranking mundial da categoria até 78 kg.[5] Mayra também foi ouro no Pan-americano de Judô em sua primeira disputa como lider no ranking mundial.[6]

Em agosto, conquistou a medalha de bronze na Olimpíada de Londres 2012.[7]

Em 29 de agosto de 2014 tornou-se campeã mundial na categoria até 78kg, ao derrotar na final a francesa Audrey Tcheuméo por wazari, no Campeonato Mundial de 2014.[8]

Nos Jogos Pan-Americanos de 2015 conquistou a medalha de prata, perdendo a final para Kayla Harrison, campeã olímpica em Londres 2012, a quem havia derrotado na semifinal do Mundial do ano anterior.[9] Ainda em 2015 conquistou a medalha de ouro no Campeonato Pan-Americano de Edmonton e a medalha de prata no Grand Prix de Abu Dhabi.[10]

Em fevereiro de 2016 conquistou a medalha de ouro do Grand Slam de Judô de Paris, tornando-se bicampeã deste torneio e derrotando por ippon na final a norte-americana Kayla Harrison, sua maior rival na categoria. Foi a segunda vez que venceu o Grand Slam francês derrotando Harrison.[11] Três meses depois, voltou a enfrentar Harrison na final do World Masters de Guadalajara, no México, e perdeu novamente para a norte-americana, por imobilização, ficando com a medalha de prata.[12]

Nos Jogos Olímpicos de 2016 conquistou a medalha de bronze ao vencer a cubana Yalennis Castillo.[13] Nos Jogos Pan-Americanos de Lima 2019 venceu a atleta de Cuba Kaliema Antomarchi no "golden score" na categoria até 78 kg e conquistou a medalha de ouro.

Marinha do BrasilEditar

Assim como outros atletas olímpicos brasileiros que tem o apoio das Forças Armadas Brasileiras e fazem parte de algum de seus ramos militares, Mayra é terceiro-sargento da Marinha do Brasil, integrante do CEFAN (Centro de Educação Física Almirante Nunes).[14]

Referências

  1. espnw.espn.uol.com.br/ Com bronze no Rio, Mayra Aguiar se torna a primeira brasileira com duas medalhas olímpicas em esportes individuais.
  2. Mayra Aguiar conquista medalha inédita; Rafael Silva perde o bronze UOL Esporte
  3. Menção honrosa
  4. «Brasil fecha Grand Slam de judô em Paris com ouro e prata». Folha.com. 5 de fevereiro de 2012 
  5. «Após ganhar Grand Slam, judoca Mayra Aguiar vira líder do ranking mundial». UOL Esporte. 8 de fevereiro de 2012 
  6. «Em dia perfeito, Portela, Mayra e Renan são ouro no Pan-Americano». FGJ. 27 de abril de 2012 
  7. «Mayra Aguiar fatura o bronze olímpico em Londres». Federação Gaúcha de Judô 
  8. «Mayra Aguiar é campeã do mundo aos 23 anos e dá primeiro ouro ao Brasil na Rússia». ESPN. 29 de agosto de 2014. Consultado em 29 de agosto de 2014 
  9. «Luciano Corrêa é bicampeão pan-americano. Mayra Aguiar fica com a prata». Consultado em 15 de julho de 2015 
  10. «Mayra Aguiar conquista a prata em Grand Slam de Judô». O Globo. 1º de novembro de 2015. Consultado em 2 de novembro  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  11. «Mayra Aguiar é ouro e Brasil termina Grand Slam com cinco medalhas». Folha de S Paulo. Consultado em 7 de fevereiro de 2016 
  12. «Mayra perde 'tira-teima' para campeã olímpica e leva prata antes da Rio-16». UOL. Consultado em 30 de maio de 2016 
  13. «Judoca Mayra Aguiar vence cubana e ganha medalha de bronze». Agência Brasil. 11 de agosto de 2016 
  14. Judocas da Marinha são promovidos a terceiro sargento

Ligações externasEditar