Michel Chasles

Michel Chasles (Epernon, 15 de novembro de 1793Paris, 18 de dezembro de 1880) foi um matemático francês.

Michel Chasles
Nascimento Floréal Chasles
15 de novembro de 1793
Epernon
Morte 18 de dezembro de 1880 (87 anos)
Paris
Sepultamento Saint Chéron Cemetery
Nacionalidade francês
Cidadania França
Progenitores
  • Charles-Henri Chasles
Irmão(s) Adelphe Chasles
Alma mater École Polytechnique
Ocupação matemático, historiador da matemática, físico, professor universitário
Prêmios Medalha Copley (1865)
Empregador Universidade de Paris
Orientador(es) Siméon Denis Poisson[1]
Orientado(s) Gaston Darboux, Hubert Anson Newton
Campo(s) matemática
Tese 1814
Obras destacadas Chasles' theorem
Assinatura
Signature de Michel Chasles.svg

Educado em Paris, abandonou o comércio para dedicar-se à matemática. Em 1829, perante a Academia de Bruxelas, expôs sua descoberta de princípios gerais de geometria: dualidade e homografia. Ampliando-os, escreveu em 1837 sua Apreciação histórica sobre a origem e o desenvolvimento dos métodos em geometria.

Foi professor de mecânica e geodésia de Escola Politécnica de Paris (1841) e mais tarde de geometria superior na Sorbonne. É considerado um dos maiores geômetras de todos os tempos, com fundamentais contribuições à ciência.

Chasles e Jakob Steiner elaboraram independentemente a moderna geometria projetiva. Chasles usou seu 'método de características' e seu 'princípio de correspondência' para resolver inúmeros problemas e as soluções foram publicadas em Comptes Rendus. O problema da atração de um elipsóide num ponto externo foi por ele resolvido em 1846.

Referências

Ligações externasEditar


Precedido por
Charles Darwin
Medalha Copley
1865
Sucedido por
Julius Plücker


  Este artigo sobre um(a) matemático(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.