Abrir menu principal
Newton Dias dos Santos
Nascimento 14 de setembro de 1916
Rio de Janeiro, Brasil
Morte 2 de março de 1989 (72 anos)
Rio de Janeiro, Brasil
Residência Brasil
Nacionalidade brasileiro
Alma mater Universidade do Distrito Federal
Instituições Museu Nacional
Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Campo(s) entomologia

Newton Dias dos Santos (Rio de Janeiro, 14 de setembro de 1916 - 2 de março de 1989) foi um pioneiro entomológo brasileiro.[1]

Índice

BiografiaEditar

Ingressou no curso de história natural na recém-formada Escola de Ciências da Universidade do Distrito Federal, no Rio de Janeiro, em 1938, formando em medicina pela Faculdade Nacional de Medicina em 1940. Foi o primeiro professor a obter grau de doutor em ciências naturais pela então Faculdade Nacional de Filosofia, em 1950.[1][2][3]

Ingressou no Museu Nacional em 1939, com o cargo de naturalista e organizou e participou de diversas excursões para coleta de plantas e animais para o museu. Estagiou no Batalhão de Guardas da 1.ª Região Militar e 1.ª Divisão de Infantaria em 1943 e tornou-se diretor do museu em 1961. Sob sua gestão, o museu aproximou-se do público e Newton foi um dos responsáveis pelo aumento significativo do acervo de insetos.[2][3] Em sua posse, discursou:

Também foi o responsável pela expansão de artefatos indígenas, com oitenta e nove peças das tribos asurini, apinayí e krahó. Na coleção de vertebrados fósseis foram adicionados fósseis do Ceará, em 1961 e da Paraíba em 1962, em um total aproximado de sete mil espécimens, com a colaboração do geógrafo Fausto Luiz de Souza Cunha e do geólogo Carlos de Paula Couto.[3] Em 1950, publicou o livro que se tornaria leitura obrigatório para os professores da área de ciências, "Práticas de Ciências" e publicou mais de cem artigos sobre a família Odonata, de libélulas.[1][2][3]

Foi professor da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, nas áreas de zoologia e didática e professor chefe do ensino de ciências na Escola Normal Carmela Dutra.[3] Na década de 1950, foi um dos dirigentes do suplemento científico do Jornal A Manhã, intitulado "Ciências para todos", voltado para as práticas de ensino em ciência, no qual também foi um dos pioneiros.[1][2][3]

MorteEditar

Newton Dias dos Santos morreu em 2 de março de 1989.[1][2][3]

Espécies de Odonatas identificadasEditar

  • Acanthagrion egleri 1961
  • Aceratobasis mourei 1970
  • Aeschnosoma marizae 1981
  • Brechmorhoga travassosi 1946
  • Chalcopteryx seabrai 1960
  • Elasmothemis alcebiadesi 1945
  • Elasmothemis schubarti 1945
  • Epipleoneura haroldoi 1964
  • Epipleoneura manauensis 1965
  • Epipleoneura williamsoni 1957
  • Erythrodiplax gomesi 1946
  • Erythrodiplax luteofrons 1956
  • Fluminagrion taxaensis 1965
  • Forcepsioneura itatiaiae 1970
  • Inpabasis hubelli 1961
  • Inpabasis machadoi 1961
  • Leptagrion aculeatum 1965
  • Leptagrion acutum 1961
  • Leptagrion bocainense 1979
  • Leptagrion capixabae 1965
  • Leptagrion dardanoi 1968
  • Leptagrion garbei 1961
  • Leptagrion siqueirai 1968
  • Leptagrion vriesianum 1978
  • Leptobasis costalimai 1957
  • Leptobasis tuberculata 1961
  • Macrothemis hosanai 1967
  • Mesoleptobasis acuminata 1961
  • Mesoleptobasis cantralli 1961
  • Metaleptobasis selysii 1956
  • Metaleptobasis sooretamae 1957
  • Micrathyria almeidai 1945
  • Micrathyria borgmeieri 1947
  • Micrathyria iheringi 1946
  • Micrathyria pirassunungae 1953
  • Micrathyria stawiarskii 1953
  • Minagrion caldensis 1965
  • Minagrion cananensis 1967
  • Minagrion ribeiroi 1956
  • Neocordulia carloschagasi 1967
  • Neocordulia luismoojeni 1967
  • Nephepeltia berlai 1950
  • Oligoclada borrori 1945
  • Oligoclada calvertii 1951
  • Peristicta gauchae 1968
  • Phasmoneura ciganae 1968
  • Planiplax machadoi 1949
  • Roppaneura beckeri 1966
  • Telagrion mourei 1970
  • Telagrion ribeiroi 1962
  • Ypirangathemis calvertii 1949
  • Zenithoptera lanei 1941
  Este artigo sobre um(a) cientista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Referências

  1. a b c d e «Newton Dias dos Santos». Neglected Science. Consultado em 17 de fevereiro de 2018 
  2. a b c d e «Ciência para Todos e a divulgação científica na imprensa brasileira entre 1948 e 1953». Sociedade Brasileira de História da Ciência. Consultado em 17 de fevereiro de 2018 
  3. a b c d e f g h «Os Diretores do Museu Nacional - UFRJ» (PDF). Museu Nacional. Consultado em 17 de fevereiro de 2018 
Precedido por
José Cândido de Mello Carvalho
Diretor(a) do Museu Nacional
1961 — 1963
Sucedido por
Luís de Castro Faria