Abrir menu principal
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Ninja (desambiguação).
Ninja
Ninja no Lollapalooza em Chicago, agosto de 2018
Nome completo Richard Tyler Blevins
Outros nomes NinjasHyper
Nascimento 5 de junho de 1991 (28 anos)
Grayslake, Illinois, EUA
Residência Detroit, Michigan
Nacionalidade norte-americano
Estatura 1,85 m
Cônjuge Jessica Goch (c. 2017)
Prémios Streamy Awards
Esports Awards
The Game Awards
Shorty Awards
Ocupação
Servidor(es) Mixer, YouTube
Género Jogos
Anos ativos 2011—presente
Inscritos + 14 milhões (Twitch)
+ 22 milhões (Youtube)
Visualizações + 471 milhões (Twitch)
+1,9 bilhões (Youtube)
Afiliação(ões)
Website teamninja.com
YouTube Silver Play Button 2.svg
100 mil
inscritos: 2017
YouTube Gold Play Button 2.svg
1 milhão
de inscritos: 2018
YouTube Diamond Play Button.svg
10 milhões
de inscritos: 2018

Richard Tyler Blevins[1] (Grayslake, 5 de junho de 1991), mais conhecido por seu apelido online Ninja, é um streamer, YouTuber, jogador profissional de Esports e personalidade da internet norte-americano. A partir de fevereiro de 2019, ele se tornou o streamer mais seguido na Twitch, sua antiga plataforma, com mais de treze milhões de seguidores e uma média de mais de 30.000 espectadores por semana.[2][3]

Início da vidaEditar

Blevins nasceu de pais americanos de ascendência galesa.[4] Nasceu em Detroit, ele se mudou com sua família para os subúrbios de Chicago quando ele tinha um ano de idade.[5] A juventude de Blevins nos subúrbios de Chicago incluiu videogames e esportes. Ele frequentou a Grayslake Central High School, onde jogou futebol, Blevins também era um ávido jogador de videogame. Após a formatura, ele decidiu jogar videogames profissionalmente, participando de torneios, juntando-se a organizações profissionais e transmitir ao vivo seus jogos.[6]

CarreiraEditar

Blevins começou a jogar Halo 3 profissionalmente em 2009.[7] Ele jogou por várias equipes, incluindo Cloud9, Renegades, Team Liquid,[8] e atualmente está na Luminosity Gaming.[9] Blevins tornou-se um streamer em 2011.[5] Ele começou jogando H1Z1, mais tarde migrando para PlayerUnknown's Battlegrounds. Ele se juntou à Luminosity Gaming em 2017 primeiro como jogador de Halo, depois de H1Z1, mais tarde indo para PUBG, onde ele venceu o PUBG Gamescom Invitational Squads 2017. Ele começou a transmitir regularmente Fortnite e sua audiência começou a crescer, o que coincidiu com o crescimento da popularidade do jogo.[8] Em setembro de 2017, ele tinha 500 mil seguidores; em seis meses, esse número cresceu em 250%.[10]Em março de 2018, Blevins estabeleceu um recorde na Twitch enquanto jogava Fortnite depois de organizar um jogo com Drake, Travis Scott, e JuJu Smith-Schuster.[11] Em abril de 2018, ele quebrou seu próprio recorde de audiência durante seu evento Ninja Vegas 2018, onde ele acumulou uma audiência de cerca de 667.000 espectadores ao vivo.[12]

Blevins tem mais de 21 milhões de assinantes no YouTube em atualmente (janeiro de 2019).[13] Ele ganha mais de U$500,000 por mês transmitindo Fortnite, e credita o modelo de negócios free-to-play do jogo como um fator de crescimento.[14]

Em 17 de junho de 2018, Blevins anunciou que havia feito parceria com a Red Bull Esports. Ele também mencionou no anúncio que os fãs poderiam desafiá-lo em um evento especial da Fortnite chamado "Red Bull Rise Till Dawn" em Chicago em 21 de julho de 2018.[15]

Em setembro de 2018, Blevins se tornou o primeiro jogador eSports profissional a ser destaque na capa da ESPN The Magazine, marcando um avanço na fama do esporte eletrônico.[16][5]

Ninja anunciou um acordo com a gravadora Astralwerksem outubro de 2018 para compilar um álbum intitulado Ninjawerks: Vol. 1 com canções originais de música eletrônica, incluindo Alesso, Nero, Tycho e 3LAU.[17][18][19] The album was released on December 14, 2018.[20]

Blevins apareceu brevemente durante o anúncio "The 100-Year Game" da NFL ao lado de vários jogadores profissionais de futebol que foi ao ar durante o Super Bowl LIII.[21]

Com o lançamento de Apex Legends e seus números estrondosos,[22] Ninja perdeu seu trono de primeiro lugar na plataforma Twitch, caindo para a quinta posição, com Shroud assumindo o primeiro lugar. Ninja migrou e alternou de Fortnite para Apex Legends, seus inscritos no canal se mantiveram, mas seu crescimento foi inferior.[23] Após algumas semanas, voltou a jogar Fortnite regularmente graças ao decaimento da popularidade de Apex Legends.

Em 1º de agosto de 2019, Blevins anunciou que mudaria de plataforma de streaming, da Twitch para o seu concorrente Mixer, da Microsoft.[24]

Trabalho de caridadeEditar

Em uma transmissão de caridade para arrecadação de fundos realizada em fevereiro de 2018, Blevins arrecadou mais de US$110,000 para ser doado à Fundação Americana para Prevenção ao Suicídio.[25] Durante o primeiro evento eSports de Fortnite Battle Royale em abril de 2018, Blevins doou quase US$50,000 em prêmios em dinheiro, com US$2.500 indo para a Associação de Alzheimer.[26] Mais tarde, em abril, ele participou do evento #Clips4Kids com outros parceiros, Dr.Lupo e Timthetatman, e no total, ele ajudou a arrecadar mais de US$340.000.[27] Na E3 2018, Blevins e Marshmello ganharam o evento Fortnite Pro-Am e doaram US$1 milhão para uma instituição de caridade de sua escolha.[28]

Vida pessoalEditar

A família de Blevins foi destaque em vários episódios do game show Family Feud em 2015. De acordo com o The Brillion News, Blevins foi a razão pela qual ele e sua equipe foram capazes de participar do programa.[29]

ControvérsiasEditar

Blevins afirmou que ele não transmite online com streamers mulheres por causa de sua esposa e evitar os rumores que tal transmissão poderia criar.[30] Ele recebeu reações mistas; alguns disseram que ele deveria dar o exemplo e não tornar mais difícil para as streamers femininas ganharem destaque, enquanto outros apoiavam sua postura, alegando que ele deveria fazer o que ele quisesse para proteger seu casamento.[31][32] Em resposta a suas críticas, Blevins reafirmou seu apoio a igualdade de gênero e reafirmou seu compromisso com o casamento e mencionou alguns nomes de streamers femininas proeminentes.[33] Ele também deixou claro que as mulheres são bem-vindas para jogar com ele em um grupo ou em eventos, dizendo que tais situações permitem que ele "controle mais a narrativa, sem dramas e rumores estúpidos que inundam nossas vidas".[5]

Em dezembro de 2016, a Blevins divulgou o endereço de um doador como retribuição por ter um nome de usuário racista. Este ato, que é referido como 'doxxing', é contra as regras da Twitch, que afirma que eles resultam em uma "suspensão indefinida". Blevins foi reportado para este ato, mas só recebeu uma suspensão de 48 horas, que alguns acreditavam ser resultado do grande público de Blevins na plataforma.[34] Blevins depois postou no twitter que ele "merecia" a punição.[35]

Em março de 2018, em uma transmissão com Nadeshot, improvisou a palavra 'nigga' enquanto fazia rap com a música 44 More de Logic. Isso provocou polêmica dentro de sua comunidade e do público em geral. Mais tarde, ele pediu desculpas por qualquer ofensa causada e afirmou que ele não tinha a intenção de dizer a palavra, em vez disso, atribuindo seu uso da palavra a ser "língua presa".[36]

Em novembro de 2018, Blevins recebeu críticas por denunciar falsamente o IcyFive, um jogador do Fortnite, por stream sniping. Stream sniping refere-se ao uso de assistir à transmissão de um jogador para rastrear ou prever seus movimentos, a fim de obter vantagem competitiva. Depois que Blevins foi eliminado pelo jogador, o companheiro de equipe de Blevins, DrLupo, disse a ele para procurar por um "emote", que o IcyFive fez. Blevins tomou isso como prova de que o IcyFive era sniping, e rapidamente relatou o jogador. Depois de relatar o jogador, Blevins afirmou que ele iria "sair do seu caminho" para garantir que IcyFive fosse banido, e disse ao IcyFive que não iria denunciá-lo se ele saísse imediatamente, apesar de já ter o denunciado. Como o IcyFive não estava visualizando sua transmissão, ele não o fez. Blevins assumiu que o IcyFive o estava ignorando e pegou seu telefone no que parecia ser uma tentativa de entrar em contato direto com a Epic Games. IcyFive alegou que ele não estava 'snipando' a transmissão de Blevins e enviou um vídeo como prova, e DrLupo mais tarde afirmou que não acreditava que o IcyFive estivesse realmente 'snipando' Blevins, mencionando que usar um emote era uma reação regular a um aumento na contagem de espectadores após uma eliminação, e também afirmou que ele não tolerou as ações de Blevins, e as comparou a um discurso retórico. Mais tarde, Blevins pediu desculpas ao IcyFive no Twitter, mas também acusou o jogador de "se fazer de vítima" e "se aproveitar" do incidente, e o chamou de "ingênuo" por assumir que os jogadores seriam banidos exclusivamente por sua palavra.[37][38] Em outubro de 2018, Blevins reportou um jogador por "ter um ping mais alto" do que o dele. Isto levou a um jogador alegando que em 16 de novembro de 2018 eles haviam sido banidos como resultado do relatório, que a Epic Games negou.[39] Ambos os incidentes causaram reação contra Blevins nas mídias sociais.[40]

Prêmios e indicaçõesEditar

Ano Cerimônia Categoria Resultado Ref.
2018 Streamy Awards Criador do Ano Venceu [41]
Esports Awards Personalidade Esports do Ano Venceu [42]
The Game Awards 2018 Criador de Conteúdo do Ano Venceu [43]
2019 11º Shorty Awards Twitch Streamer do Ano Venceu [44]

ReferênciasEditar

  1. «Ninja no Twitter». Consultado em 26 de Março de 2018 
  2. «The Most Followed Twitch Streamers, September 2018». twitchmetrics.net. Consultado em 3 de Fevereiro de 2018. Cópia arquivada em 27 de outubro de 2018 
  3. «Top 10 Twitch Streamers». socialblade.com. Consultado em 3 de Fevereiro de 2018. Cópia arquivada em 27 de outubro de 2018 
  4. «H3 Podcast #63 - Ninja». H3 Podcast – via YouTube 
  5. a b c d Teng, Elaine (18 de setembro de 2018). «Living the Stream». ESPN The Magazine. Consultado em 18 de setembro de 2018 
  6. Keilman, John (2 de agosto de 2018). «He's got celebrity pals, millions of fans and (probably) millions of dollars: Meet Ninja, Chicago's 'Fortnite' superstar». Chicago Tribune (em inglês). Consultado em 5 de agosto de 2018. Cópia arquivada em 5 de agosto de 2018 
  7. Montag, Ali (20 de março de 2018). «How this 26-year-old went from working at a fast food joint to making $500,000 a month playing video games». CNBC. Consultado em 20 de julho de 2018. Cópia arquivada em 20 de julho de 2018 
  8. a b Leslie, Callum (16 de março de 2018). «How much money does Ninja make?». Dot Esports. Consultado em 19 de março de 2018. Cópia arquivada em 18 de março de 2018 
  9. «Ninja Pulls Off Insane Save After Accidentally Impulse Grenading Himself». Consultado em 26 de março de 2018. Cópia arquivada em 24 de março de 2018 
  10. Meade, Dylan B. (27 de fevereiro de 2018). «What the Hell Happened: Ninja's Twitch Takeover». The Harvard Crimson. Consultado em 19 de março de 2018 
  11. Patrick Gill, Christopher Grant, Ross Miller, and Julia Alexander (15 de março de 2018). «Drake sets records with his Fortnite: Battle Royale Twitch debut». Polygon. Consultado em 19 de março de 2018. Cópia arquivada em 15 de março de 2018 
  12. «Ninja's Vegas Fortnite event breaks Twitch viewing record - VG247». VG247 (em inglês). 23 de abril de 2018. Consultado em 23 de abril de 2018. Cópia arquivada em 23 de abril de 2018 
  13. «Ninja - YouTube Channel Statistics - WatchinToday». watchin.today. Consultado em 27 de abril de 2019 
  14. Kim, Tae (19 de março de 2018). «Tyler 'Ninja' Blevins explains how he makes more than $500,000 a month playing video game 'Fortnite'». CNBC. Consultado em 20 de março de 2018. Cópia arquivada em 21 de março de 2018 
  15. «Archived copy». Consultado em 18 de junho de 2018. Arquivado do original em 18 de junho de 2018 
  16. Fogel, Stefanie (18 de setembro de 2018). «Ninja: First Esports Player Featured on ESPN Magazine Cover». Variety. Consultado em 5 de outubro de 2018 
  17. Bein, Kat (26 de outubro de 2018). «Ninja Partners With Astralwerks to Release Upcoming 'Ninjawerks' Album». Billboard. Consultado em 30 de novembro de 2018 
  18. Cameron, John (29 de novembro de 2018). «Alesso, Tycho and 3LAU Share Clips of New Music from Ninjawerks». edm.com. Consultado em 30 de novembro de 2018 
  19. «NERO share first song in 2 years ahead of Twitch star Ninja's Compilation». edm.com. 4 de dezembro de 2018. Consultado em 11 de dezembro de 2018 
  20. «NinjaWerks Digital Album (Preorder)». Team Ninja. Consultado em 30 de novembro de 2018 
  21. Brady, Erik (4 de fevereiro de 2019). «NFL commercial wins USA TODAY's Ad Meter with tackle-filled celebration in 'The 100-Year Game'». USA Today. Consultado em 4 de fevereiro de 2019 
  22. ‘Apex Legends’ tem 25 milhões de jogadores em uma semana
  23. APEX LEGENDS: SHROUD LIDERA RANKING DE CRESCIMENTO DA TWITCH; NINJA CAI PARA 5º
  24. «Ninja deixa Twitch e vai para Mixer: "Uma ótima oportunidade para voltar às minhas raízes"». ESPN.com. 1 de agosto de 2019. Consultado em 1 de agosto de 2019 
  25. Becht, Beth Heyn and Eli (20 de fevereiro de 2018). «Tyler Blevins 'Ninja': Everything You Need to Know». Consultado em 26 de março de 2018. Cópia arquivada em 21 de março de 2018 
  26. «Who Won Ninja Vegas '18? Full Roundup Including Highlights and Results». Twin Galaxies (em inglês). Consultado em 23 de abril de 2018. Cópia arquivada em 23 de abril de 2018 
  27. «Incredible Generosity of the Gaming Community Raises Huge Amount of Money For Charity - Ninja, Dr Lupo and More». Dexerto (em inglês). Consultado em 14 de junho de 2018. Cópia arquivada em 12 de junho de 2018 
  28. Goslin, Austen (12 de junho de 2018). «Ninja and Marshmello win Epic's E3 2018 Fortnite Pro Am». Polygon. Consultado em 12 de junho de 2018. Cópia arquivada em 13 de junho de 2018 
  29. Pantzlaff, Andrew (12 de fevereiro de 2015). «Survey Says: Brillion natives win big on Family Feud». The Brillion News. Consultado em 27 de Abril de 2018. Cópia arquivada em 22 de outubro de 2016 
  30. Frank, Allegra (14 de agosto de 2018). «(Inglês) Ninja explica sua escolha de não transmitir com jogadores mulheres». Polygon. Consultado em 27 de agosto de 2018 
  31. Haasch, Palmer (13 de agosto de 2018). «(Inglês) Twitch streamers têm reações mistas à escolha de Ninja de não jogar com streamers femininas» 🔗. Polygon. Consultado em 27 de agosto de 2018 
  32. «(Inglês) Fortnite: Ninja não joga com jogadores do sexo feminino». BBC. Consultado em 17 de agosto de 2018. Cópia arquivada em 18 de agosto de 2018 
  33. «Ninja responde a críticas de sua recusa em transmitir com mulheres». Polygon. Consultado em 17 de agosto de 2018. Cópia arquivada em 17 de agosto de 2018 
  34. Farner, Shawn. «The untold truth of Tyler "Ninja" Blevins». SVG.com. Consultado em 20 de dezembro de 2018 
  35. Blevins, Tyler (4 de dezembro de 2018). «Recebi uma suspensão de 48 horas para liberar o endereço das pessoas que doaram sob o nome racista. Eu mereço isso e estarei de volta terça-feira.». Twitter (em inglês). Consultado em 20 de Dezembro de 2018 
  36. Hernandez, Patricia. «Top Twitch Streamer Ninja Rapped A Slur, Leading To A Familiar Conundrum [Update: Ninja Apologizes]». Kotaku (em inglês). Consultado em 30 de novembro de 2018 
  37. «(Inglês) Ninja denuncia jogador de 'Fortnite' por stream sniping e, em seguida, pede desculpas». WWG (em inglês). Consultado em 30 de novembro de 2018 
  38. Genova, Vincent. «Ninja pede desculpas após denunciar falsamente um jogador da Fortnite por sniping». Dexerto. Consultado em 20 de dezembro de 2018 
  39. Villanueva, Jamie (17 de novembro de 2018). «(Inglês) Ninja reportou um jogador por ping alto e mais tarde foi acusado de ter falsamente o banido». Dot Esports. Consultado em 20 de dezembro de 2018 
  40. Villanueva, Jamie (12 de novembro de 2018). «Eis por que Ninja está recebendo ódio por falsamente acusar alguém de stream sniping». Dot Esports. Consultado em 20 de dezembro de 2018 
  41. «8th Annual Nominees & Winners». Consultado em 19 de abril de 2019 
  42. «2018 HALL OF FAME». ESPORTS AWARDS. Consultado em 19 de abril de 2019 
  43. Wade, Jessie. «The Game Awards 2018 Nominations Announced». IGN. Consultado em 19 de abril de 2019 
  44. «11º Shorty Awards». Shorty Awards. Consultado em 19 de abril de 2019 

Ligações externasEditar