O amor é um ato revolucionário

O Amor É um Ato Revolucionário é um disco de estúdio do cantor, compositor, poeta e jornalista brasileiro Chico César lançado no dia 13 de setembro de 2019. Segundo o crítico musical Zuza Homem de Mello, "O titulo lembra o papel da juventude nos anos 60, pregando na bandeira de paz e amor o gesto revolucionário de contestação da cultura vigente"[1]. O álbum é um retrato da situação político-social do país, na visão de seu compositor[2]. Todas as composições são de Chico César[3]. O álbum foi eleito um dos 25 melhores álbuns brasileiros do segundo semestre de 2019 pela Associação Paulista de Críticos de Arte.[4]

O Amor É Um Ato Revolucionário
Álbum de estúdio de Chico César
Lançamento 13 de setembro de 2019
Gênero(s) rock
MPB
blues
jazz
Duração 69 minutos
Idioma(s) Língua Portuguesa
Formato(s) CD, streaming
Gravadora(s) Independente
Produção André Kbelo Sangiacomo e Chico César
Cronologia de Chico César
Estado de Poesia
(2015)

Lista de faixasEditar

N.º Título Duração
1. "O Amor É Um Ato Revolucionário"   7:20
2. "Minha Morena"   8:09
3. "Luzia Negra"   7:00
4. "As Negras"   3:44
5. "De Peito Aberto"   4:57
6. "Lok OK"   3:38
7. "Like"   3:43
8. "History"   2:57
9. "O Homem Sob O Cobertor Puído"   4:19
10. "Mulhero"   6:37
11. "Eu Quero Quebrar"   4:17
12. "Pedrada"   5:15
13. "Cruviana"   4:37
14. "Eu Quero Quebrar (Remix)"   3:12
Duração total:
69:00

BandaEditar

Referências

  1. Santos, Dálete. «O amor é um ato revolucionário novo disco de Chico César». EntreCultura. Consultado em 15 de junho de 2020 
  2. Pinheiro, João (8 de outubro de 2019). «Chico César comenta suas vivências político-sociais em novo disco». Tenho Mais Discos Que Amigos!. Consultado em 15 de junho de 2020 
  3. a b «O Amor É Um Ato Revolucionário | Chico César | O Amor É Um Ato Revolucionário». Consultado em 15 de junho de 2020 
  4. Antunes, Pedro (7 de dezembro de 2019). «Os 25 melhores discos brasileiros do 2º semestre de 2019, segundo a APCA [LISTA]». Rolling Stone Brasil. Grupo Perfil. Consultado em 2 de janeiro de 2021