Oguedai Cã

(Redirecionado de Ogedei)
Oguedai Cã
Nascimento 7 de novembro de 1186
Morte 11 de dezembro de 1241 (55 anos)
Império Mongol
Cidadania Império Mongol
Etnia Mongóis
Progenitores Mãe:Börte
Pai:Gengis Khan
Cônjuge Borakchin Khatun, Alqui Khatun, Hutieni, Töregene Khatun
Filho(s) Güyük Khan, Godan Khan, Khochu, Khorachar, Khashi, Khadan, Mieli, Sürkhakhan
Irmão(s) Alahaibieji, Aletalun, Huochenbieji, Yeli'andun, Jochi, Djaghatai Khan, Wuluchi, Kuoliejian, Chawuer, Shuerche, Tolui
Ocupação
Título Khagan
Religião Tengriismo
Causa da morte doença, alcoolismo

Oguedai[1] (Ögodei, Ögedei, Ugedey ou Ugodei; m. 1241) foi o terceiro filho de Gengis Cã com Börte, o qual em 1229 o sucedeu como o supremo governante do Império Mongol, o , governando-o até sua morte, em dezembro de 1241 .

Conquistas militares de seu reinadoEditar

Oguedai continuou com as políticas expansionistas de seu pai, promovendo ataques contra a China, Oriente Médio e Europa. Na China a conquista a região norte foi concluída em 1234 com a conquista de Kaifeng, e logo em seguida começou com uma guerra se estenderia por mais de 40 anos contra a Dinastia Song, que ainda reinava no sul do país. Ainda no Extremo Oriente submeteu o reino da Coreia à autoridade mongol. No mundo muçulmano conquistou a Pérsia. Porém, o seu reinado ficou marcado principalmente pelos ataques contra a Europa.

Sob o comando de seu sobrinho Batu Cã e dos generais Subedei, Kaidu e Kadan, os búlgaros do Volga foram conquistados entre 1236 e 1237, seguidos dos principados russos em uma devastadora campanha de inverno, a qual se estenderia até o inverno de 1240 com a conquista de Quieve.

Após a conquista da Rússia de Quieve, os exércitos mongóis continuaram seu avanço, atacando em um ataque triplo Polônia, Hungria e Romênia. Os exércitos alemães e poloneses foram derrotados na batalha de Legnica e no dia seguinte Batu e Subedei derrotam os exércitos do rei Bela IV da Hungria na batalha de Mohi. Quando os exércitos mongóis se encontravam próximos a Viena, Oguedai morre devido a problemas com alcoolismo. Talvez por conta disso os mongóis tiveram de voltar a Caracórum para eleger o novo soberano, abortando prematuramente a tentativa de invasão da Europa pelas hordas mongóis, embora teorias mais recentes apontem o facto de o inverno de 1242 ter sido particularmente duro nas planícies húngaras[2].

Após sua morte, sua viúva Toregene reinou como regente por 5 anos, até que seu filho Guyuk fosse eleito em 1246, morrendo dois anos depois.

Referências

  1. Vicente 2004, p. 8-9.
  2. ANA GERSCHENFELD para publico.pt. «Inverno húngaro terá impedido conquista pelos mongóis da Europa Ocidental». 6-6-2016. Consultado em 6 de junho de 2016 

Ver tambémEditar

Precedido por
Gengis Cã
do Império Mongol
12291241
Sucedido por
Guiuque Cã

Referências

BibliografiaEditar

  • Vicente, Luiz Rafael Xavier (2004). «As Relações Político-Religiosas entre o Império Mongol e a Europa Ocidental em meados do século XIII: Missionários Franciscanos no Oriente». Revista Vernáculo (11/12/13)