Oswaldo Teixeira
Nome nativo Oswaldo Teixeira do Amaral
Nascimento 11 de agosto de 1905
Rio de Janeiro
Morte 28 de maio de 1974 (68 anos)
Rio de Janeiro
Cidadania Brasil
Alma mater Escola Nacional de Belas Artes
Ocupação pintor
Empregador Museu Nacional de Belas Artes

Oswaldo Teixeira do Amaral (Rio de Janeiro, 11 de agosto de 1905 — Rio de Janeiro, 28 de maio de 1974) foi um pintor, crítico, professor e historiador de arte brasileiro.[1]

BiografiaEditar

Na antiga Escola Nacional de Belas Artes foi aluno de Batista da Costa, em pintura, e Rodolfo Chambelland em desenho de modelo-vivo. Fundou e dirigiu o Museu Nacional de Belas Artes durante 25 anos, de 1937 a 1961. No Salão Nacional de Belas Artes conquistou a Grande Medalha de Prata em 1923, o Prêmio de Viagem à Europa em 1924, a Medalha de Ouro em 1928 e a Grande Medalha de Honra em 1938. Conquistou ainda as Grandes Medalhas nas mais importantes mostras brasileiras de sua época, afora a dos eventos internacionais de que participou, tendo sido o único pintor brasileiro a receber todas as honrarias possiveis em sua categoria e um dos mais premiados pintores brasileiros.

Foi membro da Academia Brasileira de Belas Artes, da Academia de Arte do Rio de Janeiro e da Academia Nacional de Belas Artes de Lisboa. Foi o autor do retrato (em tamanho natural) do presidente Getúlio Vargas existente no Ministério da Fazenda e o do Cardeal D.Jaime de Barros Câmara, exposto na Igreja da Candelária, Rio de Janeiro.

Outras Atividades Ligadas à Arte:

– Avaliador de Obras de Arte da Prefeitura do Distrito Federal, em 1946 por designação do Snr. Ministro da Educação e Saúde.

– Restaurador de quadros do Museu da Cidade da Prefeitura do Distrito Federal até o ano de 1950.

– Autor do Livro “Getúlio Vargas e a Arte no Brasil”.

– Professor de Desenho e Pintura em seus Ateliers de Botafogo e Copacabana.

– Membro da Comissão Julgadora da Cadeira de Modelagem e Desenho do Instituto Lafaiette, nos anos de 1927, 1932 e 1933.

– Idealizador do Museu Salvador Dali, na Espanha.

– Presidente do Salão Nacional de Belas Artes durante 9 (nove) anos.

Referências

  1. Cultural, Instituto Itaú. «Oswaldo Teixeira | Enciclopédia Itaú Cultural». Enciclopédia Itaú Cultural 

Ligações externasEditar