Pachites appressa é uma espécie de orquídea terrestre pertencente à subtribo Satyriinae, endêmica da África do Sul,[1] nas montanhas localizadas ao nordeste de Swellendam, onde são bastante raras. Geralmente habitam áreas de solo arenoso e bem drenado, em meio aos arbustos, e florescem abundantemente após incêndios ocasionais da primavera. É a espécie-tipo do gênero Pachites.[2]

Como ler uma infocaixa de taxonomiaPachites appressa

Classificação científica
Domínio: Eukaryota
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Liliopsida
Ordem: Asparagales
Família: Orchidaceae
Subfamília: Orchidoideae
Tribo: Diseae
Subtribo: Satyriinae
Género: Pachites
Espécie: P. appressa
Nome binomial
Pachites appressa
Lindl. 1835
Sinónimos
Pachites appressus

Crescem a partir de um tubérculo que origina caules com poucas folhas lineares. A inflorescência não se ramifica e comporta muitas flores não ressupinadas, com sépalas e pétalas estreitas e parecidas, conferindo aspecto actinomórfico às flores. O labelo é semelhante aos outros segmentos. A coluna é bastante alongada e contém duas polínias com dois viscídios afastados.[2] Nada se sabe sobre a polinização deste gênero. Não há informações sobre Pachites em cultivo.[3].

Referências editar

  1. R. Govaerts, et al (2009). World Checklist of Orchidaceae. The Board of Trustees of the Royal Botanic Gardens, Kew. «Publicada na Internet» (em inglês)  (Consultada em fevereiro de 2009).
  2. a b Kurzweil, H. & Linder, P.: (2001) Phylogenetics of Orchidoideae. In A. M. Pridgeon, P. J. Cribb, M. W. Chase, and F. N. Rasmussen eds., Genera Orchidacearum, vol. 2, Orchidoideae part 1. Oxford University Press, Oxford, UK ISBN 0198507100.
  3. Johnson, S.D., Linder, H.P. and Steiner, K.E. (1998). Phylogeny and radiation of pollination systems in Disa (Orchidaceae). American Journal of Botany, 85, 402-411,

Ver também editar

Ligações externas editar

  Este artigo sobre orquídeas (família Orchidaceae), integrado no Projeto Plantas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.