Abrir menu principal

Wikipédia β

Disambig grey.svg Nota: Se procura pela acepção do termo em anatomia, veja Tubérculo (anatomia).
Desenho de um pé de batata

Em botânica, tubérculo se refere ao caule arredondado que algumas plantas verdes desenvolvem abaixo da superfície do solo como órgãos de reserva de energia (em geral amido e inulina). O exemplo mais conhecido é a batata-inglesa.[1]

São usados ​​pelas plantas para sobreviver ao inverno ou meses mais secos, fornecendo energia e nutrientes durante a próxima estação de crescimento. Além disso servem como um meio de reprodução assexuada.[2] Possui pequenas folhas escamosas e gemas minúsculas conhecidas como "olhos". Esses "olhos" brotam, dando origem a novas plantas, que retiram seu alimento do tubérculo, até que as próprias raízes e folhas se formem.[3]

Índice

ExemplosEditar

Raízes tuberosas e bulbosEditar

Tubérculos são diferentes de raízes tuberosas como a batata doce, a beterraba, a cenoura ou a mandioca, que armazenam seus nutrientes na própria raiz, muito mais desenvolvida que a dos tubérculos. Também se diferenciam de bulbos como cebolas e alho, que apesar de usarem parte do caule, também usam folhas modificadas, conhecidas como catafilos para armazenar nutrientes.[4]

Ver tambémEditar

Referências

  1. [1]
  2. Rooting cuttings of tropical trees, London: Commonwealth Science Council, 1993, pp. 11, ISBN 978-0-85092-394-0
  3. [2]
  4. [3]

Ligações externasEditar