Palácio de Türkmenbaşy

Residência oficial do presidente do Turcomenistão

O Palácio de Türkmenbaşy é um edifício público da cidade de Asgabade, capital do Turquemenistão. Sede da presidência da república, a obra foi concluída em março de 1997,[1] é nomeado em homenagem a Saparmyrat Nyýazow, o primeiro presidente do Turquemenistão, que foi proclamado "Türkmenbaşy", ou seja, "Líder dos turcomenos".

Palácio de Türkmenbaşy
Oguz han köşk
Огуз хан көшк
Palácio de Türkmenbaşy, frente à Praça da Independência
Engenheiro Bouygues
Início da construção 1996
Fim da construção 1997
Restauro 2008-2011
Proprietário atual Presidente do Turquemenistão
Função atual Residência oficial
Geografia
País Turquemenistão
Cidade Asgabade
Coordenadas 37° 56' 03" N 58° 22' 50" E

O palácio faz parte de um complexo maior que também contém o Prezident Kozgy (Palácio Presidencial), que fica no lado oeste do complexo, delimitado pela Praça da Independência. O complexo é limitado a norte pela rua Karl Marx e a sul pela rua Galkynysh. Esta rua corre todo o caminho até a ponta sudeste do complexo que faz fronteira com a Praça Galkynysh. A leste, faz fronteira com a rua Beýik Saparmyrat Türkmenbaşy.

Construção e restauroEditar

A construtora francesa Bouygues construiu o palácio presidencial em 1997 para o presidente do Turquemenistão, Saparmyrat Nyýazow. O palácio presidencial original era notável por sua aparência extravagante, mas foi subsequentemente ofuscado em estatura arquitetônica por grandes edifícios no Cazaquistão, rico em petróleo, e até mesmo no empobrecido Tajiquistão.

Em 2008, Gurbanguly Berdimuhammedow, sucessor de Nyýazow, encomendou uma obra de restauro e ampliação também para a Bouygues. A construção começou em 2008 e terminou 18 de maio de 2011, no mesmo dia em que Berdimuhammedow assumiu seu cargo como o segundo presidente do Turquemenistão.[2] O novo palácio custou aproximadamente US$ 250 milhões.[3]

DescriçãoEditar

O novo palácio presidencial faz parte do plano de Saparmyrat Nyýazow de "repensar" sua capital e fornecer-lhe infraestruturas modernas.[4] A construção da monumental edifício foi confiada ao grupo francês Bouygues,[5] em colaboração com arquitetos do Ministério de Construção e Arquitetura do Turquemenistão e os escritórios de arquitetura franceses Bellon et Art Études (para o design de interiores). O edifício é inspirado tanto pelo classicismo francês quanto pela arquitetura otomana, bem como pelas tendências arquitetônicas que afirmam ser herdeiras da arquitetura tradicional turquemena.

ExteriorEditar

Rodeado por um parque de dois hectares decorado com espécies raras e composições originais, é cercado por um pátio coberto com um pavimento de granito de três tons diferentes, decorado com fontes e fontes de água. Precedido por um pórtico de tetrastilo (com quatro colunas pseudo-dóricas) de inspiração antiga, o palácio forma um vasto conjunto quadrangular que se estende por três níveis. O exterior surpreende pelos tons claros das paredes (cobertas com lajes de mármore de Carrara) perfuradas por grandes janelas com treliças douradas, contrastando com a massa da cúpula central (22 metros de diâmetro) revestida com esmaltes Briare, reforçada com folha de ouro, estendida por um mastro com as cores nacionais.

InteriorEditar

O interior é organizado em torno do grande salão cerimonial, articulado em torno de uma escadaria monumental com dois lances. Os pisos, feitos de marchetaria de carvalho e mogno, respondem aos tons beges das paredes e às cores mais pronunciadas das colunas de mármore dos Pirenéus ou "Botticino". As portas monumentais (em bronze) que servem as diferentes salas são decoradas com motivos geométricos ou a águia de cinco cabeças (armas presidenciais). O térreo é quase totalmente ocupado pelo grande salão cerimonial, exceto pelo salão de banquetes e o oratório particular do presidente. Elevadores panorâmicos de vidro fosco fornecem acesso aos andares superiores.

O primeiro andar abriga o escritório do presidente, mas também a sala do conselho, adornada com madeira de nogueira. Em ambos os lados destes dois quartos é também a sala credencial, onde os embaixadores são recebidos, mas também convidados ilustres e chefes de estado estrangeiros. Sua mobília é particularmente elegante, incluindo um baú de mogno e bronze esculpido em estilo Luís XVI, poltronas de madeira e veludo preciosos e uma mesa de mogno de Honduras. Todos estes quartos abrigam tapetes tradicionais das cinco províncias do país (Ahal, Labap, Daşoguz, Balkan e Mary).

O segundo andar é composto pelos apartamentos pessoais do presidente e pelas suítes reservadas para hóspedes ilustres. Um ginásio e piscina também estão disponíveis.

Duas alas laterais são adicionados à estrutura principal. Elas hospedam os escritórios de vários ministros e serviços administrativos.

NumismáticaEditar

O Palácio aparece nas cédulas da moeda turquemena, o manate.

Referências

  1. Turkménistan, terre d'histoire et de progrès, éditions Somogy / éditions d'Art, pp.100-180
  2. «В Туркменистане отмечают День возрождения, единства и поэзии». 18 de maio de 2011 
  3. «Turkmen leader inaugurates new golden-domed palace». Fox News. 18 de maio de 2011 
  4. The capital of independent neutral Turkmenistan
  5. «Turkmenistan : where is turkmenbashi's money ?». Consultado em 29 de agosto de 2018. Arquivado do original em 4 de setembro de 2008