Abrir menu principal
Vista do palácio na Via della Pigna.

Palazzo Maffei Marescotti é um palácio localizado na esquina da Via dei Cestari e da Via della Pigna no rione Pigna de Roma, vizinho da igreja dos Santissime Stimmate di San Francesco.

Índice

HistóriaEditar

O palácio foi projetado em 1580 por Giacomo Della Porta por ordem do cardeal Marcantonio Maffei, que ordenou a demolição de algumas residências da família de Stefano Porcari que ficavam de frente para a Piazza della Pigna. O palácio ainda estava incompleto quando Maffei faleceu precocemente em 1583, o que provocou uma longa série de trocas de proprietários e de usos para o edifício, cuja única constante foi o fato de ele ter permanecido nas mãos de membros da Cúria Romana[1][2].

 
Portal.

Ainda incompleto, o palácio foi vendido em 1591 pelo sobrinho do cardeal, Livio Maffei, para a poderosa irmã do papa Sisto V, dona Camilla Peretti, que o revendeu por 29 000 escudos para Clemente Sannesio de Calutiis, marquês de Collelungo. Em 1621, o edifício passou para o cardeal Ludovico Ludovisi, que o revendeu para Francesco II d'Este em 1668 por 40 000 escudos. O duque construiu um estábulo para 24 cavalos e três carruagens e decorou o piso nobre com pinturas e estuques. Em 1 de setembro de 1714, o palácio foi revendido ao marquês Ottaviano Acciaioli, que o repassou, em 20 de dezembro de 1746, ao conde Orazio e ao monsenhor Alessandro Marescotti por 56 000 escudos. A propriedade permaneceu na família por mais de um século e, durante este período, uma ampliação foi realizada pelo arquiteto Ferdinando Fuga[1]. Em 5 de fevereiro de 1865, o edifício foi vendido por 75 000 escudos à Banca Romana, de Bernardo Tanlongo, que se mudou para lá vindo da Piazza Mignanelli[3].

O palácio foi comprado em 1906 diretamente pelo Vaticano por 80 000 liras[4], que o transformou na sede do Vicariato de Roma, completando nesta época a fachada na Via dei Cestari em estilo neorrenascentista por Antonio Sarti. Depois da mudança do Vicariato para o Palazzo di San Callisto em 1964, o edifício passou a hospedar associações católicas e a Opera romana pellegrinaggi, a grande responsável pelo turismo confessional em Roma, e pala Azione Cattolica[4][1][4]. Por este motivo, o palácio é conhecido também como Vicariato Vecchio[3].

DescriçãoEditar

O imponente palácio com três pisos apresenta elementos barrocos inseridos no contexto do século XVI da estrutura original: o portal flanqueado por duas colunas é decorado na arquitrave por uma cabeça de cachorro com um festão. São característicos também os tímpanos das janelas dos três pisos, triangulares e curvos no piso nobre, com cabeças de cervo no segundo, uma referência ao símbolo heráldico dos Maffei, que aparece também no beiral intercalado com detalhes florais[3].

 
Vista do pátio interno.

No grande pátio interno, no estilo do século XVI, o lado fortificado da entrada conta com cinco arcadas com pilastras dóricas. No lado oposto está uma fonte inserida num nicho emoldurado por duas lesenas e uma arquitrave. NO centro está uma estátua em mármore branco representando uma "Minerva" com túnica e um caduceu de bronze na mão direita sobre uma base simples: o tanque, no nível do chão, é flanqueado por quatro pilastras e tem um formato ligeiramente curvo. No primeiro andar está uma lógia, atualmente fechada; no segundo estão janelas decoradas com cabeças de cervo e separadas do beiral por pequenas janelas alongadas no século XVIII para abertura de pequenos balcões[3].

Referências

  1. a b c Stoppa, Massimo (2003). «Il Palazzo Del Vicariato Alla Pigna, Palazzo Maffei Marescotti» (em italiano). Roma: Nuova Argos 
  2. «Palazzo Marescotti già Estense» (em inglês). Rome Art Lover 
  3. a b c d «Via della Pigna» (em italiano). Roma Segreta 
  4. a b c «Palazzo Maffei Marescotti» (em italiano). InfoRoma 

Ligações externasEditar