Abrir menu principal

Papa Gregório XIII

Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde janeiro de 2014). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Gregório XIII
Papa da Igreja Católica
226° Papa da Igreja Católica
Atividade Eclesiástica
Diocese Diocese de Roma
Eleição 13 de maio de 1572
Entronização 25 de maio de 1572
Fim do pontificado 10 de abril de 1585 (12 anos)
Predecessor Pio V
Sucessor Sisto V
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 1542
Nomeação episcopal 20 de julho de 1558
Nomeado Patriarca 13 de maio de 1572
Cardinalato
Criação 12 de março de 1565
por Papa Pio IV
Ordem Cardeal-presbítero
Título São Sisto
Brasão
Papado
Brasão
C o a Gregorio XIII.svg
Consistório Consistórios de Gregório XIII
Dados pessoais
Nascimento 7 de janeiro de 1502
Bolonha, Itália
Morte 10 de abril de 1585 (83 anos)
Roma, Itália
Nacionalidade Italiano
Nome nascimento Ugo Bomcompagni
Progenitores Mãe: Angela Marescalchi
Pai: Cristoforo Boncompagni
Sepultura Basílica de São Pedro
dados em catholic-hierarchy.org
Categoria:Igreja Católica
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo
Listas de papas: cronológica · alfabética

Gregório XIII, nascido Ugo Buoncompagni (Bolonha, 7 de Janeiro 1502Roma, 10 de Abril 1585), foi Papa de 13 de maio de 1572 até à data da sua morte.

Destaca-se por ter sido o responsável pela introdução do calendário actual (calendário gregoriano) pela bula Inter gravissimas, assinada a 24 de Fevereiro de 1582, reformando o antigo calendário juliano.

Ugo estudou e leccionou direito e jurisprudência na Universidade de Bolonha. Em 1538 foi chamado a Roma pelo Papa Paulo III e subiu rapidamente na hierarquia. Elevado a cardeal pelo Papa Pio IV, foi um dos presentes no Concílio de Trento. Em 1572 foi eleito para suceder o Pio V.

Como Papa, Gregório XIII conspirou em vão para destronar a rainha Elizabeth I da Inglaterra, uma protestante, e enviou em 1578 o capitão Thomas Stukeley para a Irlanda, de forma a minar o poder da rainha. Mas Stukeley desviou-se do plano inicial e juntou-se ao rei português Dom Sebastião na sua cruzada em Marrocos, que haveria de acabar em tragédia. Estes planos só resultaram no afastamento maior entre a Igreja de Inglaterra e Roma.

Este fervor por levar a cabo a tarefa de conversão da Inglaterra ao catolicismo sem olhar a despesas deixou vazios os cofres da Igreja, tendo de recolher fundos para a causa através de novas vias de financiamento. O Papa fixa a atenção nos feudos e baronias que a Igreja tinha cedido a nobres de Roma e no escasso proveito que extraía desses territórios. Propôs-se confiscar tais bens cujos concessionários não estavam com contas acertadas e os que se encontravam na posse de herdeiros ilegítimos. A aristocracia reagiu perante o que interpretou como uma declaração de guerra e ocorreram pilhagens, motins e verdadeiras matanças, criando-se um clima de desordem na qual proliferaram todo o tipo de proscritos e foragidos que espalharam actos de banditismo por toda a zona em torno de Roma. Gregório XIII não teve capacidade para atacar tal epidemia nem tempo para o tentar fazer, pois morreu em 10 de Abril de 1585, deixando os Estados Papais em plena turbulência.

FilhosEditar

O Commons possui imagens e outras mídias sobre Papa Gregório XIII


Precedido por
Pio V
 
Papa

226.º
Sucedido por
Sisto V


  Este artigo sobre um papa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.