Parahyba Mulher Macho

Parahyba Mulher Macho
Brasil
Direção Tizuka Yamasaki
Elenco Chico Díaz
Cláudio Marzo
Grande Otelo
José Dumont
Oswaldo Loureiro
Tânia Alves
Walmor Chagas
Gênero Filme biográficoficção histórica • filme dramático • filme histórico
Lançamento 1983

Parahyba Mulher Macho, ou Parahyba, Mulher Macho[1], é um filme brasileiro de 1983, do gênero drama histórico-biográfico, dirigido por Tizuka Yamazaki, com roteiro da própria diretora e de José Joffily,[1] baseado em seu livro Anayde Beiriz, Paixão e Morte na Revolução de 30, por sua vez inspirado na vida de Anaíde Beiriz e nos eventos relacionados à Revolução de 1930.[2]

SinopseEditar

 
Grande Otelo faz parte do elenco do filme.
 
Oswaldo Loureiro também fez parte do elenco.

Conta uma importante parte da história do Brasil, através da sua personagem principal, Anayde Beiriz, uma poeta, jornalista e professora revolucionária e libertária do começo do século XX, conhecida por seu liberalismo sexual, o qual chocava a Paraíba pré-Revolução de 30. Seu amor por João Dantas acaba por forjar a morte de João Pessoa, o então governador do estado da Paraíba, Brasil. Esses acontecimentos serviram de estopim para a mencionada revolução.[3]

ElencoEditar

Prêmios e indicaçõesEditar

Evento Prêmio/categoria Recipiente Resultado
Festival de Brasília 1983 Melhor fotografia Edgar Moura Venceu[4]
Melhor cenografia Yurika Yamasaki Venceu[4]
Melhor trilha sonora Walter Goulart, Juarez Dagoberto da Costa e Lael Rodrigues Venceu[4]
Melhor técnico de som Juarez Dagoberto da Costa Venceu[4]
Melhor longa-metragem (júri popular) Venceu[4]
Festival de Cartagena 1983 Melhor direção Tizuka Yamazaki Venceu[4]
Melhor atriz Tânia Alves Venceu[4]
Melhor filme Venceu[4]
Festival de Biarritz 1983 Grande Prêmio do Júri Venceu[4]
Associação dos Críticos da Andaluzia 1983 Prêmio Especial do Júri Popular Venceu[4]
Festival de Huelva 1983 Prêmio da Conferência dos Cineclubes Venceu[4]
Prêmio Especial do Júri Venceu[4]
Festival de Havana 1983 Melhor interpretação feminina Tânia Alves Venceu[4]

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b «Parahyba, Mulher Macho». Brasil: CinePlayers. Consultado em 3 de janeiro de 2020 
  2. «Parahyba Mulher Macho». Brasil: AdoroCinema. Consultado em 3 de janeiro de 2020 
  3. «Parahyba Mulher Macho». Cinemateca Brasileira. Consultado em 2 de setembro de 2020 
  4. a b c d e f g h i j k l m «Parahyba Mulher Macho». Cinemateca Brasileira. Consultado em 3 de janeiro de 2020 
  Este artigo sobre um filme brasileiro é um esboço relacionado ao Projeto Entretenimento. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.