Abrir menu principal

Partido da União Republicana

Partido da União Republicana
Líder Brito Camacho
Fundador Brito Camacho
Fundação 1912
Dissolução 1919
Ideologia Nacionalismo português
Conservadorismo social
Liberalismo clássico
Republicanismo
Espectro político Centro-direita a Direita
Antecessor Partido Republicano Português (cisão)
Sucessor Partido Liberal Republicano

O Partido da União Republicana (também chamado de Partido Unionista ou simplesmente União Republicana) foi um partido político português do tempo da I República, resultante da primeira secessão do Partido Republicano Português (a par do Partido Democrático e do Partido Evolucionista), tendo-se constituído em agrupamento político a 26 de Fevereiro de 1912, dois dias depois dos Evolucionistas.

Foi liderado por Brito Camacho e teve no jornal A Lucta o seu órgão de imprensa. Os unionistas foram também chamados de camachistas devido ao seu líder; o partido era depreciativamente referenciado na imprensa da época como o «partido dos intelectuais», pois agrupava grandes personalidades ligadas às ciências, às artes e às letras, mas não conseguindo, porém, grande adesão popular.

Dos três grandes partidos nascidos da cisão do Partido Republicano Português, o Partido Unionista era aquele que se situava ideologicamente mais à direita.

Começou por apoiar o primeiro governo de Afonso Costa, para cedo lhe retirar o apoio. Opôs-se com veemência ao entedimento entre Evolucionistas e Democráticos para formar a União Sagrada, tendo em contrapartida apoiado a acção de Sidónio Pais, nascida em parte também como reacção a este governo de coligação. Mas também cedo se apercebeu que o governo de Sidónio Pais guinava para caminhos que não desejava, tendo-se então alheado ao seu projecto.

Em 1919, já derrubado o sidonismo, com a nomeação do seu líder para o cargo de Alto-Comissário da República para Moçambique, e estando também o Partido Evolucionista órfão (já que o seu líder António José de Almeida fora eleito para a cadeira presidencial), acabou por se unir com este num novo agrupamento político de direita (o Partido Liberal Republicano), a fim de disputar o espaço governativo ao Partido Democrático.

Resultados eleitoraisEditar

Eleições legislativasEditar

Data Votos % +/- Deputados +/- Senadores +/- Status
1913 N/D 24,0 (3.º)
36 / 153
18 / 71
Oposição
1915 41 865 15,0 (3.º)  9,0
15 / 163
 21
11 / 69
 7 Oposição
1918 Boicote
1919 N/D 10,0 (3.º)
17 / 163
0 / 74
Oposição
  Este artigo sobre política ou um cientista político é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.