Pedro Carlos de Bourbon

Pedro Carlos de Bourbon e Bragança (em castelhano: Pedro Carlos Antonio Rafael José Javier Francisco Juan Nepomuceno Tomás de Villanueva Marcos Marcelino Vicente Ferrer Raimundo; Aranjuez, 18 de junho de 1786Rio de Janeiro, 26 de maio de 1812) foi um infante dos reinos de Espanha e Portugal. Filho primogênito e único sobrevivente de Gabriel de Bourbon, Infante da Espanha, e de sua esposa Mariana Vitória de Bragança, Infanta de Portugal.

Pedro Carlos
Infante de Espanha e Portugal
Esposa Maria Teresa de Portugal
Descendência Sebastião Gabriel da Espanha e Portugal
Casa Bourbon-Bragança
Nome completo Pedro Carlos António Rafael José Xavier Francisco João Nepomuceno Tomás de Vilanova Marcos Marcelino Vicente Ferrer Raimundo de Bourbon e Bragança
Nascimento 18 de junho de 1786
  Palácio Real de Aranjuez, Aranjuez, Espanha
Morte 4 de julho de 1812 (26 anos)
  Palácio Real de São Cristóvão, Rio de Janeiro, Brasil
Sepultado em Convento de Santo Antônio, Rio de Janeiro
Pai Gabriel da Espanha
Mãe Mariana Vitória de Portugal
Religião Catolicismo

BiografiaEditar

 
o Infante Dom Pedro Carlos quando criança

Seu pai, um homem muito inteligente, era o filho favorito do rei Carlos III, mas ele e sua esposa morreram em 1788 de varíola. O rei Carlos III também morreu no mesmo ano; seu sucessor Carlos IV de Espanha mandou a criança para Portugal, a pedido de sua avó, a Rainha Maria I de Portugal. Dona Maria I estava preocupada com a sucessão de Bragança e D. Pedro Carlos era então seu único neto. Foi criado por Dona Maria I, que o criou Infante de Portugal.

D. Pedro Carlos herdou uma grande fortuna do pai e foi recebido em Portugal. Em 1792 sua avó foi oficialmente declarada louca e seu filho João, tio de Pedro Carlos, tornou-se regente de Portugal.

Em 1807, a França invadiu Portugal e a família real fugiu para o Brasil, incluindo D. Pedro Carlos. Partiram no dia 29 de novembro a bordo do Príncipe Real.

Chegaram a Salvador da Bahia em 2 de janeiro de 1808 e de lá seguiram para o Rio de Janeiro, onde o Infante morava no Palácio de São Cristovão.[1] [2]

D. Pedro Carlos morreu pouco tempo depois em 1812, tendo sido sepultado no Convento de Santo Antônio.

Casamento e descendenciaEditar

No Brasil, D. Pedro Carlos focou noivo de sua prima Maria Teresa de Bragança, Princesa da Beira, filha de Carlota Joaquina da Espanha e João VI de Portugal, e eles se casaram em 13 de maio de 1810 no Rio de Janeiro.[3]

O casal ficou muito feliz durante os dois anos de casamento, após os quais Pedro Carlos adoeceu e morreu no Alto da Boa Vista em 4 de julho de 1812.

O casal teve um filho:

Ver tambémEditar

Referências